Metas e KPIs estão entre as partes mais importantes de sua estratégia de SEO e também entre as mais negligenciadas. Sem medir os KPIs de SEO, você não será capaz de monitorar com eficácia o progresso de sua campanha e garantir que seus esforços estão valendo a pena ou determinar se você está no caminho certo para o sucesso.

Não é nenhum segredo que SEO leva tempo para trazer resultados e retornos, mas ao definir KPIs (indicadores-chave de desempenho), você pode estar em uma posição melhor para demonstrar o impacto que sua estratégia está tendo nos negócios.

Eles também podem ajudar a gerenciar as expectativas com outras partes interessadas. Os KPIs de SEO devem formar a base de sua estratégia e agir como uma forma de medir e relatar o sucesso e a progressão, mas você precisa saber o que medir. 

No guia abaixo, vou ajudar a entender os KPIs mais importantes que você deveria usar.

Especificamente, vamos falar de:

12 KPIs de SEO que você precisa monitorar

Pode parecer difícil escolher os KPIs você precisa monitorar para obter uma visão geral do desempenho da sua campanha de SEO, por isso compilamos 12 métricas que consideramos essenciais para acompanhar.

Essas são métricas de SEO que fornecem uma visão geral de resultados de seus esforços, permitindo que você demonstre o impacto que está tendo e, ao mesmo tempo, identifique quaisquer problemas antes que se eles possam se agravar. 

1. ROI

Para quase todas as empresas, o objetivo final de uma estratégia de SEO é gerar um retorno sobre o investimento (ROI). Seja um investimento em uma equipe e recursos internos ou em uma agência, isso significa receber mais dinheiro de volta do que você gasta.

Monitorar ROI de suas atividades de SEO é crucial pela simples razão de que é a melhor medida de sucesso que existe - ter mais dinheiro no banco do que você está gastando. Mas lembre-se de que você pode levar algum tempo para ver um ROI, geralmente de seis a 12 meses ou mais. 

Se você souber qual é sua meta de ROI e como medir seu desempenho em relação a isso regularmente, vai poder entender e demonstrar como ele está melhorando. Você pode medir o ROI com base no seu investimento em SEO e na receita recebida do canal. 
Veja esse webinar onde explicamos em detalhes como calcular e entender o ROI.

2. Conversões (vendas e leads)

Embora o retorno financeiro seja o KPI abrangente para o qual muitas empresas trabalham, inevitavelmente leva tempo para ver o retorno. E, por esse motivo, não recomendamos focar apenas no ROI. 

Medir e acompanhar conversões orgânicas (vendas, leads ou ambos, dependendo do tipo de sua empresa) é uma maneira sólida de demonstrar sucesso. Afinal, um aumento nas conversões orgânicas pode ser facilmente atribuído aos seus esforços. 

Apenas certifique-se de obter a referência de conversões antes de começar a trabalhar em uma campanha; caso contrário, será mais difícil mostrar o aumento.

Uma recomendação é pegar uma média das conversões geradas nos três meses anteriores ao início da campanha e usá-la como referência para medir o crescimento. 

Você pode rastrear conversões no Google Analytics, medindo metas para conversões de leads e rastrear vendas por canal. 

analytics goals data

3. Visibilidade orgânica

Voltando ao ponto que o retorno financeiro do SEO leva tempo para aparecer, um KPI sólido que você pode rastrear e medir para mostrar um crescimento consistente é a visibilidade orgânica. E você pode medir e documentar essa métrica de duas maneiras.

Primeiro, mostrando o crescimento nas impressões do Google Search Console.

Google Search Console Impressions

Essa é a maneira perfeita de mostrar o crescimento contínuo da visibilidade, já que as impressões mostram as pesquisas para as quais seu site estava visível, mesmo que elas não resultassem em cliques. Normalmente, isso ocorre porque você vê um aumento nas palavras-chave ranqueadas, mas elas não estão em posições de direcionamento de tráfego (ainda).

