Passo a passo detalhado para criar um calendário de conteúdo em 2022

Erich Casagrande

Jun 13, 202217 min read
template calendário conteúdo

Você também odeia fazer tarefas domésticas? Fazer limpeza é chato; passar roupa, idem. Bom, para muitos profissionais, agendar conteúdo é tão trabalhoso quanto qualquer outra dessas tarefas. No entanto, quando se trata de conteúdo, preparação é fundamental. Sem um planejamento sólido, a produção e o gerenciamento de conteúdo se tornarão uma tarefa trabalhosa demais para sua equipe de marketing.

Se sua equipe deseja estabelecer uma produção de conteúdo regular e impactante, você precisa ter uma ideia clara do que e quando quer publicar. Criar conteúdo é muito mais do que apenas esperar inspiração – é preciso organização adequada, sem a qual seu conteúdo pode não ter sucesso.

Leia este artigo e comece a traçar seu próprio plano de conteúdo em 2022. Baixe o modelo de calendário de conteúdo abaixo para aplicar tudo o que você aprende na prática.

O que é um modelo de calendário de conteúdo?

Simplificando, um calendário de conteúdo – às vezes conhecido como calendário editorial – é um cronograma usado por blogueiros, profissionais de marketing e todos os tipos de empresas para registrar quando e onde planejam publicar conteúdo. Essas ferramentas geralmente são criadas por pessoas ou equipes que procuram concentrar sua produção editorial em um determinado período de tempo.

O uso de um calendário de conteúdo pode ajudá-lo a acompanhar os fluxos de trabalho de criação de conteúdo e as datas de publicação planejadas por você ou por sua equipe, ajudando a manter suas atividades sob controle. Os modelos de calendário de conteúdo podem facilitar a criação e replicação dessas ferramentas.

Youtube video thumbnail

Tipos de calendários de conteúdo

Da mesma forma que pode haver muitos tipos de conteúdo, também pode haver muitos tipos de calendário.

Como mostrado neste artigo sobre exemplos de calendário de conteúdo, pode ser útil ter calendários diferentes para diferentes tipos de conteúdo. Por exemplo, você pode criar calendários de marketing de conteúdo para redes sociais e calendários de conteúdo para blogs, e-mails, iscas digitais, landing pages ou páginas de produtos e outros conteúdos regulares que você produz. Às vezes, você pode até criar um calendário conjunto para todos os tipos de conteúdo criados em sua empresa.

Vamos revisitar esse ponto mais tarde, então, por enquanto, vamos ver como montar as bases de um calendário de conteúdo bem-sucedido.

Nosso modelo de 8 etapas para criar um calendário de conteúdo

modelo das 8 etapas para criar um calendário de conteúdo

Estão preparados? Ótimo. A seguir, listamos oito etapas para começar a criar um calendário que ajudará você a planejar seu conteúdo e estabelecer uma estratégia de conteúdo consistente.

Comece baixando o Modelo de calendário de conteúdo gratuito da Semrush, selecione o tipo de calendário que mais combina com você e siga as etapas deste artigo.

As linhas do seu calendário de conteúdo serão separadas para cada novo conteúdo e as colunas conterão informações sobre o que os artigos contêm. Essas colunas podem se concentrar em:

  • Tema do conteúdo

  • Formato do conteúdo

  • Data de publicação

  • Cluster do conteúdo

  • Buyer persona em foco

  • Palavra-chave em foco

  • Estágio do funil

  • KPIs em foco

  • Promoção e reaproveitamento

  • Autor

Analisaremos cada uma dessas colunas em detalhes para que você possa completar seu calendário com facilidade.

Passo 1: Faça sua pesquisa

Antes de começar a montar seu modelo de calendário de conteúdo, você precisa pesquisar minuciosamente seu público e clientes em potencial. Isso inclui saber o que os motiva, bem como onde eles gostam de obter conteúdo.

Existem várias maneiras de entender que tipo de conteúdo e plataformas seu público prefere. Por exemplo, você pode usar o Google Analytics para analisar as origens de tráfego em seu site e realizar uma auditoria de conteúdo com a Ferramenta Content Audit da Semrush para verificar qual conteúdo seu está sendo mais compartilhado e quais páginas geram mais tráfego e backlinks.

