SEO para iniciantes: saiba tudo sobre básico de SEO

Erich Casagrande

Out 27, 202220 min de leitura
Imagem vetorial com um desenho de uma pessoa esculpindo uma engrenagem para noções básicas de SEO.

ÍNDICE

O que é SEO?

SEO é o processo de melhorar o desempenho e a experiência do seu site para que ele ganhe mais visibilidade nos resultados orgânicos dos mecanismos de busca. Os resultados de pesquisa do Google são divididos em duas seções: anúncios e resultados orgânicos. Veja mais detalhes do que é SEO neste artigo.

serp - anúncios e resultados orgânicos

Anúncios são os resultados que as pessoas pagam via Google Ads. Este é um sistema completamente à parte.

Já os resultados orgânicos são baseados em qualidade. E é nesse campo que o SEO se torna importante.

Por que o SEO é importante?

O SEO é uma ótima maneira de trazer mais tráfego, leads, clientes e receita para o seu negócio.

de fato, 81% dos usuários do Google clicam nos resultados orgânicos.

4kJxg4OP8cJ7s4iRNnMYiDqwNB1Ivth0V12lKVUpDYhbB0iqPIjbXa-XMmJr7lbphciMbH6-wYEM1lCRhzrg-DpMMBuK5b1T1X-cNv8mzk5TdlnLv1-Xw9cF7Wv-grPsSHHN6b6hb8QzA5px3A

O que significa que apenas 19% escolhem clicar em um anúncio.

Em outras palavras: você pode esperar cinco vezes mais tráfego pelos resultados de pesquisa orgânica em do que por um anúncio - mesmo que estejam no topo da página.

Por exemplo, o site da Amazon internacional recebe mais de 386 milhões de visitantes orgânicos por mês do Google:

tráfego da amazon do google

Se você somar quanto custaria para a Amazon obter o mesmo tráfego via Google Ads (conhecido como “custo de tráfego”), chegaria a aproximadamente US$ 1,8 milhão/mês.

custo do tráfego da amazon

E, diferentemente do tráfego pago, os visitantes orgânicos chegam ao site independentemente de a Amazon estar ou não veiculando anúncios ativamente.

Mas não se engane: SEO é um processo contínuo que dá trabalho. Mas uma vez que você classifica para um conjunto de palavras-chave, elas normalmente permanecem estáveis ao longo do tempo.

Os principais benefícios do SEO incluem:

  • Garantir apareça para seus clientes em potencial nas pesquisas do Google;
  • Direcionar tráfego qualificado para seu site;
  • Gerar aumento da receita orgânica;
  • Garantir vantagem competitiva.

Noções básicas de SEO

Vamos esclarecer algumas etapas básicas de SEO.

Elas garantirão que o Google consiga rastrear e indexar corretamente seu site e que as seguintes estratégias funcionarão também para você.

Primeiro, verifique se seu site já está indexado no Google.

Para isso, faça uma pesquisa “site:seusite.com.br”.

procurando seu site

Isso mostrará se o Google já rastreou e indexou seu site. E se sim, quantas páginas foram indexadas até agora.

Se o seu site não aparecer nos resultados, isso pode significar apenas que o Google ainda não encontrou.

Também pode significar que seu site impediu os mecanismos de pesquisa de rastreá-lo (o que é surpreendentemente comum). De qualquer forma, você precisa corrigir o mais rápido possível.

Nosso guia para corrigir problemas de rastreabilidade ajudará você a descobrir o que está errado e como consertar.

Seguindo, conecte seu site ao Google Search Console.

O Search Console é uma ferramenta gratuita do Google que conecta seu site ao buscador.

visão geral no google search console

Ele permite que você tenha acesso a dados como:

  • A frequência seu site aparece na pesquisa;
  • Quais palavras-chave você classifica;
  • Quantas páginas do seu site o Google indexou;
  • Problemas para rastrear, indexar ou renderizar suas páginas.

Em nosso guia, você aprende como usar o Google Search Console e como configurá-lo.

Por fim, é preciso criar e enviar seu sitemap ou o mapa do seu site.

sitemap

O Google e outros mecanismos de busca usam sitemaps para encontrar todas as páginas do seu site, o que ajuda a garantir que eles rastreiem e indexem todas elas (ao menos aquelas que você quer que eles encontrem).

