Envie um artigo
Ir ao blog

Transformação digital e o Inbound Marketing: como será o futuro do marketing

46
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra o quão atrativa é uma postagem de blog. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura de usuários ativos, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.

Transformação digital e o Inbound Marketing: como será o futuro do marketing

Rock Content LTDA
Transformação digital e o Inbound Marketing: como será o futuro do marketing

Este texto poderia começar como diversos outros, utilizando do famoso clichê “a internet chegou e o mundo não é mais o mesmo”... Mas, se você está aqui, certamente já sabe disso e acredito que já esteja vivendo o impacto dessa realidade diretamente no seu negócio.

Existe, hoje, uma urgência para migrar seus esforços para o digital, uma vez que certamente seus clientes se encontram neste universo altamente conectado e realizam grande parte das interações com a sua empresa por este meio (ou pelo menos desejam poderem realizar).

O fato é que vivemos na era da transformação digital, com grande pressão vindo por todos os lados para nos adaptarmos a este cenário. Mas posso te fazer uma pergunta honesta?

Você sabe o que é transformação digital? Sabe como ela realmente impacta seu negócio e está pronto para encarar o desafio de realmente transformar sua empresa e colocá-la de vez no mundo do Marketing digital?

Então continue comigo para saber tudo sobre essa nova era e como inserir definitivamente sua empresa no contexto digital

O que é a transformação digital?

Em um conceito simples, a transformação digital é um processo que as empresas, por meio da tecnologia, utilizam para melhorar seu atendimento e as interações com os usuários, seja aumentando a velocidade de resposta, fornecendo atendimento personalizado ou entendendo melhor seu comportamento. Isso permite melhorar seu desempenho e branding, trabalhando melhor com seus clientes e funcionários.

Utilizando o vasto volume de dados e informações contidas neste universo digital, as empresas conseguem estabelecer um perfil melhor de cada um de seus clientes e/ou potenciais clientes. Isso proporciona uma experiência única com cada um deles e, consequentemente, um melhor relacionamento com a sua empresa.

Mas não se engane! Embora possa parecer simples, isso vai muito além de utilizar novas tecnologias, adaptar um setor da sua empresa ou criar uma nova solução online.

Na verdade, para que seja possível adaptar-se com sucesso à transformação digital é preciso mudar. Toda a estrutura da sua empresa precisa se adaptar à este novo cenário, com novas tecnologias, processos e, é claro, o mindset de seus funcionários.

Transformação digital não é algo para o futuro, mas para agora, saiba que diversas empresas de setores diversos (saúde, educação, bancos, agências são só alguns exemplo) já estão investindo e adaptando a esta nova necessidade.

Não é segredo para ninguém que nos últimos 2 anos produzimos mais informação no mundo do que todas a história da humanidade. Coincidentemente, o poder de processamento dos computadores e novas tecnologias também crescem na mesma proporção exponencial.

Junto com a tecnologia, o perfil dos seus consumidores também mudou e continuará a mudar, acelerados ainda mais pela era digital. Por isso, a sua empresa também tem que se adaptar e mudar rápido se quiser sobreviver.

Demos um breve panorama sobre a transformação digital, mas se você quiser saber ainda mais sobre esse assunto, confira este post completo sobre o tema.

Um pouco de contexto sobre o desenvolvimento tecnológico

Mais do que uma expressão bacana e que se encontra na boca dos principais executivos por aí, a transformação digital é consequência do inevitável progresso tecnológico. É o resultado de um processo histórico que se divide em três fases, tendo a transformação digital como sua última e atual etapa.

Veja como se deu a evolução em cada uma delas, resultando no mundo em que vivemos hoje:

Digitização

Antes do digital entrar em cena, o mundo era dominado pelas mídias analógicas. Isso significa que um sinal (seja áudio, vídeo ou qualquer outro) era convertido em uma outra forma, para depois ser interpretado por um aparelho, que reproduzia aquela mídia em um formato análogo ao original.

Para descomplicar, vamos pensar no rádio. Quando o locutor dizia algo, as ondas sonoras eram transformadas em ondas eletromagnéticas pelos aparelhos e então transmitidos para os aparelhos de rádio, que recebiam aquelas ondas e traduziam novamente em som.

Contudo, isso fui substituído quando conseguiram transformar estas informações em valores binários (ou bits) e armazená-los em dispositivos eletrônicos, o que facilitou muito a reprodução de áudios.

Digitalização

A digitalização se trata de um conceito mais abrangente, com a difusão da tecnologia e mudanças estruturais nas organizações devido a isso.

Dentro dela estão conceitos como Big Data, Internet das coisas, blockchain, criptomoedas, dentre outros.

Vale comentar que diversas pessoas cometem o engano de achar que a era da digitalização significa apenas usar mais tecnologia, quando na verdade trata-se de vê-la como um todo e o real impacto que ela pode causar.