Certifique-se de conversar com clientes potenciais e atuais, realize uma pesquisa de clientes e colabore com suas equipes que trabalham diretamente com o cliente (por exemplo, Customer Success) para ajudá-las a planejar seu conteúdo e decidir o que e quando deseja publicar.

Você também deve realizar um análise de conteúdo competitiva, que pode se tornar uma excelente fonte de informação (e inspiração) para o seu calendário de conteúdo.

Converse com os clientes, fale com a equipe de vendas, a equipe de produtos, a equipe de suporte – e faça isso regularmente.

— Alyssa Greenfield, consultora de conteúdo B2B e fundadora da Owl Street Content

Alyssa Greenfield, consultora de conteúdo B2B e fundadora da Owl Street Content

Pode ser mais fácil e rápido preencher um calendário de conteúdo com temas por conta própria, mas reservar tempo para essas conversas gerará um calendário repleto de temas sobre os quais os clientes em potencial e os clientes realmente desejam aprender.

— Alyssa Greenfield, consultora de conteúdo B2B e fundadora da Owl Street Content

Tarefa:

  • Revise suas atuais buyer personas e destaque seus objetivos, desafios, motivos para comprar e qualquer outra informação importante. Se você não tem buyer personas, agora é a hora de começar a criá-las.

  • Analise seus concorrentes para ter uma ideia melhor do que é tendência entre seu público.

  • Isso ajudará você a filtrar o conteúdo do seu calendário por diferentes personas.

Etapa 2: estabeleça suas metas de conteúdo de longo e curto prazo

Saber o que você deseja obter do conteúdo do seu calendário é a chave para tornar a sua estratégia eficaz. Embora cada empresa seja diferente, alguns objetivos comuns incluem:

  • Gerar tráfego orgânico

  • Testar novos públicos

  • Aumentar o reconhecimento da marca

  • Gerar leads e conversões

Você pode começar construindo uma matriz de metas de marketing de conteúdo.

matriz de metas de marketing de conteúdo

É sempre uma boa ideia adicionar métricas mais específicas aos seus objetivos. Baixe este Modelo de mapeamento de conteúdo gratuito para acessar uma versão editável da matriz de métricas de conteúdo:

matriz completa de métricas de conteúdo

Tarefa:

  • Crie uma lista de suas metas de marketing de conteúdo primárias e secundárias.

  • Você a usará posteriormente para atribuir metas e métricas a cada conteúdo e acompanhar seu desempenho.

Etapa 3: alocar recursos e estabelecer um cronograma

Antes de começar a planejar a produção de conteúdo, você precisa avaliar os recursos disponíveis. Então, com base em seus recursos disponíveis e suas metas de marketing de conteúdo, estime a quantidade de conteúdo que gostaria (e seria capaz) de produzir e levar até o fim.

Você deve levar em consideração itens como redação, design (tanto interno quanto terceirizado), pesquisa, promoção etc. Por exemplo, se você tem a meta de atrair pelo menos 10 mil visitantes do site por mês com seu conteúdo e pelo menos 300 leads, como as peças de conteúdo devem ser produzidas com seu orçamento de marketing de conteúdo atual? Quanto custaria cada peça de conteúdo?

Um calendário eficaz ajudará você a entender melhor os recursos que estão sendo atribuídos. Isso é especialmente útil quando você precisa responder a situações de mudança de maneira ágil. Por exemplo, quando surgem notícias relevantes que oferecem uma oportunidade para um artigo factual, você precisará gerar uma resposta rápida. Se você puder ver no que as pessoas estão trabalhando, poderá repriorizar a produção e iniciar o novo projeto.

Tamara Ceman, da Practical Marketer, recomenda planejar a longo prazo, mantendo-se livre e flexível para o futuro imediato:

Planeje a longo prazo, mas deixe espaço para agilidade e peças imediatas. Os mercados estão mudando mais do que nunca e, se o seu calendário de conteúdo estiver muito apertado, você terá dificuldades para se ajustar às mudanças na demanda.

