Uma das maiores 'disputas' em SEO é o debate de subdomínio vs. subdiretório. E o que de fato é melhor? Será que realmente faz diferença? Se um blog estiver hospedado em um subdomínio, você deveria migrá-lo para um subdiretório? Qual é a posição do Google sobre isso

Estas são apenas algumas das muitas perguntas feitas na comunidade de SEO nas redes sociais, muitas vezes com respostas diferentes.

Neste guia queremos esclarecer a confusão e ajudar a resolver o debate sobre 'subdomínio ou subdiretório' Vamos nos aprofundar nos pontos técnicos de SEO que você precisa levar em consideração e mostrar os casos em que faz mais sentido usar cada uma das opções. 

Especificamente, vamos falar de:

Noções básicas sobre subdomínios e subdiretórios

Antes de falar sobre qual é o melhor para SEO, vamos primeiro dar uma olhada rápida na diferença técnica entre subdomínios e subdiretórios.



Subdomínio: blog.seudominio.com



Subdiretório: seudominio.com/blog/ 



Basicamente, um subdomínio é filho do domínio principal e, às vezes, é usado para hospedar:

    •    Blogs
    •    lojas de comércio eletrônico (quando fazem parte de um site maior)
    •    Internacionalização (diferentes sites para trabalhar com mercados diferentes)
    •    Sites separados para dispositivos móveis
    •    Formulários de cotação



Repare que no exemplo do subdiretório (também conhecido como subpasta), o / blog / fica dentro do domínio principal. Faz parte do site principal seudominio.com da mesma forma que qualquer outra página faria. Para todos os efeitos, esta é apenas mais uma página deste site.


Mas um subdomínio fica fora do domínio principal, ele fica dentro de sua própria partição do domínio. Neste exemplo, ele está sendo usado para hospedar um blog.


Um subdomínio sempre fica  antes  do domínio raiz ao olhar para um URL, enquanto um subdiretório sempre fica  após. 


Se você não tiver certeza de quantos subdomínios seu site está usando, ou se estiver usando algum, você pode usar a  Ferramenta de Auditoria do Site da Semrush para visualizar a estrutura de seu site, incluindo todos os subdomínios dele: 
 

site crawl

Apenas certifique-se, ao configurar a ferramenta, de que a opção 'incluindo todos os subdomínios' está selecionada para o escopo de rastreamento.

include subdomains

Por que existe um debate tão importante entre subdomínios e subdiretórios na comunidade de SEO? Será que um é melhor do que o outro quando se trata de ranqueamentos nas SERPs?

Monitorar e corrigir problemas técnicos

com a Auditoria do Site da Semrush

ADS illustration

Dando Contexto ao Debate

Vamos esclarecer uma coisa: a estrutura do seu site afeta significativamente o desempenho na pesquisa orgânica. A escolha entre um subdomínio ou subdiretório para certas áreas do seu site pode ajudar ou atrapalhar sua capacidade de impulsionar o crescimento. Mas, da mesma forma, há casos em que faz sentido hospedar parte do seu site em um subdomínio.

Isso é uma situação de ' depende do caso' . É importante que você entenda os diferentes cenários de uso e como eles podem impactar o desempenho orgânico do seu site. Então, de onde vem a confusão?

Este debate é desencadeado pelo fato de que o Google trata subdomínios como entidades separadas de seu domínio principal, principalmente porque alguns sites colocam conteúdos diferentes em subdomínios que não deveriam estar associados ao site principal. Ou, em alguns casos, esses subdomínios do domínio principal são controlados por pessoas diferentes.

Então, voltando ao nosso exemplo acima:

  •  seudominio.com/blog/  é  tratado como parte de seudominio.com pelo algoritmo do Google 
  •  blog.seudominio.com  não é  tratado como parte de seudominio.com, e sim como uma entidade separada 

Isso significa que o conteúdo (e seus ativos valiosos, como backlinks) hospedado em um subdomínio  não  está sendo levado em consideração pelo algoritmo do Google ao ranquear o domínio principal. É quase como se o conteúdo hospedado no subdomínio estivesse hospedado em um domínio totalmente diferente para fins de ranqueamento, e pensar sobre isso dessa forma pode ajudar a esclarecer as coisas um pouco mais. 

Embora isso possa não parecer bom, às vezes faz todo o sentido que um subdomínio seja visto como uma entidade separada do domínio principal, especialmente quando os subdomínios foram criados para representar empresas ou divisões separadas.

Freqüentemente, um subdomínio é conectado (por meio de um menu de navegação ou links internos) ao domínio principal, mas nem sempre. Este é um fator chave ao decidir qual caminho você deveria seguir ao configurar seu site (ou uma nova seção dele).

O que o Google diz sobre subdomínios e subdiretórios?

Definitivamente, não é o caso de dizer que os subdiretórios são bons para SEO e os subdomínios são ruins. Não é tão simples assim. Mas precisamos entender de onde vêm as diferentes recomendações e como elas se comparam às orientações do Google.

