pt
English Español Deutsch Français Italiano Português (Brasil) Русский 中文 日本語
Acessar o Blog
James Brockbank

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]

96
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra se uma postagem de blog gera envolvimento. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura ativa dos usuários, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.
Esta postagem está em Português
James Brockbank
Esta postagem está em Português
URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]

Entender como usar corretamente a canonização e definir URLs canônicos é essencial para qualquer especialista em SEO, e a implementação incorreta desses elementos pode causar erros que afetam negativamente o desempenho do seu site.

Tags canônicas foram introduzidas pela primeira vez em 2009 para ajudar os webmasters a resolver problemas de conteúdo duplicado ou muito semelhante em vários URLs.

Mas, para usar as tags canônicas corretamente, você precisa entender o que são, como funcionam e como implementá-las. 

Guia de tags canônicas

Vamos falar dos seguintes assuntos: 

  • O que são tags canônicas e URLs canônicas?

  • Razões de aparição de conteúdo duplicado

  • Por que você deve usar URLs canônicos para SEO

  • Como implementar corretamente a tag rel = canonical

    • Configurando uma URL canônica no Magento e Magento 2

    • Configurando uma URL canônica no Wordpress

    • Configurando uma URL canônica no Wix

    • Configurando uma URL canônica no Shopify

  • Como implementar corretamente um Cabeçalho HTTP rel = "canonical"

  • Usando redirecionamentos 301 para URLs canônicas

  • URLs canônicos no Sitemap

  • Melhores práticas para tags canônicas

  • Erros comuns a serem evitados ao implementar tags canônicas

O que são tags canônicas e URLs canônicas?

Geralmente, as tags canônicas rel = "canonical" são uma maneira de informar aos mecanismos de pesquisa que um URL em questão é a cópia principal de uma página. 

Elas permitem que você define o URL canônico para uma página.

Mas qual é a diferença entre tags canônicas e URLs canônicos? 

Tags canônicas

Uma tag canônica se encontra na seção <head> </head> do código-fonte HTML de uma página:

<link rel="canonical" href="https://www.website.com/pagina/" />

Elas podem ser auto-referenciadas (onde uma tag canônica aponta para o URL de uma página) ou podem referenciar o URL de outra página para consolidar sinais.

Freqüentemente, vemos os termos de tags e URLs canônicos usados de forma intercambiável, embora esse não é o caso. 

É pela simples razão de que o uso da tag rel = "canonical" é o método mais usado para definir URLs canônicos - no entanto, não é de forma alguma o único. 

URLs canônicos

Então, o que é um URL canônico? É o URL escolhido como o URL 'principal' para um conjunto de páginas duplicadas. 

De acordo com o Google:

Um URL canônico é o URL da página de um conjunto de páginas duplicadas no seu site que o Google considera mais representativa .

— Google Search Console Help

Você pode definir seu URL canônico. No entanto, o Google pode escolher uma página diferente da sua por vários motivos.

Dito isto, na maioria dos casos, quando definido corretamente, o Google segue as suas instruções e escolha o URL que você marcou como canônico.

Simplificando, os URLs canônicos determinam qual página normalmente (exceto no caso em que a página duplicata é explicitamente mais adequada para um usuário, por exemplo, tem uma versão para celular) seja mostrada nos resultados da pesquisa. 

O URL canônico de uma página pode estar em um domínio diferente.

Como definir URLs canônicos?

As tags canônicas não são a única maneira de definir um URL canônico, apesar de ser o mais comum. 

Você também pode fazer isso da seguinte forma:

Dito isto, embora essas sejam as formas recomendadas pelo Google, elas nem sempre são adequadas para uso em algumas situações, que vamos mostrar a seguir, e cada uma tem seus próprios casos de uso. 

Para que você saiba, definir URLs canônicos não é um requisito e, se você não vai definir um URL, o Google vai usar outros sinais para identificar a página que ele considera a melhor versão.

No entanto, é recomendável usar o efeito de canibalização da forma eficaz, para garantir que você possa controlar como o site é exibido nos mecanismos de pesquisa e para evitar possíveis problemas causados pelo conteúdo duplicado.