De qualquer forma, um aumento nas impressões mostra um aumento na visibilidade orgânica e é uma grande medida de crescimento contínuo. 

Você também pode mostrar um aumento na visibilidade orgânica observando as tendências de palavras-chave na  ferramenta de Pesquisa Orgânica da Semrush, onde você pode ver como sua visibilidade mudou para todos palavras-chave indexadas, incluindo aquelas em posições inferiores. 

palavras-chave na pesquisa orgânica

4. Sessões orgânicas

O crescimento nas impressões orgânicas deve resultar em um aumento nas sessões orgânicas, e é aqui que você pode começar a demonstrar um impacto real de sua estratégia de SEO. Essa é talvez uma das métricas de SEO mais importantes, pois uma vez que seus esforços tenham efeito, isso significa tráfego orgânico.

As impressões resultam em tráfego e o tráfego se transforma em conversões; e quando você olha dessa forma, ver um aumento nas sessões orgânicas é o ponto em que você realmente começa a notar uma melhoria no ROI de SEO.

É realmente simples medir as sessões orgânicas no Google Analytics. Mas, para medir os KPIs de SEO, recomendamos focar nos dados do  Google Search Console , que permitem excluir as pesquisas de marca e visualizar cliques orgânicos para termos sem marca (non-branded) isoladamente. 

Isso é importante para garantir que seus dados não sejam distorcidos por atividades de marca que estão gerando um aumento nas pesquisas de marca.

Para fazer isso, acesse o relatório de desempenho e clique no botão +Novo na parte superior da tela, onde você pode escolher filtrar por sua marca escolhendo 'Consultas que não contêm'. Digite o nome de sua marca (e variações dele) para ver o desempenho do tráfego sem marca.

brand filter Google Search Console

Uma coisa importante a se prestar atenção ao analisar as sessões orgânicas é a sazonalidade. Certifique-se de comparar os dados ano após ano em vez de mês após mês para comparar e encontrar qualquer flutuação sazonal na demanda. 

Para fazer isso, acesse o menu de data na parte superior da tela, escolha 'comparar' e selecione o seu período de preferência.

comparison in Google Search Console

5. Tráfego de marca x tráfego sem marca (branded x non-branded traffic)

Embora recomendamos excluir as pesquisas de marca para analisar o verdadeiro impacto de seus esforços no tráfego orgânico, outra medida de sucesso importante é uma mudança na divisão percentual do tráfego sem marca que seu site está recebendo.

O tráfego de marca geralmente é gerado com base no conhecimento prévio de um negócio ou por recomendação de outra pessoa. Talvez um usuário tenha visto seus anúncios nas redes sociais, ou sua última campanha de relações públicas ou tenha conhecido você em um evento. O importante aqui é que o usuário já sabia sobre você.

Embora isso signifique claramente que um canal de marketing está funcionando bem, geralmente não será o tráfego que você pode atribuir diretamente às suas atividades de SEO.

 Tráfego sem marca é o tráfego que vem de pessoas que procuram palavras-chave relacionadas à seus produtos ou serviços bem posicionados. Em outras palavras, o tráfego de usuários que provavelmente não estavam familiarizados com sua empresa antes de verem sua posição nas SERPs.

E você precisa medir a relação entre o tráfego de marca versus sem marca, o que pode ser visto facilmente com a  ferramenta de pesquisa orgânica da Semrush: 

tráfego de marca X tráfego sem marca

6. Posicionamentos de palavras-chave

Embora as posições de palavras-chave talvez não sejam tão importantes quanto algumas das outras métricas mencionadas aqui, elas certamente têm seu valor e recomendamos fortemente que você acompanhe como suas principais palavras-chave alvo estão ranqueadas nas SERPs. 

Cinco anos atrás os rankings eram o maior indicador de sucesso de qualquer campanha de SEO.Então, o que mudou? Pesquisa semântica

No passado, a maioria das empresas monitorava um punhado de palavras-chave e baseava o sucesso de sua estratégia nisso. A realidade é que hoje em dia, uma única página de conteúdo pode estar posicionada por centenas (às vezes milhares) de palavras-chave diferentes. E não podemos se esquecer da pesquisa personalizada - o que significa que diferentes usuários podem ver resultados diferentes para algumas consultas.

