50 Fatos Para uma Estratégia de Publicidade Paga em 2019

Kseniia Ivakhova

May 24, 20197 min read
50 Fatos Para uma Estratégia de Publicidade Paga em 2019

A publicidade paga se tornou um dos canais mais importantes nos últimos dois anos.  As pessoas estão cada vez mais interessadas em investir em publicidade e, com do Instagram Shopping e dos YouTubes Ads, parece que o mundo da publicidade está se voltando para as mídias sociais.

Como todo elemento do desenvolvimento digital, o marketing de publicidade paga requer uma abordagem estratégica baseada no estudo aprofundado das tendências.

Para ajudá-lo a desenvolver uma estratégia de publicidade paga de sucesso, compilamos 50 fatos estatísticos mais interessantes e úteis para especialistas em PPC e Paid Social.

Dê vida ao seu PPC

Com kit de Publicidade da SEMrush

ADS illustration

Publicidade online

  1. 2/3 dos consumidores podem se lembrar de uma marca específica que viram anunciada no celular na última semana (Fonte)
  2. 91% das pessoas dizem que os anúncios são mais intrusivos hoje do que há dois anos (Fonte)
  3. 81% dos consumidores fecharam um navegador ou uma página por causa de um anúncio pop-up (Fonte)
  4. Apenas cerca de 4% dos visitantes convertem antes de sair de um website - sem o remarketing de PPC, você perderia 96% dos visitantes para sempre (Fonte)
  5. 46% dos usuários da Internet não conseguem perceber a diferença entre os anúncios pagos e os links orgánicos nas páginas de resultados de pesquisas (Fonte)
  6. Os principais mecanismos de pesquisa de anúncios pagos são (em ordem de importância) Google, Yahoo e Bing (Fonte)
  7. Google Ads e Facebook PPC Ads são os dois maiores anunciantes da Internet. O Google atualmente detém 37,2% do mercado de publicidade digital, enquanto o Facebook detém 19,6% (Fonte)
  8. Os canais de PPC mais eficazes em 2017-18 foram: anúncios de texto, remarketing, dispositivos móveis, social media, Google shopping e rede display (Fonte)
  9. Espera-se que nos próximos anos o Google Ads e o Facebook devem dominar a arena dos gastos digitais. Outras plataformas, incluindo Instagram, Linkedin e Pinterest, permanecerão relativamente mais fáceis de obter resultados desejados em termos de gastos para expandir sua presença on-line (Fonte)

  10. 87% das empresas de blockchain entrevistadas nos últimos anos acreditam que os anúncios de texto são os mais eficazes para atingir os clientes potenciais (Fonte)
  11. As estatísticas de PPC são mais fáceis de medir do que as estatísticas de SEO, tornando mais fácil para os profissionais de marketing rastrear o ROI e gerenciar orçamentos (Fonte
  12. 70% dos consumidores preferem aprender sobre produtos por meio de conteúdo, у não por anúncios tradicionais.(Fonte
  13. O comércio foi o setor que mais movimentou a compra de mídia em 2018, com alta de 15% em relação a 2017 (Fonte)
  14. 30% dos profissionais de marketing acreditam que as táticas de Outbound marketing são sobrevalorizado (Fonte)
  15. As estatísticas de pagamento por clique (PPC) mostram que os resultados do Google AdWords recebem 65% dos cliques, enquanto os resultados orgânicos recebem apenas 35% (Fonte)
  16. 66% das palavras-chave focadas no cliente são cliques pagos (Fonte)
  17. O Google informa que os anúncios da Rede de Pesquisa podem aumentar o reconhecimento da marca em até 80%, tornando os consumidores mais propensos a lembrar sua marca e interagir (Fonte)
  18. Ao analisar dados de anunciantes que trabalham com anúncios da Rede Display e anúncios da Rede Display Responsivos, o Google observou 50% mais conversões com um custo por aquisição (CPA) semelhante ao usar anúncios gráficos responsivos e anúncios gráficos em comparação com o uso só de anúncios gráficos (Fonte)
  19. Mais de 70% dos anunciantes estão usando os lances automatizados (Fonte)
  20. Em média, os anúncios gráficos responsivos com vários títulos, descrições e imagens geram 10% mais conversões com o mesmo CPA em comparação a um anúncio com um único conjunto de recursos.(Fonte)
  21. Os anúncios de 300x250 (ou"retângulo médio") são o tipo de anúncio mais popular entre os anunciantes no nicho do Shopping, deixando os outros formatos atrás (Fonte)

Publicidade em video

  1. Se o vídeo e o texto estiverem disponíveis na mesma página, 72% das pessoas assistirão ao vídeo para saber mais sobre um produto ou serviço, em vez de ler o texto (Fonte)
  2. No 2019 o Facebook passará a exibir os Ad Breaks, pequenos intervalos que aparecem junto aos vídeos e ajudam a monetizar páginas. As páginas que participarem do programa receberão 55% do valor pago em cada comercial (Fonte)
  3. 81% dos consumidores desliga o som dos anúncios em vídeo (Fonte)
  4. Até 2021, a publicidade em vídeo crescerá para uma indústria de US $ 22 bilhões (Fonte)
  5. 51% das pessoas têm uma opinião pior sobre marcas que usam anúncios em vídeo de reprodução automática (Fonte)
    New Ebook

