Pesquisa por voz e SEO: como otimizar os conteúdos para a voice search

Ricardo Mendoza Castro

Nov 17, 202212 min de leitura
Imagem vetorial de pessoa empurrando engrenagem

A pesquisa por voz tem um teor conversacional e é feita por meio de comandos direcionados a dispositivos. Na era em que tecnologias e práticas contactless ganham força, saber otimizar os conteúdos para buscas que independem de digitação e cliques é fundamental.

Imagine que você está na cozinha preparando um prato novo e se esqueceu das etapas da receita. Fazer uma pesquisa por voz pela receita permite que você continue cozinhando sem precisar tocar no seu smartphone.

Estamos vivendo uma revolução na busca por voz: quase todas as gerações recebem essa forma de pesquisa de braços abertos. Entre 2019 e 2023 o uso de assistentes de voz chegou perto de triplicar.

img-semblog

É fundamental saber otimizar os sites para esse tipo de buscas que, claramente, está em crescimento. Por isso, confira o que é o voice search, como ele impacta o trabalho de um SEO e as formas de otimizar conteúdos para pesquisas conversacionais!

O que é a pesquisa por voz?

A pesquisa por voz é um sistema de diálogo aprimorado e muito avançado. Ela permite ao ser humano interagir com um computador sem precisar usar o toque: o simples comando vocal é suficiente.
 

print da tela do google com opção de fazer busca por voz

A busca fica mais próxima do pensamento humano, pois utiliza frases completas e não apenas palavras-chaves digitadas sem contexto. 

Com a tecnologia atual, ela pode ser realizada em diversos dispositivos — com destaque para os sistemas de inteligência artificial do Google, Apple (Siri), Amazon (Alexa) e Cortana.

Como funcionam as buscas por voz?

A busca por voz requer um comando ou interação com o dispositivo para ativá-lo. Cada dispositivo é inicializado de uma forma diferente, mas sem esse passo as perguntas e falas não serão registradas pelo sistema.

Alguns assistentes funcionam em dispositivos exclusivos, como é o caso da Siri, integrada exclusivamente aos produtos da Apple. Outros, como a Alexa, podem ser integrados ao Windows, IoS e outros sistemas. 

O que todos têm em comum é a inteligência artificial e a tecnologia de machine learning e, mais especificamente, deep learning. Ela permite que os assistentes aprendam com os humanos e se aprimorem constantemente.

Além disso, sistemas como o do Google contam com tecnologia que permite ao sistema entender não só a voz, como também sotaques e intenção de busca. A compreensão do Google é feita via algoritmos de NLP (natural language processing — processamento de linguagem natural) integrados à habilidade de aprendizado constante.

Pedir que um dispositivo busque resultados para sua consulta não é o mesmo que digitar uma consulta em um smartphone, computador ou outro aparelho.

Algumas das principais diferenças entre a pesquisa tradicional e a voice search são:

Busca conversacional

As palavras da pesquisa por voz são mais longas e no estilo conversacional. Quando conversamos com um dispositivo inteligente e queremos fazer alguma busca, geralmente fazemos toda a pergunta, em vez de usar apenas alguns termos-chave.

Por exemplo, a busca por “eclipse lunar” foi uma tendência no dia 07 de novembro de 2022 (véspera do evento celestial). Enquanto a versão digitada da pesquisa se limita à palavra chave em questão, a busca por voz costuma ser mais completa.

Nesse caso, é mais provável que a pessoa pergunte “quando é o eclipse lunar?” ou “de onde posso ver o eclipse lunar?” ao dispositivo.

Os assistentes por voz foram construídos para que seja possível conversar com eles. É natural que você se comporte tal qual se estivesse fazendo uma pergunta a um colega ou professor. 

Prevalência da Pesquisa Local

A maior quantidade de solicitações de pesquisa por voz é de pesquisas de coisas e locais "perto de mim", confirmando dois pontos:

  • As pessoas usam a pesquisa por voz para encontrar lugares para visitar, hotéis para ficar, restaurantes para comer em qualquer lugar.
  • Elas também precisam de informações sobre tempo e coisas próximas.
img-semblog

O uso da pesquisa por voz aumentou principalmente em relação a locais públicos, como teatros, banheiros, restaurantes e a empresas locais. 

Essa prevalência faz sentido quando consideramos que os assistentes de voz móveis são usados ​​com mais frequência (62%) enquanto as pessoas dirigem ou estão em condução.