Confira um exemplo de palavras-chave diferentes. A ferramenta de Pesquisa Orgânica permite que você veja as palavras-chave para as quais a página está ranqueada. Por exemplo, este artigo ranqueia para 63 palavras-chave. 

7. Rastreamento de palavras-chave

Rastrear as posições de palavras-chave não é mais a medida tão importante que costumava ser, mas ainda é extremamente útil para mostrar o desempenho. Afinal, ver suas palavras-chave principais subindo nos ranqueamentos significa que sua estratégia está começando a dar frutos.

Você pode usar a  ferramenta de Monitoramento de Posição da Semrush para acompanhar como suas principais palavras-chave estão ranqueadas nas SERPs. 

Position tracking Semrush

7. Backlinks

Backlinks são um dos três principais fatores de ranqueamento do Google e isso não vai mudar tão cedo. Você precisa saber qual é a saúde atual do seu perfil de links, tanto em termos de obter links novos, quanto de encontrar quaisquer links tóxicos que possam aparecer.

As métricas de links que você deveria medir são:

  • Número de backlinks
  • Número total de domínios de referência 
  • Número de links perdidos
  • Número de links recebidos
  • Links tóxicos

E você pode acompanhar todas essas métricas com as ferramentas  Análises de backlinks e Backlink Audit da Semrush.

Analise de backlinks Semrush

Mas, isoladamente, esses dados não significam tanto quanto poderiam, pois você não está vendo os números no contexto. Você também precisa comparar seu próprio perfil de links com os seus concorrentes mais próximos e, novamente, pode fazer isso analisando os domínios deles por meio da ferramenta.

8. CTR orgânico

CTR (click-through-rate) é usado como um fator de ranqueamento, mas na realidade quanto melhor for o seu CTR orgânico, mais pessoas estarão clicando em seu site nas SERPs. Você precisa acompanhar isso, tanto no nível da página quanto no nível da consulta. 

CTR é uma métrica simples que mostra a porcentagem de pessoas que clicam em sua página depois que sua pesquisa desencadeia uma impressão - quanto mais alta, melhor.

CTR orgânico se torna realmente importante na hora de ajudar a determinar a relevância de sua title tag  e  meta description  (os elementos que aparecem nas SERPs) em relação a uma determinada consulta. 

Novamente, precisamos analizar o contexto e o CTR médio que cada posição pode esperar receber ou seja: 

organic CTR

Fonte: Backlinko

Compare seu CTR com essa tabela e você verá se está tendo um desempenho melhor do que a média ou se ainda tem trabalho a fazer. Você pode analisar o CTR de suas próprias páginas e consultas no Google Search Console no relatório de desempenho.

GSC Performance report

9. Taxa de rejeição

A taxa de rejeição é uma métrica importante para saber se o seu conteúdo está atraindo aqueles que chegam à página e também pode ser uma ótima maneira de entender o quão relevante é para as consultas de pesquisa para as quais está ranqueado.

Uma taxa de rejeição alta normalmente significa que a página não está chamando a atenção dos usuários, o que fala de oportunidades perdidas de transformar esse tráfego em conversões. E, às vezes, são necessárias apenas algumas pequenas mudanças para ver uma melhoria perceptível. Porem, se você não acompanha essa métrica regularmente, pode não perceber a oportunidade. 

 Você pode ver a taxa de rejeição de seu site e páginas no Google Analytics em  Comportamento> Conteúdo do site> Todas as páginas . 

Google analytics bounce rate

10. Tempo médio na página

Quanto mais tempo um usuário passa em uma página, mais engajado ele fica. E quanto mais engajado alguém estiver, maior será a chance de conversão. Portanto, você precisa medir o tempo médio na página do seu site, tanto no nível do site quanto no nível da página, e pensar em maneiras de aumentar essa métrica se observar tempos de permanência baixos.