— Tamara Ceman, da Practical Marketer

A solução para isso, explica Ceman, é construir seu modelo de calendário de conteúdo com projetos para longo prazo, mantendo espaços vazios livres no curto prazo. De acordo com a Regra de 80% da Flying Hippo, seu calendário de conteúdo deve consistir em 80% de conteúdo perene e 20% de conteúdo factual.

Programando conteúdo

Claro, tudo isso está vinculado ao agendamento de conteúdo. Andy Crestodina, diretor de marketing e cofundador da Orbit Media Inc., afirma que você precisa levar em consideração a duração do seu ciclo de vendas, bem como o intervalo de compra e as metas, ao considerar a cadência desejada do seu calendário de conteúdo.

No entanto, talvez o mais importante seja priorizar a consistência em vez da frequência:

Não escrever artigos com frequência não é uma coisa ruim; "blogar" aleatoriamente é que é terrível. O maior erro é se comprometer com uma frequência específica e não cumprir sua promessa ao seu público.

— Andy Crestodina, diretora de marketing e cofundadora da Orbit Media Inc.

Tarefa:

  • Revise seu atual orçamento de marketing de conteúdo e suas metas.
  • Determine de onde seu conteúdo será originado e quais recursos serão necessários. Por exemplo, quem são seus redatores e quem ajudará no design?
  • Estime o tempo e os recursos necessários para cada tipo de conteúdo/peça.
  • Com sua equipe, decida quantas peças de conteúdo você precisa produzir por mês para atingir suas metas. Você também deve considerar a frequência de postagem que será ideal para seus ciclos de produção e para seus clientes.

Etapa 4: liste suas ideias, categorize-as e crie tópicos de conteúdo

Como já mencionamos, as ideias de conteúdo podem vir de muitas partes diferentes da organização – não apenas do departamento de marketing.

  • Converse com suas equipes de vendas, atendimento ao cliente e produto para descobrir perguntas, dúvidas ou desafios comuns dos clientes.
  • Volte-se para sua pesquisa de clientes e buyer personas para analisar os temas importantes nos quais eles estão interessados.
  • Analise fóruns e publicações do setor.
  • Use ferramentas como Pesquisa Orgânica e Keyword Gap para analisar seus concorrentes e encontrar palavras-chave específicas para as quais eles já estão ranqueados.

Em seguida, converta esses insights em tópicos de conteúdo em seu calendário.

Para expandir sua lista de temas, use a ferramenta Topic Research: basta inserir seu tema inicial e obter uma lista de temas, subtemas e perguntas relacionadas ao seu tema principal.

pesquisa de tópicos para o seu calendário de conteúdo

Estudo de caso: Encontrando tópicos de alto desempenho

A agência Barbauld usou a Topic Research para gerar ideias de conteúdo que ajudaram seu cliente a aumentar o tráfego orgânico em 133%. Por exemplo, eles usaram a ferramenta para encontrar uma ideia para uma dos artigos mais bem-sucedidos do blog – um guia para colocar corretamente os remendos e alfinetes de jaqueta, que agora ocupa o primeiro lugar nas pesquisas. Para encontrar a ideia para o artigo, eles digitaram a palavra-chave “chenille patches (remendos de tecido)” e detalharam as perguntas relacionadas.

estudo de caso: agência

Executando a pesquisa de palavras-chave e criando grupos de tópicos

Você tem todas as listas de temas e tópicos em potencial prontas? Use o segundo calendário em nosso modelo gratuito, que inclui todas as etapas principais para realizar pesquisas de palavras-chave e criar listas de palavras-chave organizadas em hubs de conteúdo.

1. Comece criando uma lista genérica de palavras-chave com base em sua pesquisa anterior: coloque tudo o que você coletou até agora em um só lugar.

lista genérica de palavras-chave

2. Divida-os em palavras-chave transacionais e informativas e mova cada grupo para uma guia separada.

Dica profissional: use o novo recurso no Keyword Magic Tool que mostra automaticamente a intenção de cada uma de suas palavras-chave.

recurso no Keyword Magic Tool – intenção de palavras-chave

3. Priorize suas palavras-chave pelo volume de pesquisa e dificuldade da palavra-chave, deixando de fora as palavras-chave que não parecem promissoras.

