Conhecimento
Kits de ferramentas da Semrush
SEO
On Page SEO Checker
Como configurar o On Page SEO Checker

Como configurar o On Page SEO Checker

Existem três etapas no assistente de configuração do On Page SEO Checker: inserir páginas de destino e palavras-chave, escolher o user agent do rastreador e agendar uma nova coleta de ideias.

O On Page SEO Checker também pode integrar dados da Auditoria do site, do Google Analytics e do Google Search Console para embasar algumas de suas ideias. Com relação aos limites, os usuários PRO recebem 500 unidades mensais, enquanto as contas GURU e BUSINESS recebem 800 e 2.000 unidades mensais, respectivamente.

1. Configuração das suas páginas de destino e palavras-chave alvo

Local-alvo
A primeira opção que você notará durante a configuração é o local-alvo. O local-alvo pode ser definido em nível de país, região ou cidade. Depois de configurar o local, escolha se deseja definir como alvo os resultados de computadores ou dispositivos móveis. Como os rivais nas pesquisas em computadores e em dispositivos móveis podem ser diferentes, lembre-se de escolher o dispositivo certo para sua estratégia a fim de receber as melhores ideias. Em alguns países selecionados, também é possível alterar o idioma das suas segmentações. Isso determina o idioma dos resultados do Google que a Semrush usará para encontrar seus rivais e apresentar recomendações.

O primeiro passo do processo de configuração do On Page SEO Checker é a seleção do local-alvo. A opção permite selecionar o país, a região, a cidade, o idioma e o tipo de dispositivo.

Depois de definir os alvos, você pode escolher as páginas do seu site para as quais deseja receber ideias. Suas opções são Importação automática, Importação manual, Importação de arquivo, Google Search Console ou Pesquisa orgânica (Relatório Posições orgânicas da Semrush).

Exemplo de widget para adicionar páginas. As seguintes fontes de importação estão realçadas: Importação automática, Manualmente, Arquivo, GSC e Pesquisa orgânica.

Importação automática
A função Importação automática coleta dados de um relatório Posições orgânicas e de uma campanha de Monitoramento de posição (caso haja uma configurada no mesmo projeto) para sugerir páginas de seu site entre a 11ª e a 100ª posições no ranking dos resultados do Google. Usamos esse intervalo para sugerir páginas que têm potencial para subir e chegar até a primeira página de resultados após a implementação de melhorias de SEO. Nesse momento, se houver palavras-chave e páginas de destino que você não deseja definir como alvo, remova-as com o ícone de lixeira no final da linha.

Importar manualmente
Esta opção permite que você insira manualmente uma página e as palavras-chave alvo correspondentes. Aqui você pode inserir uma página de destino e várias palavras-chave alvo que deseja definir como alvo com a mesma página. Lembre-se de que a ferramenta não permite definir como alvo a mesma palavra-chave com mais de uma página de destino, pois isso poderia fazer com que suas páginas competissem entre si pelo tráfego da mesma pesquisa.

Importação de arquivo
Essa opção permite que você carregue um arquivo .csv de páginas de destino e palavras-chave alvo na ferramenta. Siga as instruções listadas na janela de configuração e formate a primeira coluna com suas palavras-chave e a segunda coluna com as páginas de destino.

Google Search Console
Ao fazer a integração com o Google Search Console, você pode visualizar os pares de palavras-chave e páginas de destino de seu site que recebem a maior quantidade de cliques. Após a importação, disponibilizamos mais filtros que o Google Search Console não oferece em sua interface. É possível filtrar por métricas como cliques, impressões, CTR e posição de cada página e palavra-chave. Você também pode filtrar por palavras-chave que "contém" ou "não contém" palavras específicas para procurar páginas que têm como alvo um determinado tópico. Esses filtros podem ser combinados para que você possa avaliar os dados do GSC de forma mais detalhada.  Portanto, se você tiver uma página com ranking mais abaixo na primeira página, mas que ainda recebe alguns cliques, poderá identificá-la, adicioná-la à sua campanha e receber ideias para otimizá-la conforme a necessidade.