A maneira como o mapa do site é criado vai depender do serviço utilizado (WordPress, Shopify etc.).

De qualquer forma, vale a pena saber como criar o seu sitemap XML e enviá-lo ao Google por meio do Search Console.

enviar sitemap no google search console
Crédito: reliablesoft.net

Agora sim podemos entrar de cabeça no nosso guia de SEO para iniciantes. E vamos começar com um dos elementos mais críticos: a pesquisa de palavras-chave.

Pesquisa de palavras-chave

Aprender sobre SEO significa saber como fazer uma pesquisa de palavras-chave. Veja como:

1. Encontre as palavras-chave primárias do seu site

As palavras-chave primárias são termos que as pessoas pesquisam quando procuram exatamente o que você vende.

Por exemplo: para uma empresa de software de SEO, algumas palavras-chave primárias podem incluir:

  • Software de SEO;
  • Ferramentas de SEO;
  • Ferramenta de pesquisa de palavras-chave.

As palavras-chave primárias geralmente são competitivas, o que significa que pode leva um tempo para que um site mais novo consiga classificar para esses termos. Portanto, você deve considerar metas de longo prazo na sua estratégia de SEO.

Veja como encontrar as palavras-chave principais do seu site:

Primeiro, anote os diferentes termos que você acha que um cliente pode usar para procurar uma empresa como a sua no Google.

Digamos que você administra um e-commerce que vende ração para cachorros.

Algumas palavras-chave primárias poderiam ser:

  • Ração para cachorro;
  • Comida para cachorro;
  • Alimento para cães;
  • Comprar ração para cachorro on-line.

Não há termos certos ou errados. A ideia é fazer um brainstorming e listar o maior número possível de palavras-chave que possam ser relevantes.

Depois de ter uma lista de possíveis palavras e frases, acesse a ferramenta Visão geral de palavras-chave, da Semrush.

Digite os termos de pesquisa da sua lista e selecione "Pesquisar".

tela inicial da ferramenta visão geral de palavras-chave

A ferramenta mostrará uma lista de métricas para cada termo, incluindo o volume de pesquisa mensal e a dificuldade da palavra-chave (KD).

Estas são duas estatísticas importantes que você usará para escolher as melhores palavras-chave primárias para utilizar nas suas estratégias.

análise de palavras-chave em lote

O volume de pesquisa é o número de pesquisas que uma palavra-chave recebe todos os meses no Google.

Obviamente, quanto maior o volume de pesquisa, mais tráfego você pode obter. Por outro lado, também significa que será muito mais difícil classificar seu site para essa palavra-chave.

A dificuldade da palavra-chave tem relação com a competitividade para classificar na primeira página do Google para esse termo.

2. Encontre palavras-chave de cauda longa e outras variações

A lista de palavras-chave primárias que você acabou de criar é importante. No entanto, vale a pena procurar variações e termos de cauda longa.

Palavras-chave de cauda longa são termos de pesquisa maiores (geralmente frases) que costumar ter um volume de pesquisa menor, mas um nível mais alto de intenção.

palavras-chave de cauda longa - infográfico

O que significa que eles podem converter uma porcentagem maior de visistantes em comparação com as palavras-chave primárias. Além disso, eles tendem a ser menos competitivos.

A ferramenta Keyword Magic Tool, da Semrush, sugere palavras-chave de cauda longa com base no seu termo principal:

palavras-chave de cauda longa na ferramenta Keyword Magic Tool

Salve as palavras-chave com as quais deseja trabalhar no Keyword Manager, clicando no símbolo '+' ao lado de cada uma. É preciso adicionar os termos a uma listar ou criar uma nova:

adicionando a palavra-chave à lista

Depois de inserir suas palavras-chave em uma lista, você pode acompanhar as métricas de cada uma:

palavras-chave no keyword manager

Clique em qualquer palavra-chave para visualizá-la na Visão geral de palavras-chave. Use-a para visualizar as principais métricas de cada termo:

variações de palavra-chave

Você verá uma caixa "Variações de palavras-chave". Você também tem acesso a widgets com perguntas e palavras-chave relacionadas.

perguntas e palavras-chave relacionadas

3. Escolha suas palavras-chave

Neste ponto, você tem um monte de palavras-chave no Keyword Manager.