Por exemplo, você pode querer remover uma palavra-chave se o volume de pesquisa parecer muito baixo ou a dificuldade da palavra-chave for muito alta.

Você pode classificar seus dados por volume de pesquisa e adicionar um filtro para excluir palavras-chave com um KD% maior que um determinado número. Você também pode filtrar algumas dessas palavras-chave diretamente na Keyword Magic Tool.

4. Categorize suas palavras-chave informativas: cada categoria pode corresponder a um hub de conteúdo (cluster) que você criará.

Por exemplo, a palavra-chave 'como planejar o marketing de conteúdo' pode fazer parte do cluster 'estratégia de marketing de conteúdo', enquanto um 'marketing de conteúdo a moeda do século xxi' pode fazer parte do cluster 'livro de marketing de conteúdo').

lista com categorização de palavras-chave informativas

5. Decida quais palavras-chave adicionar ao seu calendário e transforme-as em títulos de conteúdo.

Existem várias maneiras de priorizar temas e palavras-chave. Por exemplo, você pode querer se concentrar em construir seus hubs de conteúdo um por um, criando páginas de cluster e páginas pilares para cada um deles. Ou você pode começar a planejar vários clusters simultaneamente. Você também pode alinhar seu calendário de conteúdo com as próximas campanhas e lançamentos de produtos.

Dica profissional: lembre-se de que, além de realizar a análise de palavras-chave, é importante envolver os especialistas no assunto (SMEs) no planejamento de conteúdo para garantir que você esteja indo na direção certa.

Como gerente de marketing digital atuando no ambiente de serviços profissionais, devo usar ferramentas de planejamento de palavras-chave para gerar ideias de conteúdo.

— Moshiur Rahman, gerente de marketing e análise digital do escritório de advocacia canadense Miller Thomson LLP

Moshiur Rahman, gerente de marketing e análise digital do escritório de advocacia canadense Miller Thomson LLP

No entanto, é igualmente importante contar com a experiência do especialista no assunto para obter mais granularidade ou amplitude com cada tema.

— Moshiur Rahman, gerente de marketing e análise digital do escritório de advocacia canadense Miller Thomson LLP

Tarefa:

  • Com sua equipe, mapeie mentalmente os tópicos de conteúdo nos quais você deseja se concentrar. Em breve, você os transformará em títulos e formatos específicos.
  • Faça uma pesquisa de palavras-chave e crie uma lista de palavras-chave divididas em grupos temáticos.
  • Adicione outras ideias. Nem toda ideia de conteúdo em seu calendário virá da pesquisa de palavras-chave. Muito provavelmente, o calendário real terá uma combinação de ideias de conteúdo com base em suas conversas com Vendas (por exemplo, ideias de webinars), em pesquisa de palavras-chave (por exemplo, artigos de blog), tendências do setor (por exemplo, e-books) e assim por diante.

Etapa 5: escolha os formatos adequados ao seu público

Agora que você chegou a esse ponto, deve pensar em como seu calendário de conteúdo pode ajudá-lo a planejar os formatos que deseja usar. Os formatos podem incluir artigos de blog, postagens de mídia social e conteúdo em vídeo, dependendo dos tipos de conteúdo que seu público mais gosta de consumir. Pense nos formatos que seu público provavelmente prefere e como vários tópicos que você identificou se encaixariam nesses formatos em potencial.

Certifique-se de direcionar cada parte do conteúdo para leitores ou compradores específicos e também de mapear a jornada do comprador. As pessoas que você está segmentando e o que elas precisam o ajudarão a determinar de que forma você deve desenvolver seu conteúdo.

Ao falar com um público B2B, observe que as buyer personas geralmente são complexas e as decisões de compra são mais orientadas para o processo. Isso precisa ser refletido em seu calendário de conteúdo – e pode indicar que seu conteúdo é mais granular.

Myeisha Thompson, redatora e estrategista de conteúdo da MPower Content, no Arizona, recomenda reservar um tempo para conversar com pessoas do público B2B para garantir que seu conteúdo realmente chegue aonde deve.

