Estudo State of Search 2023

Marcus Tober

Jun 20, 20235 min de leitura
State of Search 2023

Você já se perguntou o que fazer para acompanhar este cenário digital que está em constante mudança?

Os comportamentos dos usuários estão sempre em evolução e pode ser difícil se adaptar, especialmente sendo para marcas cujo sucesso depende do desempenho on-line.

Existem, no entanto, dois motivos para tranquilizar você: (1) você certamente não é a única pessoa nessa posição e (2) você acaba de encontrar o estudo definitivo sobre pesquisas.

Trazemos o State of Search, nossa análise anual sobre as atualizações do Google, comportamentos de pesquisa e atividades de SEO — você pode ver o relatório completo no nosso infográfico State of Search 2023.
E mais, confira dados exclusivos para o mercado do Brasil sobre intenção de busca de número de domínios ranqueados.

O estudo aproveitou nossa gama de ferramentas e relatórios, incluindo dados do banco de dados do Semrush Sensor, análise de domínio e tráfego e muito mais, para ajudar você a otimizar sua estratégia de SEO e superar a concorrência.

Nossa análise aponta as principais tendências usando dados recentes e comparando o ano de 2022 a 2021 para descobrir as mudanças no comportamento de pesquisa dos usuários, no desempenho de cada setor e nas SERPs.

Vamos repassar nossas principais descobertas antes de apresentar o infográfico completo. Acompanhe!

Youtube video thumbnail

Quais são as tendências de tráfego para este ano?

Calculamos a tendência de tráfego total em 2022 com base nos primeiros 100 mil domínios nos EUA nas ferramentas Semrush.Trends (dados de clickstream).

Em média, esses sites receberam cerca de 140 bilhões de visitas por mês e, considerando a crise que aconteceu no ano passado, a tendência do tráfego pareceu acompanhar a economia. Houve uma leve queda em meados de 2022 e uma recuperação no final do ano. 

A tendência do tráfego de pesquisa dos mesmos domínios seguiu um padrão semelhante e representou cerca de 18% do tráfego total do ano.

Confira o infográfico do estudo State of Search 2023 para explorar os dados em mais detalhes, incluindo o tráfego de pesquisa de alguns dos maiores sites do mundo.

Quais foram as tendências dos principais setores em 2022?

Nós também analisamos as tendências do tráfego de pesquisa de alguns setores específicos para entender as mudanças que podem ter impactado diferentes marcas.

Aparentemente, alguns setores foram afetados mais diretamente por crises geopolíticas e econômicas ao longo do ano, incluindo Mídia, Varejo e Serviços e Tecnologia. Outros parecem ter sido mais impactados por mudanças sazonais na demanda. Porém, houve um setor em particular que despencou após um pico em julho — confira o infográfico.

A maioria dos setores registrou crescimento e recuperou seus níveis de tráfego de pesquisa on-line no final de 2022.

Abaixo, podemos ver as mudanças que ocorreram de dezembro de 2021 a dezembro de 2022 ano a ano por setor:

img-semblog
  • Os setores de Eletrônicos, Beleza, Mídia e Alimentos cresceram na comparação ano a ano.
  • Varejo, Educação on-line e Viagens encolheram em termos de tráfego, mas não significativamente.
  • Serviços e Tecnologia e Moda tiveram quedas mais significativas no tráfego em 2022.

O que aconteceu com as atualizações do Google e as tendências de volatilidade da SERP?

Houve dez atualizações confirmadas do Google no ano passado, um pouco menos do que em 2021, mas o estudo State of Search mostrou que a média anual parece estar aumentando desde 2017.

Nossa análise buscou estimar o efeito das atualizações do Google ao longo do tempo. Os dados mostram que o impacto dessas atualizações parece ter sido mais baixo em 2022 em comparação com outros anos.

Em termos de volatilidade, porém, esse impacto foi maior em 2022 do que em 2021, apesar de registros menores no Sensor Semrush a partir de julho. Isso pode ter acontecido devido à forma como o Google tem diversificado o lançamento dessas atualizações.

Todas as atualizações em 2022 tiveram menos impacto do que as de 2021, mas a última atualização principal, em março de 2023, teve um reflexo enorme. Isso contradiz a teoria de que o Google estaria adotando para uma atualização de algoritmo mais contínua.