O próximo passo é escolher os termos que você vai utilizar para criar os conteúdos das suas páginas.

Existem dois fatores principais que devem ser usados para se decidir sobre uma palavra-chave: volume de pesquisa e concorrência.

vI0uMRJVPy62nuEP9Wche49uNAUW42mclDUneCNIzl5rYIAhUELXPIRgocxQNheiwK6ojl9DAyWO7oa1vC6v0uvA6e9l3nw5g_9Wx9zstmwL3sZT1ej38jkldB46QQljMMyUa-yKvpdbZ38_kQ

Por exemplo: você pode ver que o termo “ração de cachorro” recebe 14,8 mmil pesquisas por mês, o que é bastante coisa.

volume de pesquisa

Além disso, a dificuldade de palavra-chave não é muito alta, e isso é bom.

Vamos lembrar que, se o seu site for novo, é importante focar em termos com dificuldade mais baixa (idealmente, menos de 20%).

Portanto, seguindo nesta linha, a palavra-chave "melhor ração para cachorro castrado" pode ser uma boa opção para trabalhar em um conteúdo:

palavra-chave menos pesquisa e concorrida

Esse termo não recebe tantas pesquisas (apenas 590 por mês) e a dificuldade é de apenas 17%, o que significa que você ainda mais chances de classificar.

Escolher palavras-chave é mais arte do que ciência. Em geral, você precisa segmentar primeiro termos de baixa concorrência (mesmo que eles não tenham muito volume de pesquisa).

Você sempre pode escalar para palavras-chave mais competitivas à medida que o SEO do seu site melhora e ganha mais relevância.

Conteúdo

Um famoso ditado no mundo do SEO diz: “o conteúdo é rei”. E em 2022, é mais verdadeiro do que nunca. Então, vamos abordar exatamente como criar conteúdo focado em SEO.

Entenda como as pessoas fazem buscas

O primeiro passo para criar conteúdo para SEO é descobrir a intenção de busca para suas palavras-chave.

A intenção de busca é o motivo pelo qual alguém pesquisou uma determinada palavra-chave.

Por exemplo: a palavra-chave “comida orgânicas para cachorro”.

Quem busca por esse termo quer comprar algo (intenção comercial)? Ou está procurando informações sobre o assunto (intenção informacional)? Talvez esteja buscando o site de uma empresa com esse mesmo nome (intenção de navegação).

Mas por que isso é importante, afinal?

O Google usa isso para determinar se seu site satisfaz a intenção de busca dos usuários.

Se sim, sua classificação será melhor. Caso contrário, vai ser mais difícil aparecer na primeira página do Google.

Portanto, antes de escrever uma única palavra, você precisa saber se o usuário pretende ver conteúdo informativo, educacional ou páginas comerciais (produtos ou serviços).

Existem algumas maneiras de fazer isso:

A primeira é a mais demorada: analise as SERPs de cada palavra-chave e veja as páginas que estão nas 10 primeiras posições.

Você também pode usar a ferramenta a Visão geral de palavras-chave, da Semrush, para entender a intenção de cada termo.

intenção de busca da palavra-chave

Para aprender mais sobre como identificar a intenção de pesquisa, confira este guia.

Crie conteúdo que corresponda à intenção de busca

A próxima etapa é publicar conteúdos que correspondam à intenção de busca que você acabou de identificar.

Portanto, se você descobriu que sua palavra-chave tem intenção comercial, crie uma página que atenda os usuários. Se a intenção de pesquisa for informativa, a melhor saída é um post no blog.

Se você quiser se aprofundar, pode verificar os 10 primeiros resultados do Google para ver exatamente o que os usuários estão encontrando para cada palavra-chave.

Procure coisas como:

  • Qual o tamanho desses conteúdos?
  • Como eles estão estruturados?
  • Como os posts do blog são escritos?
  • Quais assuntos são tratados?