No vídeo abaixo, John Mueller do Google entrou no debate subdomínio vs. subpasta em 2017. Este conselho não mudou até os dias de hoje.

Neste vídeo, John afirma que:

A pesquisa do Google funciona perfeitamente com o uso de ambos os subdomínios ou subdiretórios.
 

— John Mueller, Google

Click and drag to moveE também diz que:

Temos que aprender como rastrear [subdomínios] separadamente, mas na maior parte, isso é apenas uma formalidade para os primeiros dias.
 

— John Mueller, Google

Subdiretórios: o debate sobre SEO

Se o Google está dizendo que não há problema em usar subdomínios, qual é o problema? Para responder, precisamos relembrar dois dos  principais fatores de ranqueamento do Google

  • Conteúdo
  • Links

Só porque o Google afirma que não há problema em usar subdomínios ou subdiretórios, isso não significa que não haja benefícios de um sobre o outro.

Colocando de outra forma: você será penalizado por hospedar o conteúdo do blog do seu site em um subdomínio? Não. Mas será que esse conteúdo (e os links) poderiam ajudar a ranquear seu domínio principal melhor e ganhar mais tráfego se ele ficasse diretamente no site do domínio principal? Sim!

Se o conteúdo e os links são divididos entre um subdomínio e o domínio principal, a 'autoridade' geral dessas duas entidades é menor do que se tudo estivesse no domínio principal (com a ajuda de subdiretórios).

É por isso que é comum ver um aumento na visibilidade orgânica geral e no tráfego (em comparação com os dois vistos separadamente) ao migrar subdomínios relevantes para subpastas no domínio principal.

Por exemplo, basta olhar para o exemplo abaixo compartilhado por Andy Chadwick e o crescimento resultante quando ele migrou um blog (anteriormente hospedado em um subdomínio) para o domínio principal (agora como uma subdiretório).

Compartilhei isso no Twitter há cerca de 4 semanas, só queria compartilhar novamente, pois ainda está crescendo...

Existem muitas histórias de sucesso legais de ganhos significativos observados ao migrar conteúdo de um subdomínio para subdiretórios. Basta dar uma olhada no que aconteceu quando um dos clientes de Stephen Kenwright migrou seu blog de um subdomínio para um subdiretório:

Não quero começar uma discussão nem nada, mas aqui está o que aconteceu quando o blog de um cliente de varejo foi migrado de um blog. subdomínio para um /blog/subdiretório 📈

Ou um dos muitos outros exemplos que são compartilhados regularmente no Twitter.

Para o time de SEO de plantão: Observou-se um aumento de 20% + no tráfego orgânico desde que migrei o blog de subdomínio para subdiretório + apareci em alguns featured snippets.
Queria ter feito isso antes 😀 por que existem tantos pontos de vista diferentes sobre isso quando parece que sempre funciona?

Não vamos descartar que todos esses exemplos falam sobre a migração de blogs de subdomínios para subdiretórios e que, por padrão, os blogs são tipicamente ricos em conteúdo (muitas vezes, a maior parte do melhor conteúdo de uma empresa fica em um blog) e que o conteúdo do blog geralmente ganha backlinks. O subdomínio, neste caso, tem relevância tópica e autoridade estreitamente alinhada ao domínio principal.

Então o que está acontecendo aqui é que o subdiretório está herdando a autoridade (de conteúdo e links) e relevância durante a migração e, quando isso é combinado com a autoridade existente do domínio principal, o resultado é um aumento de autoridade (e visibilidade orgânica resultante) que é maior do que quando os dois (site e blog) são vistos como entidades separadas.

Basicamente, um ótimo conteúdo que está ganhando ótimos backlinks quase sempre contribui para melhores resultados de SEO quando hospedado em um subdiretório em vez de um subdomínio.

Subdiretórios: os desafios

Em um mundo ideal, você teria controle total para escolher entre os subdomínios ou subdiretórios ​​para várias áreas do seu site. Mas a realidade é que geralmente não é tão simples assim e é comum que concessões precisam ser feitas com base em limitações técnicas.

Por exemplo:

  • Incapacidade técnica de configurar sites internacionais em subpastas (por exemplo, seudominio.com/us/ e seudominio.com/es/) 
  • Desenvolvedores que não querem hospedar um blog WordPress no mesmo servidor de uma loja de comércio eletrônico
  • Vontade de usar uma plataforma de blog dedicada em vez do blog embutido de uma plataforma de comércio eletrônico
  • Um formulário de cotação ou outro recurso que não pode ser colocado no mesmo servidor do site principal devido a ser escrito em diferentes linguagens de codificação

Estes são apenas alguns exemplos de quais decisões você precisa tomar para escolher entre subdomínios e subdiretórios. Por exemplo, a plataforma Shopify exige que você use subdomínios para lojas internacionais (de.seudominio.com em vez de seudomínio.com/de/) e não é possível usar subdiretórios, sejam quais forem os benefícios. 