Resultados mais diretos

Os resultados das pesquisas por voz tendem a ser mais rápidos e diretos. Ele são principalmente os snippets em destaque que obtemos nas pesquisas tradicionais.

A lógica na entrega de respostas diretas é permitir que o usuário consiga ler rapidamente no momento da consulta. 

img-semblog

Além disso, o Google depende muito de gráficos de conhecimento e rich snippets para responder a consultas por voz. Uma pesquisa da SEMRush de 2019 revelou que cerca de 70% dos resultados de buscas por voz entregam Featured Snippets.

Qual a influência da pesquisa por voz nos buscadores? 

As pessoas que usam a busca por voz o fazem majoritariamente em dispositivos móveis. Aliado a isso, temos dados recentes de que a compra e uso de smartphones está em crescimento exponencial.

Ambos os dados deixam claro que a priorização dos algoritmos pelo mobile-search é baseada no comportamento das pessoas. 

O que isso tem a ver com a pesquisa por voz?

Quando o PIX começou a ser utilizado no Brasil, lojas e estabelecimentos que o aceitavam como forma de pagamento ganharam vantagem competitiva em relação aos concorrentes.

Quando redes sociais como TikTok e Instagram mostraram a força que tinham para influenciar as pessoas, as marcas não demoraram a criar seu posicionamento.

Toda empresa e criação é movida pelo mesmo fator: pessoas. O comportamento do consumidor guia estratégias de marcas e companhias cotidianamente. 

Não é diferente com o voice search: sabendo que a pesquisa por voz é uma tendência crescente, e que ela favorece buscas conversacionais e long-tails, é natural que o Google favoreça respostas claras, diretas e condizentes com as perguntas.

Essa tendência inclusive impulsiona uma série de melhorias na inteligência artificial do buscador, como deep learning e o algoritmo NLP.

Qual é a importância da pesquisa por voz para o SEO?

O SEO deve entender as situações nas quais o usuário priorizará a busca por voz para otimizar os sites e conteúdos de acordo. Além disso, a tendência conversacional impacta não só na linguagem adotada nos conteúdos, mas na relevância de práticas de SEO técnico.

Com as inteligências artificiais aprendendo rapidamente com seus usuários, cabe aos profissionais de SEO acompanhar essa evolução. Com isso, fica possível assegurar que seus clientes estejam sempre à frente de novas exigências dos algoritmos dos buscadores.

Quais as melhores práticas de SEO para pesquisa por voz?

Reunimos algumas das melhores práticas focadas em otimização de sites para buscas conversacionais. 

Entenda o propósito da busca

O que as pessoas estão buscando? Essa é uma das primeiras informações que você deve ter em mãos quando deseja otimizar o SEO para pesquisas por voz. 

Não baseie suas decisões em “achismos”: conte com dados concretos para comprovar as hipóteses.
Já em 2014, estudos indicavam uma tendência no uso da pesquisa por voz entre adolescentes e adultos. À época, já foi possível mapear os principais usos desse tipo de busca:

  • Realizar uma ligação;
  • Tocar músicas;
  • Pedir informações sobre locais específicos;
  • Fazer perguntas mais extensas.

Embora os estudos sejam antigos, já indicam uma tendência comportamental em relação ao recurso. Em apresentação ao RD Summit em 2019, Marina Hradovich trouxe dados que ilustram que alguns usos permaneceram:
 

gráfico com estatísticas de pesquisa por voz

Tenha isso em mente e busque compreender a intenção de buscas por trás de cada pesquisa que pode levar ao seu site.

Entenda o que pode levar alguém a fazer buscas por voz. Para isso, é fundamental conhecer sua persona e entender profundamente seus comportamentos: isso ajudará a determinar momentos em que ela priorizará a pesquisa conversacional.

Use perguntas

A maioria das pessoas faz as pesquisas por voz incitando uma pergunta, geralmente iniciando com os termos “onde”, “quando”, “como”, “qual” e “por que”. É intuitivo pensar que os sites que trabalharem o SEO dessa mesma forma terão mais chances de rankeamento nas primeiras posições.

Empreendimentos que oferecem serviços, como restaurantes, lojas e cinemas, devem prestar atenção especial para responder aos questionamentos relacionados à localização. Portanto, certifique-se que seu conteúdo consegue suprir essa necessidade, incluindo frases com onde fica e quais os horários de funcionamento, por exemplo.

Uma boa solução para esses casos é formatar uma página com perguntas e respostas. É válido lembrar que tudo deve ser mantido o mais simples e intuitivo possível.