Por exemplo: quando você vê os resultados da primeira página para “ração para cachorro filhote”, você notará que algumas das páginas trazem avaliação/recomendação de produtos, enquanto muitas outras são de sites de e-commerces:

serp com intenções de busca

Isso é conhecido como “intenção mista”, e é bastante comum. Afinal, nem sempre 100% das pessoas que fazem uma pesquisa buscam a mesma coisa.

Se a maioria dos resultados são páginas comerciais, então esse é o tipo de conteúdo que você deve criar.

Também é importante conferir o conteúdo para ter uma ideia da contagem de palavras, tom de voz, layout e muito mais.

Tente emular os resultados da primeira página o máximo possível, já que está funcionando!

E se você quer ter certeza de que seu conteúdo corresponde à intenção de busca dos usuários, você pode usar a ferramenta SEO Content Template, da Semrush, para ter acesso a uma estrutura para sua página.

Basta inserir a palavra-chave que você está segmentando. A ferramenta analisará os 10 principais resultados do Google e mostrará um template que você pode usar para criar o conteúdo da sua página.

seo content template

Você verá sugestões sobre o tamanho recomendado para o texto, palavras semanticamente relacionadas, fontes de backlinks e muito mais.

Combine essas ideias com os insights que você obteve ao analisar as SERP do Google para criar conteúdos com mais chances de classificar na primeira página.

Otimize o conteúdo acima da dobra

“Acima da dobra” refere-se à parte de cima da página, ou seja, a primeira coisa que um usuário vê ao acessa seu site.

Esta é uma área importante porque é a primeira impressão que a página causa nessas pessoas.

Se o conteúdo interesse aos usuários, então provavelmente eles rolarão a tela para baixo. Caso contrário, eles retornarão à SERP para procurar outros artigos sobre o assunto.

Veja um exemplo de uma página com conteúdo acima da dobra bem otimizado:

exemplo acima da dobra

Experiência de usuário

A experiência do usuário (UX) refere-se à navegabilidade do usuário enquanto ele explora seu site.

A UX pode afetar diretamente seu SEO, pois uma experiência ruim pode fazer que as pessoas passam menos tempo no seu site e o abandonem mais rapidamente.

experiência do usuário
Crédito: backlinko.com

Isso sugere ao Google que seu site não é "digno" de estar na primeira página.

O oposto também é verdadeiro: um site com uma UX de qualidade envia sinais ao Google as pessoas estão felizes com o conteúdo que encontram.

A experiência do usuário também pode afetar indiretamente o SEO, porque mostra aos outros que seu site é uma fonte valiosa e com credibilidade, o que pode trazer mais backlinks para suas páginas.

Use CTAs atraentes

Chamadas para ação (CTA) servem para atrair o usuário de uma forma não intrusiva.

Por exemplo: este é o CTA de um post no nosso blog.

cta atraente

Como você pode ver, o CTA fornece valor para um usuário e o convida a executar uma ação clara.

Evite blocos de texto

Quando você escreve e otimiza seu conteúdo, é importante considerar o espaço em branco na página.

Quebras de parágrafo frequentes evitam blocos de texto e deixam a página mais leve visualmente, o que facilita a leitura e a tornam menos cansativa.

Por exemplo: veja como este post usa parágrafos curtos e diferentes recursos para deixar a leitura mais leve:

img-semblog

Faça listas e use bullet points

Além de usar o espaço em branco como um descanso visual para os usuários, você também pode dividir seu conteúdo em listas ou usar bullet points para tornar a leitura mais dinâmica.

As listas não são um fator de classificação direto. Mas quando você enumera etapas ou dicas, por exemplo, isso aumenta a chance de garantir um featured snippet como o abaixo.

exemplo featured snippet lista

SEO On-page

Agora é hora de otimizar a página para uma palavra-chave específica (também conhecido como SEO On-page).

Algumas técnicas para você implementar em cada página do seu site:

Otimize as title tags

As title tags são o título que aparece na SERP. E são um fator-chave de classificação.

title tag na serp

Você deve incluir sua palavra-chave principal na title tag da página (e suas variações, sempre que possível).