Razões de aparição de conteúdo duplicado

Antes de examinarmos os motivos pelos quais você deve usar URLs canônicos e como definí-los nos CMS mais populares, é necessário entender p que é conteúdo duplicado. Ninguém tem o objetivo de criar conteúdo duplicado em um site. 

Geralmente, isso acontece quando os sistemas de gerenciamento de conteúdo criam vários URLs quando você lança uma página, quando você tem versões indexáveis diferentes do seu site, ou uma versão alternativa para diferentes tipos de dispositivos ou usa URLs dinâmicos. 

Confira os seguintes URLs levando em conta que, para um usuário, todos eles exibem exatamente o mesmo conteúdo:

  1. https://www.website.com/categoria/produto-a/

  2. https://www.website.com/produto-a/

  3. https://website.com/produto-a/

  4. http://www.website.com/produto-a/

  5. http://website.com/produto-a/

  6. https://m.website.com/produto-a/

  7. https://www.website.com/produto-a

  8. https://www.website.com/produto-A/

Para um mecanismo de pesquisa, não é uma página de conteúdo, são oito páginas duplicadas:

  • Os URLs #1 e #2 surgem como resultado do CMS salvando URLs de produtos com e sem o nome da categoria.

  • Os URLs #3, #4 e #5 são o resultado do site estar acessível nas versões HTTP e HTTPS, e nas versões www e não www. 

  • URL # 6 é a versão otimizada para celular que fica em um subdomínio.

  • O URL # 7 é a versão sem barra invertida do URL # 2. 

  • O URL # 8 usa 'A' maiúsculo no lugar de minúsculo usados em outros lugares do site. 

Você também pode encontrar conteúdo duplicado nos seguintes URLs:

  • https://www.website.com/

  • https://www.website.com/index.php 

Está vendo como é fácil a obter conteúdo duplicado?

De fato, muitos sites têm esses problemas sem que eles percebam, mas os URLs canônicos ajudam os mecanismos de pesquisa a identificar diferentes variações de uma página como um único URL. 

Por que você deve usar URLs canônicos para SEO

URLs canônicos existem para ajudá-lo a lidar com problemas de conteúdo duplicado que podem afetar o desempenho do seu site. 

Mas, mais especificamente, há várias razões pelas quais você deve usar URLs canônicos como uma área de foco de SEO técnico:

  • Definir o URL que deve ser mostrado nos resultados da pesquisa

Ao definir um URL canônico, você está dando uma indicação de qual versão de uma página deve ser exibida nos SERPs.

Olhe os URLs abaixo e pense, em qual você teria mais chances de clicar?

  • https://www.dominio.com/pagina-1/

  • https://www.dominio.com/index.php?id=2

Provavelmente, no primeiro.

Use URLs canônicos para especificar o URL que você deseja que os mecanismos de pesquisa ranqueiam.

  • Consolidar sumo de links em páginas duplicadas ou quase idênticas

Quando você tem páginas duplicadas ou quase idênticas no site, é possível que os URLs individuais obtenham links de fontes externas. 

Use URLs canônicos para consolidar o sumo de links de várias páginas em um único URL que você especificar.

Isso pode ajudar seu site a ranquear, já que o sumo distribuídos por vários URLs é consolidado em uma página mais forte.

  • Gerenciar conteúdo sindicado

Não é incomum que o conteúdo seja distribuído em sites diferentes para distribuí-lo para os públicos novos. 

Para impedir que páginas duplicadas sejam ranqueadas nos SERPs e garantir que o conteúdo original seja o ranqueado, você pode usar URLs canônicos para consolidar os sinais de ranqueamento.

  • Impedir o Googlebot a rastrear páginas duplicadas

Especialmente se você estiver trabalhando com um site grande e com muitas páginas, pode usar URLs canônicos para garantir que o Googlebot passe tempo rastreando suas páginas novas em vez de versões duplicadas da mesma nas versões para celular e desktop, por exemplo.

Dito isso, os orçamentos de rastreamento não são um problema para a maioria dos sites, a menos que você tenha centenas de milhares ou mais de páginas. 

Como implementar corretamente a tag rel = canonical

De longe, a maneira mais comum de definir URLs canônicos é usar a tag rel = "canonical" no cabeçalho da sua página.