Melhore a navegação

Além de ter um ambiente responsivo e de fácil navegação, é necessário deixá-lo leve, intuitivo e — mais importante — rápido. Melhore a navegação e usabilidade de todo o site antes de focar em otimizações específicas para os conteúdos.

Como otimizar conteúdos para a pesquisa por voz?

O principal ponto de uma estratégia de SEO para voice search é focar na intenção de buscas. Com isso em mente, adote as práticas detalhadas a seguir!

1. Otimize para Rich Answers

Como já dissemos, um estudo revelou uma tendência a apresentar featured snippets ou outras SERP features como resultados para buscas por voz.

É provável que a maioria dos dispositivos inteligentes com capacidade de pesquisa por voz forneçam uma resposta semelhante para consultas específicas. Por isso a resposta é quase sempre um Rich Answer.

Para deixar mais claro, os recursos principais que formam uma Rich Answer são:

Gráfico de conhecimento (Knowledge Graph) 

O Knowledge Graph é a base de conhecimento do Google, que armazena e absorve todos os fatos diferentes sobre pessoas, lugares e coisas.
 

print da SERP do google ao buscar por "tamanho cristo redentor"

Painel de conhecimento (Knowledge Panel)

As informações (em uma pequena caixa) que vemos à direita dos resultados da pesquisa sempre que pesquisamos uma empresa no Google. A informação dessa caixa vem do gráfico de conhecimento.

print de Knowledge Panel da semrush no google

Snippet em destaque (Featured Snippet) 

O Google exibe o featured snippet com informações de fontes de terceiros acima de resultados orgânicos e anúncios. Isso é feito para fornecer aos usuários respostas rápidas e concisas (confira um estudo sobre como aparecer nos snippets em destaque).

print de snippet do semrush

2. Estruture o conteúdo para perguntas

Como a pesquisa por voz é muito mais conversacional do que as tradicionais, analise a estrutura do seu conteúdo. O objetivo é incluir perguntas e respostas sucintas para melhorar o layout e torná-lo mais amigável à pesquisa por voz.

O estudo da SEMRush revelou que o tamanho médio das respostas retornadas às buscas por voz foi de 41 palavras. Considere adotar frases curtas e respostas diretas a perguntas na hora de estruturar seus conteúdos.
Inclua perguntas frequentes (FAQs) em suas páginas e blogs de produtos. Além disso, priorize frases curtas e com linguagem de fácil compreensão nas respostas. 

3. Adote uma linguagem conversacional

O estilo conversacional é uma característica principal de uma consulta por voz. Quanto mais usamos a linguagem robótica em nosso conteúdo, menos chances temos de aparecer nos resultados da pesquisa por voz.

Podemos nos beneficiar enormemente do uso de linguagem natural em tudo o que escrevemos e publicamos na web. Além de deixar o texto mais agradável ao leitor, a linguagem natural aumenta as chances de aparecer nos resultados de perguntas verbais.

Compreender a intenção de buscas é fundamental se você quiser saber como as pessoas fazem consultas verbais. Para isso, analise as seguintes características do seu público:

  • Qual é o estilo de conversação deles?
  • Que tipo de perguntas eles usam mais?
  • Que tipo de resposta é mais adequada para essas consultas?
  • Quais respostas têm um bom desempenho e são exibidas como resultados de pesquisa por voz no seu nicho?

Informações com base em dados, com respostas às perguntas acima, permitem que você tenha uma ideia do que as pessoas querem quando fazem uma busca por voz no seu mercado de atuação.

4. Segmente frases-chave de cauda longa

Como as pesquisas por voz são mais longas do que as tradicionais, é interessante otimizar seus conteúdos para palavras-chave long tail.

Não podemos preparar o conteúdo separadamente para cada termo de pesquisa por voz, sob risco de canibalização, mas é possível incluir long tails como palavras-chave secundárias de um conteúdo. 

Palavras-chave de cauda longa e palavras de preenchimento podem ajudar a obter o melhor desempenho nos resultados de pesquisa por voz.

5. Melhore o tempo de carregamento das páginas

Com a crescente valorização da performance dos sites e da experiência do usuário, o tempo de carregamento deve ser otimizado.

Além disso, a velocidade de carregamento do site tem um impacto direto na taxa de rejeição. As regras de Core Web Vitals e PageSpeed se aplicam na mesma medida para o voice search. 