Mas há mais para otimizar. Nosso guia sobre como escrever title tags traz outras dicas importantes, como:

  • Elas devem ter entre 55-60 caracteres;
  • Use palavras como "como", "por que" e "onde" — elas ajudam as pessoas a entender o que encontrará na página;
  • Use adjetivos para atrair os usuários;
  • Escreva um título original para cada página.

Otimize as metadescrições

As metadescrições são o texto exibido sob o título da página nas SERPs.

metadescrição na serp

Elas são excelentes oportunidades para incentivar os usuários a clicar no seu site.

As metadescrições não são mais um fator de classificação direto. Mas um texto convincente pode impactar positivamente a CTR (taxa de cliques), o que é crucial.

Em nosso guia para metadescrições, trazemos dicas para otimizá-las, como:

  • Mantenha suas metadescrições entre 140 a 160 caracteres;
  • Não se esqueça de incluir sua palavra-chave;
  • Adicione uma chamada para ação se for relevante;
  • Evite metadescrições duplicadas;
  • Descreva o que o usuário encontrará na página.

Otimize as tags H1-H6

Outro fator importante de SEO On-page são as chamadas heading tags, também conhecidas como tags H1-H6.

Elas são usadas para dividir e hierarquizar seu conteúdo na página:
 

heading tags

Além de usar subtítulos para organizar seu conteúdo, é importante suas palavras-chave e termos relacionados sempre que possível.

Otimize a URL

Sua URL deve descrever o conteúdo da sua página de forma concisa.

Por exemplo: considere as duas URLs abaixo:

  1. /página-1/
  2. /sapatos-vermelhos/

Qual você diria que é melhor? A segunda, é claro. E pela simples razão de ser descritiva. Ao ler a URL, o usuário deve conseguir identificar o conteúdo da página.

Suas URLs devem:

  • Ser descritivas e incluir a palavra-chave principal;
  • Usar hífens entre as palavras - e não sublinhado;
  • Usar apenas letras minúsculas;
  • Ser as mais concisas possíveis.

Otimize as imagens

O processo de otimizar imagens refere-se a duas coisas:

  1. Otimizá-la para SEO;
  2. Garantir que carreguem rapidamente em qualquer dispositivo;

Nosso guia para otimização de imagens traz algumas dicas importantes. Entre elas:

  • Renomeie o arquivo das imagens para ser o descritivo possível;
  • Redimensione-as para p tamanho que serão exibidas no site;
  • Comprima os arquivos;
  • Otimize o texto alternativo.

Nenhum guia de SEO para iniciantes estaria completo sem abordar links internos. Eles são fundamentais para:

  • Ajudar os mecanismos de busca a entender a estrutura do seu site;
  • Passar autoridade de uma página para a outra;
  • Ajudar os usuários a navegar pelo site.

Você pode usar a ferramenta Auditoria de site, da Semrush, para construir uma estrutura de links internos adequada.

links internos na ferramenta auditoria de site
relatório de links internos

Use o relatório para descobrir oportunidades para melhorar suas classificações no Google por meio dos links internos.

Para saber mais sobre esse processo, confira nosso guia de links internos.

Outro fator central para o sucesso dos seus esforços de SEO é a construção da autoridade do seu site.

E como fazer isso? Por meio de backlinks.

Backlink é quando uma das páginas do seu site recebe um link de outro domínio. O Google entende esse link como um voto de confiança. Desde que esse site seja relevante e tenha autoridade, esse link pode ajudar sua página a ranquear melhor.

No nosso post Link Building para SEO: um guia para iniciantes trazemos mais de 20 estratégias que você pode implementar.

Vamos conhecer as principais táticas de link building para iniciantes em SEO.

Uma das formas mais rápidas para obter um links é por meio dos relacionamentos que a sua empresa possui, como:

  • Fornecedores e parceiros;
  • Associações das quais você é membro;
  • Câmara de comércio local.

Muitas vezes, tudo o que você precisa fazer é entrar em contato com essas instituições e requisitar um link para o seu site - até porque muitos desses domínios possuem uma seção com todos seus parceiros/membros.

2. Envie seu site para diretórios

Se você administra uma empresa local ou atua em um nicho específico, verá que existem diretórios on-line que listam os negócios dessa região ou segmento.