Você pode ter receio de adicionar tags e código HTML se você não for um desenvolvedor, mas a maioria das plataformas CMS permite que você configure tags canônicas em questão de um par de cliques.

Configurando uma URL canônica no Magento e Magento 2

Se a loja estiver usando Magento 1, siga estas etapas para definir URLs canônicos para produtos e categorias.

Magento 1 Tags canônicas para página do produto 

Acesse o seu painel de administração, vá para Sistema -> Configuração escolhe a aba Catálogo e abra a seção SEO:

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 0

Altere “Usar Canonical link meta tag para produtos” para "sim"

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 1

Na maioria dos casos, você vai ver que o "sim" já está acionado, o que significa que você não precisa fazer mais nada.

Tags canônicas de categoria no Magento 1

Volte para a seção SEO na aba Catálogo e encontre a opção 'Usar meta tag da Canonical Link para categorias'.

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 2

Certifique-se que ele está definido como não, para que você possa escolher manualmente o URL canônico para categorias.

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 3

Vá para a página de edição de qualquer categoria para qual que você deseja definir tags canônicas e localize a aba Design personalizado e na caixa Atualização de layout personalizado e adicione o seguinte código, inserindo seu próprio URL canônico.

<reference name="head">
<action method="addLinkRel">
<rel>canonical</rel>
<href>https://www.website.com/pagina-a/</href>
</action>
</reference>

Tags canônicas no Magento 2

Se você estiver usando Magento 2 para a sua loja, siga estas etapas para definir URLs canônicos em seu site.

Acesse o seu painel de administração, vá para Lojas> Configurações, abra o menu suspenso Catálogo, selecione Catálogo e abra a aba SEO.

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 4 Imagem: Amasty.com

Se você definir 'Usar metatags canônicas para categorias' como Sim, as páginas de categorias da sua loja serão definidas para especificar um URL canônico para o URL completo da categoria, como http://www.website.com/category/product.html.

Se você alterar “Usar Canonical link meta tag para produtos” para "sim", as páginas de produtos da sua loja serão definidas para especificar um URL canônico para dominio/produto-chave-url.

Mesmo se você incluir o caminho da categoria no URL de produtos.

É recomendável que você escolha Sim para adicionar canônicos para produtos e categorias.

Configurando uma URL canônica no Wordpress

Definir URLs canônicos no WordPress é muito fácil. No entanto, o processo de implementação depende do plugin de SEO que você está usando. 

Vamos ver como fazer isso em dois dos plugins mais populares - Yoast e RankMath.

Tags canônicas com o Yoast

Se você estiver usando o Yoast, basta acessar as opções de SEO do Yoast em qualquer página ou post e expandir a aba "avançado" 

Aqui você encontra um campo onde pode definir o URL canônico da página.

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 5

Tags canônicas com o RankMath

O processo de implementação é parecido.

Em qualquer página ou post, vá para a aba 'avançado' da meta caixa de RankMath para acessar o campo para definir um URL canônico para a página.

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 6

Configurando URL canônica no Wix

Por padrão, as páginas da Wix usam uma tag canônica de auto-referência padrão.

Se você precisar mudar isso, vá para Menus e Páginas, passe o mouse sobre a página relevante e clique no ícone mostrar mais, depois vá para SEO> SEO Avançado e 'Adicionar nova tag' sob o título Meta Tags personalizadas

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 7 Imagem: Wix

Insira a tag canônica completa, não apenas um URL.

Você pode alterar seu URL canônico no código:

<link rel = "canonical" href = "{sua-pagina-url}" />

Configurando uma URL canônica no Shopify

A plataforma Shopify permite que uma única página do produto exista em vários URLs, o que torna essencial resolver a questão de canibalização.

Confira as orientações da Shopify, que dizem que ao usar um tema da Shopify, você pode usar o objeto {{canonical_url}} para gerar o URL canônico da página atual. 

Mas vamos deixar claro, você não pode definir URLs canônicos personalizados da mesma maneira que no Magento, WordPress ou Wix.

O problema é que, por padrão, Shopify cria URLs de produtos que são atualizados dinamicamente para que eles contenham a coleção da qual se originam.