O mesmo acontece se você quiser usar um blog no WordPress e seu site funciona em um CMS que não oferece suporte para isso no mesmo servidor (ou não fornece acesso para fazer isso). Um desenvolvedor geralmente sugere o uso de um subdomínio para facilitar (embora às vezes seja possível usar um proxy reverso  neste cenário). 

Subdomínio ou subdiretório: o que é melhor para mim?

Uma coisa é certa é que ainda há muita confusão sobre se os subdomínios podem prejudicar seus esforços de SEO ou não, como podemos ver neste tweet recente:

Esta é uma grande pergunta. Você está escolhendo entre um caminho de url ou subdiretório, como /blog, e um subdomínio, como blogs.que_seja. Eu acredito que é absolutamente de sua preferência e não há grandes diferenças no google juice. URLs são UI, use o que você quiser.

Embora a intenção aqui seja genuína, isso mostra que ainda há muita divisão sobre se o Google trata ou não essas opções de forma diferente. Para a maior parte, a comunidade de SEO concorda que, se não houver restrições técnicas, restrições legais em diferentes países, etc., você deveria hospedar o conteúdo em um subdiretório em vez de em um subdomínio.

Eu vi duas startups que criaram a série Esta semana com blogs hospedados em um subdomínio. Alguém deveria dizer a eles que isso é terrível para o SEO deles.

Dito isso, você também precisa levar em consideração o contexto desta decisão e o que você está querendo hospedar em um subdomínio. Se for um blog ou loja de comércio eletrônico, de preferência opte por hospedar esse conteúdo em um subdiretório.

Mas se for um formulário de cotação ou conteúdo que provavelmente não vai agregar valor ao seu site tanto do ponto de vista da relevância quanto do tópico, não use apenas subdiretórios por padrão. 

Se houver um motivo para usar um subdomínio, ele não deve ser ignorado. Recursos como formulários de cotação ou até mesmo centros de suporte (que geralmente ficam atrás de uma tela de login) não vão prejudicar o potencial de SEO do seu site se forem hospedados dessa forma. Na verdade, você provavelmente não veria nenhuma diferença usando subdiretórios nesses casos. 


Na maioria dos casos, um subdiretório tem preferência sobre subdomínio de uma perspectiva de SEO. No entanto, há pontos que você precisa levar em consideração antes de tomar a decisão. No caso de conteúdo (como o seu blog) é uma decisão fácil, mas a hospedagem de outros tipos de conteúdo e recursos do site deve ser considerada juntamente com os prós e contras de cada opção. Nem sempre é uma escolha fácil de fazer.

Apenas certifique-se de entender como sua decisão pode impactar o desempenho de SEO do seu site e traga essas justificativas para a mesa ao discutir o caminho certo para os desenvolvedores e outras partes interessadas.

Monitorar e corrigir problemas técnicos

com Auditoria do Site da Semrush

ADS illustration

Author Photo
James BrockbankJames is Managing Director of award-winning digital PR and SEO agency, Digitaloft, and has been involved in search marketing since the mid-2000s. He's a regular writer on topics including link building, content marketing and eCommerce, having previously contributed to the likes of Search Engine Journal.
More about SEO
O checklist definitivo de SEO em 2021: as melhores práticas de otimizaçãoUm checklist de SEO completo para você seguir e garantir todas as etapas de otimização do seu site e garantir bons resultados nos mecanismos de busca. Ao todo são 41 recomendações práticas que começam com SEO Básico, seguem com palavras-chave, SEO ON-Page e Conteúdo, SEO técnico e SEO Off-Page. Tudo que você precisa saber para sua performance orgânica SEO.
Jan 19, 2021
26 min read
Como criar e otimizar a Tag H1 para SEO: o seu título de conteúdoAs tags de título e as tags H1 tornam o conteúdo da página mais adequado aos usuários e fazem parte das melhores práticas básicas de SEO. Existem diferentes tipos de tags de título, categorizadas por números, de H1 a H6. Cada título serve a um propósito diferente, fornecendo aos rastreadores do mecanismo de pesquisa, como o Googlebot, informações valiosas sobre a página.
9 min read
5 melhores práticas de SEO para organizações sem fins lucrativos (ONGs)Ao otimizar seu site e práticas de marketing, você pode melhorar seu posicionamento nas páginas de resultados de mecanismos de pesquisa (SERPs), conseguir mais tráfego para organizações sem fins lucrativos que podem ser convertidos em doadores ou voluntários e ajudar a divulgar mensagens sobre as instituições.
7 min read
O que é Black Hat SEO? 9 Técnicas arriscadas que você deve evitarNeste guia, vamos nos aprofundar no que são táticas de black hat SEO e dar uma olhada em uma série de técnicas específicas (incluindo esquemas de links, uso indevido de marcação schema, clocking e mais) que você deve evitar se você não quiser violar as Diretrizes de qualidade do Google para webmasters.
13 min read