Essa é uma ótima maneira de obter links para o seu site, especialmente se você usar um software como o Local Citation Finder, da Semrush, que automatiza esse processo.

É importante ter um bom relacionamento com jornalistas, veículos de comunicação e outros profissionais de marketing para aumentar as chances de a sua empresa aparecer na imprensa.

Geralmente são links de muita qualidade e autoridade e que colaboram para dar credibilidade ao seu site.

SEO técnico

SEO técnico tem a ver com garantir que seu site possa ser rastreado e indexado. Se os mecanismos de pesquisa não conseguirem fazer isso, seu site terá dificuldades para classificar.

Veja por onde começar:

Configure o Google Search Console

Conecte seu site ao Google Search Console. Essa é uma ferramenta gratuita que ajuda você a identificar quaisquer problemas que os bots possam ter para indexar ou rastrear seu site.

Verifique se seu site pode ser indexado e encontre problemas

A primeira coisa que você deve fazer no Search Console é verificar se não há problemas que impeçam sua páginas de serem indexadas.

Você pode verificar isso no relatório de “Cobertura”:

problemas do site no search console

Dica: preste atenção especial às páginas “excluídas”. É aqui que você verá problemas específicos relacionados ao status delas.

detalhes dos problemas no search console

Para saber mais sobre o relatório de cobertura, clique aqui.

Além disso, você pode inspecionar qualquer URL do site e ver o status dessa página.

status da página

Verifique o arquivo Robot.txt

Dependendo do CMS do seu site, é possível que já haja um arquivo robots.txt configurado para o seu site. Normalmente você o encontra em: https://www.seudominio.com.br/robots.txt

arquivo robots.txt

Se você não tiver um, é preciso criá-lo.

O Robots.txt instrui o Googlebot sobre como rastrear seu site e, assim, evitar problemas de indexação.

Se houver páginas que você não quer os bots dos mecanismos de pesquisa rastreiem, é importante bloqueá-las. Caso contrário, isso pode resultar na indexação de páginas duplicadas ou de baixo valor.

Aprenda mais sobre os arquivos robots.txt em nosso guia.

Otimize a velocidade do seu site

Ninguém quer navegar em um site lento. E essa afirmação serve tanto usuários quanto mecanismos de pesquisa.

A demora para carregar pode afetar negativamente seu desempenho de SEO, pois pode aumentar a taxa de rejeição, reduzir o tempo de permanência do usuário e prejudicar sua taxa de conversão.

Além disso, a velocidade do site é um fator de classificação direto que o Google usa no seu algoritmo.

diretrizes googe

Então, o primeiro passo é aferir a velocidade do seu site. Dessa forma, você saberá exatamente o que precisa ser corrigido.

Para isso, acesso a ferramenta Auditoria de Site e selecione a aba "Problemas". Você verá todas as páginas consideradas lentas:

relatórios de problemas na auditoria de site

É importante entender os problemas específicos que causam lentidão e as oportunidades para fazer melhorias.

Use a ferramenta PageSpeed Insights do Google, para visualizar recomendações de como reduzir o tempo de carregamento do seu site.

pagespeed insight

Você pode saber mais sobre como melhorar sua pontuação no PageSpeed Insights aqui.

Configure o HTTPS

O HTTPS é considerado como um fator de classificação desde 2014. No entanto, ainda existem sites que não são seguros e ficam sob um domínio HTTP.

Verifique se você pode acessar seu site usando https://. Se estiver, ótimo. Não há nenhuma ação adicional necessária.

Se seu site ainda está em HTTP, fale com seu desenvolvedor e faça a migração para HTTPS.

Você também pode conferir este guia.

SEO para mobile

O Google usa a velocidade da página em dispositivos móveis como uma métrica de classificação. Ele também usa a indexação mobile-first - em outras palavras, a versão mobile do seu site é considerada a principal.

Portanto, otimizar seu site para dispositivos móveis é uma parte importante do seus esforços e SEO técnico.