Transformação digital

Depois de passar por todas as etapas anteriores, finalmente chegamos no momento em que estamos. Descrita como “o efeito total e geral da digitalização na sociedade”, a transformação digital é a mudança social e organizacional causada pela digitalização e tecnologia.

Ela é a consequência de tudo aquilo que ocorreu até hoje, alterando estruturas sociais, econômicas, políticas e culturais.

A transformação digital nas empresas

Como você viu, a transformação digital não se restringe apenas a um setor (e nem deve). Mas, para adentrar nesta era, é preciso seguir os três pilares no qual ela se baseia:

Experiência do cliente

Com o aumento da concorrência e difusão das informações, o poder de decisão está inteiramente na mão do consumidor. Portanto, se sua empresa deseja adquirir e fidelizar clientes, é essencial trazer a melhor experiência possível para seu cliente. Para isso é preciso:

  • Segmentar o público: Utilizando diversas ferramentas de análise, é possível segmentar seu público em diversos nichos e abordá-los de modo personalizado;

  • Monitoramento de redes sociais: As redes sociais mudaram a maneira como as pessoas se conectam às marcas e graças a elas é mais fácil manter uma comunicação de mão dupla e saber o que as pessoas estão dizendo sobre você;

  • Venda simplificada: Com tantas opções, ninguém mais quer gastar tempo para comprar. Por isso, sua empresa deve facilitar este processo antes que seu cliente mude de ideia;

  • Atendimento ao cliente: Certamente você já ouviu falar em SAC 2.0, suporte premium ou Sucesso do cliente. Essas estratégias vieram para ficar e garantir que seu cliente receba aquilo que espera e tenha suas necessidades supridas;

  • Convergência e identificação (omnichanel): Com os vários canais de comunicação existentes, sua empresa precisa ser capaz de identificar seu cliente em cada um deles e atendê-lo de forma coerente, com linguagem unificada e entendendo que, independente do canal, trata-se de uma só conversa.

Processos operacionais

Que a experiência do cliente melhora o seu relacionamento com o público é evidente. Contudo, a melhora de processos operacionais não só faz isso indiretamente, como também motiva e aumenta a produtividade dos colaboradores da sua empresa, o que melhora os processos e torna-os mais simples e eficientes.

Dessa forma, você tem uma equipe muito mais motivada e satisfeita, que certamente irá atender seus clientes da mesma maneira.

Para isso, é preciso seguir alguns pontos:

  • Comunicação ágil: Quanto mais rápida e transparente a comunicação entre todos da empresa, mais ágil serão os processos e menor a perda de tempo;

  • Integração de setores: Integrar setores garante a colaboração de diferentes áreas com um mesmo propósito, fazendo com que todos trabalhem em sintonia;

  • Transparência organizacional: Ser claro com seus colaboradores, explicando os motivos de cada decisão, faz com que seja muito mais fácil que eles sigam suas orientações;

  • Decisões baseadas em dados: Opiniões não tem vez se não estiverem pautadas por dados relevantes. Dados dizem o que tem mais chance de dar certo e o que precisa ser mantido ou alterado.

Modelo de negócios

Com tantas mudanças surgindo, não é surpresa que novos formatos de negócio focados no digital também apareçam, mudando a forma como as pessoas fazem negócios. Dentre as tendências estão:

  • Ampliação de produtos e serviços: Criar novos recursos digitais para ampliar a utilidade de um produto físico já existente;

  • Transição do físico para o digital: Migrar o comércio para o digital é uma realidade. Está aí os inúmeros e-commerces que não me deixam mentir;

  • Produtos digitais: Seja no modelo Saas, marketplace ou fintech, por exemplo, diversas empresas já nasceram com seu produto/serviço inteiramente no mundo digital;

  • Serviços compartilhados: Economia colaborativa e marketplaces já são realidade, seja para compra e venda, transporte urbano, aluguel de casas para viagem e assim por diante. Essas empresas conseguiram integrar com eficiência o digital e o físico.

Transformação digital no Marketing: o Inbound Marketing!

Na medida em que os meios digitais se popularizavam e as pessoas se tornavam cada vez mais adeptas à eles, foi preciso encontrar novas formas de dialogar com as pessoas utilizando a tecnologia. É aí que o Inbound se apresenta como uma estratégia valiosa nessa nova era.

Em definição, o Inbound Marketing (ou Marketing de atração, como é conhecido aqui no Brasil) é uma estratégia que visa atrair os usuários e conquistar o direito de se comunicar com eles diretamente. Dessa forma, a empresa consegue compartilhar conteúdos com seu público, guiando-o na jornada de compra.

Esses conteúdos podem ser elaborados em diversos formatos, como textos, vídeos, gifs e infográficos, além de mídias variadas, como email, chatbots redes sociais.