Assim, um único produto pode estar nos seguintes URLs:

  • https://www.website.com/produtos/produto-a

  • https://www.website.com/featured-collection/produtos/produto-a

  • https://www.website.com/sales-collection/produtos/produto-a

Todos eles visualizam a mesma página do produto, apenas em URLs diferentes, e, embora as tags canônicas do Shopify encaminham para o URL canônico correto, você também encontrará links internos apontando para as versões duplicadas, aumentando a confusão.

Você pode resolver isso seguindo as etapas descritas neste guia da Path Interactive.

Entre nos arquivos do seu tema e procure o seguinte código que normalmente deve estar no arquivo collection-template.liquid:

{{ product.url | within: collection }}

Altere para:

{{ product.url }}

Agora suas tags canônicas e links internos devem estar corretos. 

Como implementar corretamente um Cabeçalho HTTP rel = "canonical"

Uma alternativa ao uso de tags canônicas é implementar um cabeçalho HTTP rel = "canonical".

Essa é a abordagem de implementação que você precisa adotar para especificar uma URL canônica para PDFs ou outros documentos não HTML.

Acesse o arquivo .htaccess do seu site para implementar isso e definir um URL canônico usando o seguinte código:

<Files "file-to-canonicalize.pdf">
Header add Link "< http://www.website.com/canonical-page/>; rel=\"canonical\""
</Files>

Usando redirecionamentos 301 para URLs canônicas

O Google afirma que você pode usar os redirecionamentos 301 para definir URLs canônicos. 

No entanto se você usar redirecionamentos 301, apenas o URL canônico vai existir de fato. As outras versões duplicadas serão redirecionadas para este URL.

Dito isto, essa é normalmente a melhor maneira de resolver problemas de conteúdo duplicado em casos de:

  • versões HTTP e HTTPS

  • versões WWW e sem WWW

  • URLs com slash e sem 

Ao resolver essas situações em uma única página você precisa ter mais cuidado e, geralmente, as tags canônicas são sua melhor solução, a menos que você possa excluir e redirecionar uma página com segurança. 

URLs canônicos no Sitemap

Simplificando, tenha cuidado para não incluir URLs não canônicos nos sitemaps, pois o Google pressupõe que os URLs especificados em um mapa do site são canônicos. 

Não é regra, mas uma prática recomendada a considerar ao estruturar mapas de site. 

Melhores práticas para tags canônicas

A implementação de tags canônicas não é difícil e, depois de entender algumas práticas recomendadas simples, você verá que detectar e corrigir problemas de conteúdo duplicado é uma tarefa muito mais fácil.

Ao implementar URLs canônicos, sempre certifique-se de:

  • Definir apenas um URL canônico por página

Defina apenas um URL canônico por página, caso contrário, o Google pode ignorar todos.

  • Especificar o protocolo de domínio correto

Se o seu site usar o protocolo HTTPS, não se esqueça de fazer referência a isso corretamente na hora de definir seu URL canônico. Incluir o protocolo errado é um erro fácil de cometer, portanto, certifique-se do que o seu URL está correto antes que isso se torne um problema.

  • Escolher URLs com slash ou sem slash

Repare se o seu site tem um slash no final dos URLs e não se esqueça de referenciar seu URL canônico corretamente levando isso em conta. 

  • Definir versão www ou sem www do URL

As versões WWW e sem WWW de um URL são vistas como páginas duplicadas pelos mecanismos de pesquisa; portanto, certifique-se de especificar o correto. 

  • Usar URLs absolutos

As tags canônicas devem ser referenciadas usando URLs absolutos, e não relativos, para garantir que eles sejam interpretados corretamente.

Isso significa que você deve usar:

<link rel="canonical" href="https://www.website.com/pagina-a/" />

e não 

<link rel="canonical" href="/pagina-a/" />

 

Erros comuns a serem evitados ao implementar tags canônicas

Não é incomum cometer erros ao implementar tags canônicas. Listamos alguns erros mais comuns.

  • Canonizar para um redirecionamento 301

Cuidado para não canonizar para um URL que é redirecionado; você deve definir o URL canônico como o destino de redirecionamento.