Talvez a atualização de março de 2023 tenha sido mais significativa devido ao impacto que o ChatGPT gerou no Google…

img-semblog

Quais as mudanças na intenção de busca em 2022 em relação a 2021?

Nós queríamos estimar como os números e os volumes de pesquisa de palavras-chave mudaram de acordo com a intenção de busca em 2022. Para isso, nos baseamos no banco de dados de análise de domínio da Semrush, que rastreia continuamente 159 milhões de palavras-chave nos EUA (no desktop).

Nossa análise revelou uma tendência positiva para dois grupos de palavras-chave específicas, enquanto os outros dois seguiram na direção oposta. O Google mudou claramente o equilíbrio das SERPs e começou a desviar a atenção do usuário dos resultados meramente informativos — confira os dados no infográfico para saber mais.

img-semblog

Para o Brasil, percebemos a mesma tendência porém com uma relevância maior das buscas informacionais.

img-semblog

Como continuação do nosso estudo sobre Zero-Click Search de 2022, você pode ver como as CTRs mudaram nas SERPs do Google no relatório completo do State of Search deste ano.

Quantas pesquisas levaram a um clique no primeiro resultado? Qual foi o desempenho nos dispositivos móveis em comparação com o desktop? As mudanças do Google reduziram ainda mais os cliques ao apresentar mais resultados baseados em anúncios?

Você pode encontrar mais informações no estudo sobre CTR da Backlinko, que também foi atualizado com base nos mesmos dados.

Quais foram as tendências para sites em 2022?

O ano passado realmente marcou uma tendência de queda de três anos no número de domínios classificados, de acordo com os dados do estudo State of Search.

Isso pode ter acontecido, em parte, devido a alguns dos problemas de indexação que o Google enfrentou no ano passado ou à probabilidade de o buscador estar melhor do que nunca no combate ao spam e na remoção de domínios irrelevantes do seu índice.

Também temos que considerar a possibilidade de que domínios criados no início da pandemia tenham sido abandonados, enquanto marcas com mais autoridade cresceram e se classificaram para mais palavras-chave com menos páginas.

Aqui, a importância de ter uma estratégia digital robusta com conteúdo de alta qualidade fica clara, colocando as empresas sob maior pressão para investir em SEO e em marketing de conteúdo. Isso pode colocar negócios menores em risco, uma vez que eles não conseguem competir com os orçamentos de marcas maiores.

Mas nem tudo foram más notícias para essas empresas. Encontramos uma quantidade significativa de novos sites aparecendo nos resultados de pesquisa do Google em 2022 — 28% mais domínios apareceram mais bem classificados do que os que já havíamos rastreado no nosso banco de dados. Esse percentual foi menor em 2022 do que em 2021, mas ainda assim maior do que em 2020:

img-semblog

O mesmo percebemos para o Brasil, menor número de domínios classificados. Veja o comparativo entre vários países.

img-semblog

O que você achou do State of Search 2023?

Nossas descobertas no estudo State of Search 2023 mostraram que o ano passado foi desafiador em termos de tráfego on-line. Embora tenha havido variações claras, quase todos os setores parecem ter sido afetados por mudanças nas SERPs e na forma como o Google classifica os sites.

Veja mais detalhes sobre os dados e comente o que você achou sobre o desempenho dos dispositivos móveis em relação ao desktop e o que as atualizações recentes do Google podem indicar. Os setores que mais perderam em 2022 conseguirão reagir em 2023? O Google continuará mantendo segredo sobre a frequência de suas atualizações? Esperamos seu comentário!

1500.png
Compartilhar
Encontre palavras-chave em segundos

Acelere seus resultados de SEO com poderosas pesquisas de palavras-chave

Pesquisa de palavras-chave grátis

Author Photo
Expert in Search and SEO since 2000. In 2005 he founded Searchmetrics, an SEO software company in Berlin and led the company till 2019. In 2016 he became European Search Personality of the year. In January 2022 he joined Semrush to build new solutions that change how large companies experience and do SEO by removing dependencies and friction between SEO, product, engineering and marketing.
Mais sobre isso