Segue um checklist do que você deve ou não deve fazer para obter boas velocidades de carregamento do site:

  • Use imagens e vídeos compactados no seu site;
  • Use "async" e "adiar" para facilitar a análise de JavaScript;
  • Adote estruturas CSS3 e HTML5, que carregam páginas da Web móveis rapidamente;
  • Minimize Style Sheets e JavaScript e diminua a quantidade de solicitações HTTP;
  • Reduza os redirecionamentos e o número de plug-ins que você usa;
  • Use uma rede de fornecimento de conteúdo (CDN).

Resumindo, a velocidade lenta de carregamento da página pode afetar a taxa de rejeição e a taxa de conversão do seu site. O Google Pagespeed Insights e PingDom são boas ferramentas de teste de velocidade de sites, e devemos usá-las para otimizar o tempo de carregamento do site.

6. Foque no Mobile

Em 2019, 27% da população online estava usando os celulares para realizar pesquisas por voz. Os dados são do Google Insights, e refletem a tendência crescente no uso de dispositivos móveis.

Faz sentido: no computador, a digitação pode ser mais prática do que o clique no símbolo de microfone para, então, ditar uma pesquisa. Por outro lado, o poder de chamar o celular sem precisar entrar em contato com o aparelho torna a busca por voz mais prática. 

Criar conteúdo otimizado para celular é fundamental pensando nas tendências de comportamento e, também, no Mobile-First Index. Para isso:

  • Crie um site responsivo para celular;
  • Faça teste de compatibilidade com dispositivos móveis e otimize o seu site de acordo;
  • Seu site deve ser rastreável para garantir visibilidade e exposição ao seu conteúdo.
  • Preparar um site responsivo para celular é uma prática recomendada de SEO que não deve ser ignorada.

7. Aproveite as listagens do Perfil da Empresa no Google

Otimizar o perfil da empresa no Google (antigo Google Meu Negócio) é essencial para trabalhar com SEO Local. Trabalhando as listagens, você favorece a sua empresa nas buscas por “locais perto de mim”. 
 

img-semblog

Nome, endereço e número de telefone devem ser incluídos na sua listagem. Além disso, escolha as categorias de negócios certas e forneça códigos de área. Você também pode adicionar ofertas especiais, notícias ou atualizações para destacar sua empresa.

Outra maneira de ranquear para pesquisas "perto de mim" é segmentar palavras-chave locais e obter ranqueamentos de pesquisa mais altas. É altamente recomendável incorporar dados estruturados para obter melhor desempenho nos mecanismos de pesquisa.

8. Use uma ferramenta de busca de palavras-chave

Para facilitar o processo de pesquisa de palavras-chave, você pode usar a SEMrush. A ferramenta apresenta uma grande variedade de keywords relacionadas a sua busca principal.

img-semblog

Há uma seção específica, "Análise de palavras-chave", que abrange todos os pontos de pesquisa. Conforme mostrado na captura de tela acima, ao pesquisar qualquer palavra-chave, obtemos palavras-chave "relacionadas" e opções de "correspondência de frase" para segmentar a cauda longa.

img-semblog

“Keyword Magic Tool” é tudo o que você sempre sonhou ter em uma ferramenta de inteligência de palavras-chave. O diferencial dela é que ela fornece todos os resultados em um só lugar.

As palavras-chave de pergunta são indispensáveis ​​para ranquear nos resultados de pesquisa por voz, e a SEMrush também fornece essas informações.

img-semblog

Quando pesquisamos um assunto na ferramenta "Topic Research", ela retorna uma lista de perguntas comuns relacionadas ao tópico. Essas palavras-chave podem ser espalhadas pelo seu conteúdo para obter melhores ranqueamentos nas consultas de pesquisa por voz. Veja a imagem abaixo:

img-semblog

SEMrush é uma solução completa de pesquisa de palavras-chave para pesquisas tradicionais e por voz. Com acesso a essa ferramenta e boa pesquisa de palavras-chave, a probabilidade de ranquear para consultas de pesquisa por voz é bastante alta.

Conheça as principais features da SEMrush e veja como ela pode alavancar os seus resultados digitais!

Compartilhar
Encontre palavras-chave em segundos

Acelere seus resultados de SEO com poderosas pesquisas de palavras-chave

Pesquisa de palavras-chave grátis

Author Photo
Ricardo is the International Lead for Spain and Latinamerica at Semrush. He has experience in different international markets and is acquainted with negotiations with cross-international stakeholders. Currently he is in charge of marketing for the Iberoamerican region.
More on this