Você pode usar a ferramenta Teste de compatibilidade com dispositivos móveis, do Google, para ver como seu site é exibido para usuários em smartphones e tablets e se há algum problema a ser corrigido.

teste de compatibilidade com dispositivos móveis do google

Algumas diretrizes básicas para tornar seu site compatível com dispositivos móveis:

  • Certifique-se de usar uma arquitetura de site compatível com mobile, como um layout responsivo (que se adapta ao formato de tela do usuário) ou que seja dinâmico (com uma versão exclusiva para desktop e outra para mobile).
  • Não deixe sua barra de navegação muito confusa ou muito extensa, pois isso torna mais difícil para os usuários navegarem.
  • Use elementos visuais com moderação, pois eles podem diminuir a velocidade da página.

Mensurando o sucesso

Chegou o momento de acompanhar seus resultados.

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico refere-se ao número de visitantes do seu site a partir dos resultados orgânicos do Google.

A melhor maneira de medi-lo é usando o Google Analytics.

tráfego orgânico google analytics

Se você ainda não o configurou, preparamos um guia para guiá-lo pelas etapas.

Se seu tráfego orgânico está subindo, é um bom indicador de que seu conteúdo interessa às pessoas, que suas palavras-chave não são muito competitivas e que os links que você está obtendo estão funcionando.

Se seus números de tráfego estão baixos, seu site pode estar enfrentando problemas técnicos de SEO, você pode estar trabalhando palavras-chave excessivamente competitivas ou seu site precisa de mais tempo para começar a ver os resultados dos seus esforços de SEO.

Duração média da sessão e taxa de rejeição

A duração média da sessão e a taxa de rejeição são duas métricas que ajudam a determinar se seu conteúdo engaja seu público. Você pode encontrar essas duas métricas no Google Analytics.

A duração média da sessão mede o tempo entre dois cliques: o primeiro clique que levou o usuário à sua página e o segundo clique que o levou a outro lugar - que pode ser uma outra página do seu site ou de volta à SERP.

duração da sessão google analytics

Essa métrica pode dizer muito sobre o desempenho do seu conteúdo.

Se os usuários não estão encontrando respostas para suas dúvidas ou se o seu conteúdo é desinteressante, é provável que eles prefiram ir para outra página.

A taxa de rejeição, por sua vez, indica quantas sessões sua página teve, ou seja, quantas pessoas acessaram uma página do seu site e saíram imediatamente depois.

taxa de rejeição google analytics

Uma taxa de rejeição alta pode indicar que seu conteúdo não está bem alinhado com a intenção de busca dos usuários. Nesse caso, você precisa refazer suas pesquisas de palavras-chave ou otimizar seu conteúdo.

Taxa de conversão

A conversão é definida como o número de usuários que realizam uma ação desejada no seu site. Neste contexto, essas ações podem ser disponibilizar um endereço de e-mail, informações de contato ou fazer uma compra.

Para calcular sua taxa de conversão, divida o número de conversões pelo número de visitantes do seu site. Depois de ter esse número, multiplique por 100. Isso lhe dará uma porcentagem.

Você pode obter o número de visitantes únicos inserindo o domínio na ferramenta Traffic Analytics, da Semrush.

tela inicial ferramenta traffic analytics

Se o seu trabalho de SEO for bem-sucedido, você verá seu tráfego orgânico aumentar. Se você perceber que não está conseguindo converter usuários em leads e clientes, é preciso avaliar se:

  • A meta conversão desejada é razoável;
  • Você está segmentando palavras-chave que seus clientes-alvo usam para buscar informações no Google;
  • Sua UX incentiva as pessoas a permanecerem no seu site.

Considerações finais

Agora que você terminou este guia de SEO para iniciantes, confira outros posts do nosso blog que poem ajudar você a ampliar seus conhecimentos:

E se você estiver procurando por uma experiência de aprendizado mais aprofundada, você pode fazer uma das dezenas de cursos on-line gratuitos que oferecemos na Semrush Academy

Compartilhar
Encontre palavras-chave em segundos

Acelere seus resultados de SEO com poderosas pesquisas de palavras-chave

Pesquisa de palavras-chave grátis

Author Photo
Trabalho como Marketing Manager Lead da Semrush no Brasil e sou responsável pelas ações de marketing que envolvem a marca em diferentes canais. Sou apaixonado por comunicação e por aprender cada vez mais sobre o universo do Marketing Digital.
Mais sobre isso