Pesquisa orgânica
Essa última opção permite que você adicione páginas de destino e palavras-chave do seu site diretamente do banco de dados de pesquisa orgânica da Semrush. A vantagem de usar essa opção é que você pode filtrar o relatório para obter páginas de destino ou palavras-chave específicas. Entre os filtros avançados estão banco de dados, intervalo de posições da página de destino, volume da palavra-chave e filtros de palavras-chave que contêm ou não contêm. Defina a posição de 11 a 20 para encontrar suas páginas que estão na segunda página do Google, posição de 21 a 30 para encontrar páginas na terceira página do Google e assim por diante. Aqui você também pode selecionar quantas palavras-chave deseja definir como alvo. Porém, quanto mais palavras-chave adicionar, mais unidades serão necessárias do seu orçamento.

Observação: as palavras-chave que você adicionar à ferramenta usando qualquer uma das cinco opções de entrada acima serão combinadas e cobradas de seus limites. Portanto, se você adicionar 50 palavras-chave usando a Importação automática, 10 palavras-chave com a importação manual e 50 palavras-chave da Pesquisa orgânica, estará consumindo 110 unidades. O número total de unidades necessárias será indicado na parte inferior da janela de configuração, diretamente acima do botão "Coletar ideias".

Depois de importar suas palavras-chave e páginas de destino, você tem a opção de "Coletar ideias" e começar a utilizar a ferramenta. Há mais duas etapas no assistente de configuração (Configurações do rastreador e Agendamento de nova coleta de ideias), mas ambas são opcionais quando você configura o projeto pela primeira vez.

2. Escolha do user agent do rastreador

O user agent é utilizado para verificar as páginas do seu site e do site de seus rivais visando identificar o que pode ser melhorado. Alguns sites podem estar bloqueando o Bot da Semrush com regras em seu arquivo robots.txt. Se for esse o caso, convém escolher o user agent que chamamos de GoogleBot.

A maioria dos sites não bloqueiam o GoogleBot porque precisam ser rastreados por ele para que sejam indexados, então essa opção nos permite rastrear seu site e apresentar nossas ideias. Caso ainda encontre problemas, você deve incluir o bot que usamos para rastrear seu site na lista de permissões.

3. Agendamento de nova coleta de ideias

Por fim, decida se você deseja programar a ferramenta para coletar ideias novamente com frequência semanal ou não. Se você escolher com frequência semanal, a ferramenta fará um novo rastreamento toda segunda-feira. Você também pode solicitar uma atualização por e-mail após cada rastreamento programado.

Após a configuração, o relatório Visão geral apresentará o número total de ideias recomendadas para melhorar o SEO das suas páginas de destino.

Integrações

As ferramentas a seguir podem ser integradas ao On Page SEO Checker da Semrush para disponibilizar dados mais precisos e uma análise mais abrangente do que se você usasse a ferramenta sozinha.  

Google Search Console

Conforme mencionado anteriormente, pode ser conectado no assistente de configuração ou na guia Ideias de otimização. Ao conectar sua conta do Google Search Console, você pode escolher as melhores páginas para trabalhar em seu site levando em conta os números reais de tráfego e cliques.

Google Analytics

Se você conectar sua conta do Google Analytics ao On Page SEO Checker, poderá receber ideias para melhorar a experiência do usuário do seu site. A Semrush baseará essas ideias nas informações sobre taxa de rejeição, tempo na página e tempo de carregamento da página obtidas da sua conta do Analytics.

Auditoria do site

A execução de uma auditoria do site no mesmo projeto da campanha do On Page SEO Checker ajuda gerando ideias de SEO técnico com base nos problemas encontrados na auditoria. Você receberá ideias úteis, como a remoção de conteúdo repetido, a adição de links internos necessários, o uso de tags de título e meta tags adequadas e muito mais.

Mostrar mais
Mostrar mais
Mostrar mais