  • Canonizar para um protocolo de domínio incorreto

Se o seu site estiver em HTTPS, tome cuidado para não definir seus URLs canônicos para a versão HTTP por engano.

  • Canonizar para um conteúdo irrelevante

Você não deve canonizar seus URLs para conteúdo que não seja duplicado ou quase idêntico.

Ocasionalmente, vemos que os SEOs tentam transmitir sumo de links por tags canônicas de conteúdo não relacionado para tentar aumentar os ranqueamentos - não é assim que a canonização deve ser usada e essa tática deve ser evitada a todo custo. 

  • Definir vários URLs canônicos

Use apenas uma única tag canônica e um único URL canônico para cada página; caso contrário, é provável que o Google ignore todas as versões. 

Cuidado para não incluir acidentalmente duas tags canônicas no <head> da sua página. Isso pode acontecer ao tentar substituir o código padrão em alguns CMSs.

  • Confundir Paginação e Canonização

A paginação implementada incorretamente pode causar conteúdo duplicado. Mas canonizar todos os URLs de uma série para a primeira página nem sempre é a melhor solução.

Em vez disso, você deveria canonizá-los para uma página de 'visualizar tudo'.

Como fazer auditoria de tags canônicas no seu site (e corrigir erros)

Para encontrar quaisquer problemas existentes com a canonização, você precisará fazer auditoria de tags canônicas do seu site.

Você pode fazer isso com a ferramenta de Auditoria do Site da SEMrush . Ao executar o relatório de auditoria do site você vai encontrar várias verificações relacionadas a tags canônicas. 

URLs canônicas: Guia para iniciantes [2020]. Imagem 8

Vamos ver quais são e como corrigir os erros.

Páginas AMP sem tag canônica

  • Quando suas páginas AMP não possuem tags canônicas, a ferramenta de Auditoria do site sinaliza isso como um erro. 

  • É importante que a canonização entre as versões AMP e não AMP da sua página esteja definida .

  • Você pode corrigir isso adicionando uma tag rel = "canonical" na seção <head> de cada página AMP.

Nenhuma página redirecionada ou canônica para a versão HTTPS da versão HTTP

Se o seu site tiver versões HTTPS e HTTP, você vai se deparar com problemas de conteúdo duplicado e isso será sinalizado no relatório de Auditoria do site.

Você pode corrigir isso usando redirecionamento 301 para a versão correta ou adicionando uma tag canônica que faça referência à versão HTTPS nas páginas HTTP.

Páginas com um link canônico quebrado

Se suas páginas tiverem links canônicos quebrados, eles não serão tratados como URLs canônicos. 

Esse erro pode significar que seus links canônicos apontam para páginas inexistentes e, como resultado, complicam o processo de rastreamento e indexação do seu conteúdo.

Se você encontrar páginas com links canônicos quebrados, atualize-os para os URLs canônicos corretos.

As páginas têm vários URLs canônicos

  • Esse erro aparece quando houver mais de um URL canônico em uma página. 

  • Para corrigir isso, você precisa remover as tags duplicadas e deixar apenas uma no lugar. 

Analise tags canônicas do seu site

com Site Audit da SEMrush

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)


 

Conclusão

A canonização é um dos conceitos mais importantes de SEO para você entender, e usá-lo incorretamente pode ter um impacto negativo no desempenho do seu site.

Dito isso, depois de entender como o conceito funciona e como encontrar e corrigir erros, você estará em uma ótima posição para usá-lo com eficiência e livrar seu site do conteúdo duplicado. 

E se você quiser aprender mais táticas avançadas de SEO que podem fazer a diferença na sua estratégia de marketing digital, assista ao nosso webinar com Felipe Bazon Táticas Avançadas de SEO: Como chegar e se Manter no Topo:

James Brockbank
Lenda

Não é nada fácil chegar até aqui!

James is Managing Director of award-winning digital PR and SEO agency, Digitaloft, and has been involved in search marketing since the mid-2000s. He's a regular writer on topics including link building, content marketing and eCommerce, having previously contributed to the likes of Search Engine Journal.
Enviar comentário
Seu comentário deve ter pelo menos 3 palavras (10 caracteres).

Usaremos este e-mail unicamente para responder aos seus comentários. Política de privacidade

Agradecemos pelos comentários!