É importante lembrar que você está falando com uma pessoa, um consumidor – não apenas uma empresa. Seu calendário de conteúdo deve deixar espaço para falar com os tomadores de decisão B2B em um nível mais pessoal para construir esse conhecimento, gosto e confiança tão importantes.

— Myeisha Thompson, redatora e estrategista de conteúdo da MPower Content, do Arizona

Para se aprofundar, confira nosso estudo sobre como construir um funil de marketing de conteúdo.

Tarefa:

  • Decida quais formatos de conteúdo funcionariam na sua situação. Por exemplo, se você for de uma empresa B2B, talvez queira realizar webinars e produzir whitepapers. Como alternativa, se você é de uma empresa de comércio eletrônico B2C, pode se concentrar em artigos de blog e stories do Instagram. Você pode usar uma combinação de ambos também!
  • Isso ajudará você a preencher o campo Formato de conteúdo em seu calendário.

Etapa 6: escolha quais canais promocionais usar e como redirecionar o conteúdo

Com o conteúdo pronto para publicação, você precisará escolher onde e quando deseja promovê-lo. Claro, isso pode ser feito em todas as suas redes sociais, mas você também pode querer compartilhá-lo por meio de sua newsletter, de influenciadores ou até mesmo de canais de busca pagos. Ter mais visitantes no início tende a significar mais compartilhamentos, backlinks e tráfego orgânico mais tarde.

Como parte de tirar o máximo proveito do seu conteúdo, você terá que redefini-lo e torná-lo nativo para cada uma das plataformas em que deseja publicá-lo. Como tal, você também precisará reservar um tempo para retrabalhar partes do conteúdo para torná-las mais adequadas para cada novo canal em que deseja colocá-las. Para aprender mais, conheça nosso guia de redirecionamento de conteúdo.

tabela com definição de título, cluster, estágio de funil, sugestões de adaptação e promoção para conteúdo

Tarefa:

  • Para cada conteúdo que você produz, deve decidir quais canais seriam mais eficazes para a promoção.
  • Isso ajudará você a preencher o campo Promoção em seu calendário.

Etapa 7: divulgue seu calendário para diferentes equipes

É importante divulgar sua agenda para diferentes equipes, diz David McCarthy, estrategista de marketing de conteúdo em Chicago. Ele recomenda socializar o calendário para garantir que sua equipe de conteúdo tenha acesso. Isso aproxima o lado criativo do seu negócio da fase de planejamento.

Isso pode ajudar a posicionar a equipe (de conteúdo) não como um "grupo de redatores e entusiastas da gramática", mas como uma parte essencial do mecanismo de geração de receita e pipeline da empresa.

— David McCarthy, estrategista de marketing de conteúdo em Chicago

Manter o controle de sua produção por meio de seu calendário de conteúdo também pode ajudá-lo a encontrar gargalos e solucionar problemas semelhantes para identificar obstáculos no processo de produção.

Moshiur Rahman concorda. Ele afirma que se deve compartilhar o calendário com toda a sua empresa, com as equipes de marketing, vendas e produtos, e mantê-lo o mais simples possível.

Colaboração e simplicidade são os dois aspectos mais importantes para ter um calendário de conteúdo de sucesso. É essencial manter as coisas gerenciáveis, tornando o processo simples para todos. O objetivo é fornecer uma ferramenta para que todos coletem insights de conteúdo e apliquem esses insights para criar um conteúdo engajador.

— Moshiur Rahman, gerente de marketing e análise digital do escritório de advocacia canadense Miller Thomson LLP

Em última análise, isso criará sinergias e permitirá que eles reutilizem um conteúdo criado com dedicação. Também dará acesso aos departamentos de vendas e produtos e ajudará a alinhar seu plano com o da empresa como um todo.

Tarefa:

  • Decida quais membros da equipe ou departamentos precisam se envolver.

  • Compartilhe seus calendários com eles, explicando exatamente o que é e por que você gostaria de sua contribuição e colaboração.

Etapa 8: use seu modelo de calendário de conteúdo para medir a produtividade

Ao criar seu modelo de calendário de conteúdo, você pode incluir colunas que permitem registrar problemas no ciclo de produção. Existem sinais de alerta que podem indicar onde os atrasos não são incidentes pontuais, mas, sim, problemas recorrentes.