    0

Publicidade mobile

  1. 60% dos consumidores clicam em anúncios mobile pelo menos uma vez por semana (Fonte)
  2. 53% de cliques em anúncios vindo de mecanismos de pesquisa são provenientes de dispositivos móveis (Fonte)
  3. 70% das pessoas dizem que não gostam de anúncios mobile (Fonte)
  4. Os investimentos feitos em publicidade no ambiente digital deverão alcançar o montante de US$ 9,17 bilhões na América Latina em 2019. De acordo com a pesquisa, a expectativa é que, até o ano de 2023, sejam investidos US$ 82, 1 bilhões em publicidade digital na região. Desse valor, mais de US$ 5 bilhões deverão ser direcionados para a mídia mobile (Fonte)
  5. O multi-dispositivo mais preferido de anunciantes (22%) e publishers (23%) é mobile-android (Fonte

Google

  1. Google Ads sozinho alcança uma rede de mais de US$ 2 milhões em sites e aplicativos (Fonte)
  2. De todos os clientes do Google AdWords, cerca de 72% estão programados para canalizar mais dinheiro para seus orçamentos de publicidade de PPC nos próximos anos. Isso significa mais dinheiro para o Google e outros mecanismos de busca,e mais anúncios pagos no marketing moderno (Fonte)
  3. A frequência de compra das pessoas que visitam websites por meio de links de pagamento por clique(PPC) na página de resultados do Google é 0,5 vezes maior do que no caso dos visitantes que acessaram sua página por meio dos resultados orgânicos do Google (Fonte)
  4. 33.33% do público-alvo que visualizaram os anúncios dos principais editores da GDN de comércio eletrônico provavelmente também estão interessados no setor de beleza e fitness (Fonte

  5. Em 2018 o Google eliminou 2,3 bilhões de anúncios ruins, que descumpriam políticas recém-implantadas ou já existentes:
    ±207 mil anúncios de revendedores de ingressos
    >531 mil anúncios de serviços de fiança
    ±58,8 milhões de anúncios de phishing
    Somados, eles representam uma média de seis milhões de anúncios por dia. (Fonte)
  6. Mais de 60.000 empresas e organizações usaram plataformas como o Google Ads em 2018 no Brasil em 2018 para anunciar em sites na internet, ou pagaram para aparecer na própria página do buscado (Fonte)
  7. As ferramentas de busca e publicidade do Google ajudaram a movimentar R$ 41 bilhões no Brasil em 2018 e que mais de 60 mil empresas, incluindo publishers e ONGs, utilizaram soluções como Google Ads e Ad Sense (Fonte)
  8. O Google Meu Negócio cresceu 30% entre os brasileiros no ano 2018 (Fonte)

Descubra dados locais CPC

Com a ferramenta SEMrush CPC Map

ADS illustration

Publicidade no Brasil

  1. Top 10 dos CPC mais caros no Brasil (Fonte): 

  2. O Brasil continuará sendo, ao final de 2019, o maior mercado de anúncios mobile da América Latina, respondendo por 50,7% de toda a verba publicitária do segmento na região. Na sequência estará o México, com uma fatia de 17,7%, seguido da Argentina, com 4,2%. (Fonte)
  3. A estimativa é que, ao final de 2019, o Brasil responda por 53,7% de todo o valor investido em mídias digitais na América Latina.(Fonte)
  4.  De acordo com os dados da ferramenta Mídia Display da SEMrush do abril 2019 a palavra-chave “vestuário” foi 18 vezes mais promovida por anúncios de texto que dos outros tipos do anúncio (Fonte

  5. O CPC médio mais alto do Brasil é em São Paulo R$2.23 e o CPC médio mais baixo é em Roraima (Fonte)
  6. A palavra-chave mais cara para promoção no Brasil é do setor Marketing e Publicidade (R$14,9) e a mais barata é do setor Casa e Jardim (R$0,46) (Fonte)

  7. O investimento em publicidade no Brasil chegou a R$ 16,54 bilhões em 2018. A internet foi a que mais cresceu: havia ficado com 14,8% no ano anterior. Depois do digital, o único meio que ampliou sua participação foi a mídia exterior (de 7,7% para 8,4%) (Fonte)
  8. Cada empreendedor brasileiro ganha entre 5,75 e 12,50 reais em vendas para cada real investido no Google Ads (Fonte)
  9. O Brasil também está entre os cinco maiores mercados do Google em plataformas com mais de 1 bilhão de usuários, incluindo o buscador, o sistema operacional Android e o navegador Chrome (Fonte)
  10. A palavra-chave com a mais demanda no Brasil é do setor Banco-Online(12,137) e a com a menos demanda é do setor Marketing e Publicidade (1,439) (Fonte

  11. Os aplicativos movimentam mais de US$ 3 bilhões com publicidade por ano no Brasil que representa 70% de gastos na América Latina (Fonte)

Quais tendências de publicidade paga são mais importantes para você? Compartilhe sua opinião nos comentários! 

Inscreva-se para o Wébinar "Tendências 2019 de Publicidade Paga" que pode ajudar a construir a sua estratégia de Publicidade Paga. 

Subscribe to learn more about Publicidade Paga
By clicking “Subscribe” you agree to Semrush Privacy Policy and consent to Semrush using your contact data for newsletter purposes