Você pode acompanhar isso no Google Analytics em Comportamento> Conteúdo do site> Todas as páginas . 

11. Problemas de cobertura

Antigamente eram chamados de 'erros de rastreamento'. Google Search Console permite que você analise quaisquer problemas de cobertura de seu site, por exemplo:

  • Erros de servidos 5xx
  • Erros 4xx 
  • Anomalias de rastreamento
  • Páginas noindex
  • Páginas rastreadas, mas não indexadas
  • Páginas encontradas, mas não indexadas
  • Páginas duplicadas, com o URL enviado não selecionado como canônico
  • Bloqueadas por robots.txt

+e mais

E, em termos de rastreamento desses problemas como um KPI, ficar de olho nesses problemas regularmente pode ajudar a monitorar a aparição de problemas mais amplos de rastreamento ou indexação. 

Essas métricas podem não ser uma verdadeira medida de sucesso, mas manter os erros no mínimo deve ser um de seus principais objetivos para garantir que todas as suas páginas que devem ser indexadas o sejam. Encontre esses dados em Índice> Cobertura  no Google Search Console. 

coverage issues report for Google Search Console

12. Velocidade de página

A velocidade do seu site é algo que pode impactar negativamente os ranqueamentos (e o tráfego resultante) e as conversões, e vale a pena ficar atento a isso.

Sabemos que você está pensando que já gastou tempo otimizando  a pontuação do PageSpeed ​​do seu site e que a situação está ótima. E isso é legal. Mas quando foi isso?

Essas métricas podem mudar com o tempo por vários motivos. Talvez alguém da sua equipe editorial substituiu as imagens de posts do seu blog por novas, mas se esqueceu de otimizá-las e agora o site tem arquivos grandes que diminuem a velocidade dessas páginas? 

Ou talvez o seu servidor não esteja funcionando tão bem quanto quando você analisou a velocidade do seu site pela última vez. O fato é que essas coisas podem mudar com o tempo, então vale a pena sempre ficar de olho na velocidade do seu site. 

Você pode controlar isso facilmente usando a  ferramenta de Auditoria de Site da Semrush, fazendo rastreamentos regulares (sugerimos rastreamentos semanais) para listar todas as páginas consideradas lentas. 

Especificamente, você pode se aprofundar no relatório de desempenho do site para ver insights sobre velocidade. 

auditoria de site da Semrush

Você pode tomar medidas antes de que isso se torna um problema; em vez de sofrer com resultados ruins por ter velocidade da página baixa.


Definir e medir os KPIs de SEO pode ajudar a manter o foco de seus esforços e medir continuamente o desempenho de sua campanha. Embora cada profissional de marketing tenha seus próprios KPIs para rastrear e apresentar aos principais interessados, o fato é que você precisa tê-los prontos e analisar regularmente o desempenho do seu site em relação a eles.

As métricas de SEO podem ajudar a manter seu crescimento no caminho certo, ao mesmo tempo atuando como um indicador de progresso em relação a seus objetivos mais amplos.

Author Photo
Shelley WalshShelley is a content strategist and blog editor at SEMrush. Assistant Editor at Search Engine Journal. Founder of ShellShock Content Marketing. Shelley has been a contributor to the industry for 10 years and has spoken at many online and offline events.
More about SEO Avançado
Guia definitivo do Google Meu Negócio para 2021O Google Meu Negócio é uma ferramenta poderosa para negócios locais, mas muitas vezes não é usada com todo o seu potencial. Aqui, respondemos a algumas das perguntas mais comuns do GMB e também organizamos um guia passo a passo que explica como configurar seu perfil pela primeira vez, reivindicar um perfil que outra pessoa possui e fazer otimizações para alcançar o sucesso de SEO local.
23 min read
Como criar uma estrutura de site para SEONão subestime a importância de ter a estrutura do site certa e o impacto que ela pode ter no desempenho do SEO. Vamos analisar em detalhes como estruturar o site em um processo passo a passo e explicar como é a estrutura do site ideal.
15 min read