Comece usando o calendário de conteúdo para registrar o tempo médio necessário para criar um conteúdo. Quando ocorrerem atrasos e prazos forem perdidos, você deve registrar em que tipo o conteúdo se encaixa e qual colaborador entregou o trabalho com atraso.

Dessa forma, você pode começar a identificar onde os problemas estão acontecendo regularmente, antes de trabalhar para corrigi-los.

Ao mesmo tempo, você também pode usar seu calendário para acompanhar o desempenho do conteúdo. Por exemplo, você pode adicionar os KPIs (métricas) para cada parte do conteúdo no calendário e verificar se teve um bom desempenho posteriormente.

tabela com KPIs e resultados para acompanhar o desempenho do conteúdo

Tarefa:

  • Preencha a coluna KPI em seu calendário de conteúdo com métricas para cada parte do conteúdo. Por exemplo, pode ser classificação, tráfego, compartilhamentos ou leads.
  • Vá para a guia de resultados no modelo para medir seu sucesso ao longo do tempo e ver quais tópicos, formatos e canais apresentam melhor desempenho.
  • Analise se o conteúdo é produzido no prazo e com custo planejado, e se algo precisa ser ajustado no ciclo de produção do conteúdo.

Aproveitando ao máximo seu calendário de conteúdo

img-semblog

Certifique-se de que seu calendário de conteúdo tenha espaço livre que traga agilidade, flexibilidade e permita abordar notícias e eventos virais para promover a agenda do seu marketing de conteúdo.

Depois de publicar conteúdo regularmente, certifique-se de monitorar seu desempenho depois que ele for lançado. Ferramentas como o Semrush ImpactHero usam inteligência artificial para fornecer dados sobre o desempenho do seu conteúdo.

Munido com esse conhecimento, você pode abrir mais espaço em sua agenda para o que funciona, eliminando o que não funciona.

Você também pode usar ferramentas para elevar seu planejamento de conteúdo a um outro nível. Um exemplo é o Calendário de Marketing da Semrush, que oferece às suas equipes um espaço de trabalho mais interativo do que o fornecido por um documento.

Veja algumas ideias de especialistas para ajudar você a aproveitar ao máximo seu modelo de calendário de conteúdo:

Encontre tempo para testar

McCarthy, de Chicago, recomenda reservar um tempo a cada mês em seu modelo de calendário de conteúdo para que você tenha espaço para testar coisas novas.

Também tenho sucesso com o planejamento e a criação de um calendário quando reservo espaço para experimentação. As preferências e algoritmos do público, sempre em mudança, exigem inovação constante. Reservar, digamos, 10% do mês para testar novos tipos de conteúdo permite essa evolução, que é essencial no mundo digital.

— David McCarthy, estrategista de marketing de conteúdo em Chicago

Mantenha suas ideias registradas

Além disso, mantenha possíveis ideias em um documento que você possa consultar posteriormente quando for a hora de atualizar seu calendário de conteúdo ou estabelecer um novo modelo de calendário de conteúdo.

Ching Chieh Li, especialista em marketing da Useme, com sede na Polônia, diz que é melhor manter essas ideias em um local de fácil acesso.

Tenha um local central para reunir todas as ideias. Deixo notas, ideias, artigos relacionados ao setor e dados em um só lugar. Então, acesso quando estou prestes a desenvolver o calendário de conteúdo.

— Ching Chieh Li, especialista em marketing da Useme, com sede na Polônia

Um modelo de calendário de conteúdo ágil

Voilà! Munido dessas informações, você está preparado para criar um modelo de calendário de conteúdo que será sempre útil. Boa sorte ao usá-lo e veja que tipo de modelo de calendário de conteúdo você pode criar para o próximo ano.

Share
Author Photo
Trabalho como Marketing Manager Lead da Semrush no Brasil e sou responsável pelas ações de marketing que envolvem a marca em diferentes canais. Sou apaixonado por comunicação e por aprender cada vez mais sobre o universo do Marketing Digital.
More on this