A personalização é um dos pilares da transformação digital, com a permissão do usuário e seu perfil construído no meio digital. Assim, as empresas conseguem utilizar do Inbound de maneira muito mais inteligente, distribuindo o conteúdo certo, no momento certo e no canal certo.

Além disso, com a tecnologia, foi possível automatizar essa conversa, escalando o diálogo entre cliente/empresa, mas mantendo a individualidade de cada conversa.

O inbound é uma das principais tendências de marketing. Entenda melhor sobre ele neste post.

Quais as tecnologias as empresas já utilizam para trabalhar o inbound?

Dentro do tema da transformação digital, algumas tecnologias já se destacam no mercado por causarem uma imensa disrupção nos mercados e empresas que atuam. Muito provavelmente você já ouviu falar em algum desses temas, mas vale ficar de olho nas oportunidades que eles podem trazer:

Big Data

Lembra que no início deste texto eu disse que nos últimos 2 anos produzimos mais informações do que em toda a história da humanidade? Cada interação nossa hoje, seja em redes sociais, no celular, em um e-commerce ou qualquer outra gera dados, que somados culminam em um grande montante de informações disponibilizadas a serem processadas pelas empresas.

Dessa forma, centralizar e organizar estas informações difundidas por aí para obter insights valiosos de negócio é fundamental para o trabalho de qualquer profissional de Marketing.

Automação

Se você trabalha com marketing digital certamente lida com uma base de contatos. Já imaginou enviar emails para cada um de seus contatos um a um? Inviável, não é mesmo?

A automação é utilizada justamente para otimizar processos e permitir o gerenciamento e relacionamento com os leads de forma escalável. Tarefas como disparo de emails, nutrição de leads, organização de contatos e gerenciamento de informações de marketing são completamente dependentes de ferramentas deste tipo.

Personalização

Segundo a Total Retail 2016, a maior pesquisa de varejo do mundo, mais de 50% dos consumidores hoje em dia deseja receber ofertas exclusivas em tempo real. Ou seja, receber algo que você deseja, que foi pensado e feito para você, é o desejo de muitas pessoas.

Com o big data e a automação, é possível estabelecer o perfil do consumidor e seu comportamento de forma individualizada, antecipando os fatores de influência para a compra.

A Netflix acertar o que você deseja assistir ou a Amazon sugerir algum produto que você queira são apenas duas das maneiras que isso acontece na prática.

Chatbots

Conversar com máquinas pode parecer algo futurista, mas a verdade é que já está acontecendo.

Os chatbots são robôs de atendimento previamente programados e otimizados para responder  perguntas e interagir com os clientes. Tem sido uma aposta de grandes empresas presentes em nosso dia a dia, como a Cortana do Windows, a Siri da Apple ou até o Google Talk.

Mas não ache que se limita a isso. Hoje até mesmo o Facebook Messenger disponibiliza uma forma de integração com chatbots para o atendimento mais ágil da sua empresa.

Machine Learning

O machine learning é, basicamente, a criação de algoritmos avançados que permitem que máquinas estabeleçam padrões de desenvolvimento e aprendizagem com alta velocidade de processamento, o que resulta em resultados mais rápidos e eficientes.

Agora você sabe tudo sobre a transformação digital, desde seu impacto social até as principais inovações e tecnologias que permitem que vivamos nessa era. Com isso você está preparado para implementar mudanças em sua empresa e em suas estratégias de marketing, colocando-a de vez no meio digital.

E qualquer outra tendência que encontrar, não deixe de comentar aí embaixo, para conversarmos um pouco sobre como usar estas tecnologias para causar um impacto real no marketing!

Rock Content  LTDA
Profissional

Faz ótimas perguntas e fornece respostas brilhantes.

Compartilhar esta postagem
or

Comentários

2000

Enviar feedback

Your feedback must contain at least 3 words (10 characters).

Só vamos utilizar este email para te enviar a resposta para o seu feedback. Política de Privacidade

Thank you for your feedback!

Sistema de classificação da comunidade

A classificação da comunidade SEMrush reflete o nível de reconhecimento profissional na nossa comunidade. Valorizamos as contribuições de qualidade, então os membros com melhor classificação receberão incentivos valiosos. Ao participar das discussões, fazer postagens, dar palestras em webinários e ser amigável e prestativo, certamente você vai chegar ao topo.

  • Novato
    Ou acabou de chegar, ou é muito tímido e fala pouco.
  • Entusiasta
    Às vezes participa das conversas.
  • Ajudante
    Membro experiente que sempre gosta de ajudar.
  • Mestre
    Membro veterano da comunidade.
  • Profissional
    Faz ótimas perguntas e fornece respostas brilhantes.
  • Especialista
    Fornece informações valiosas e acrescenta ideias profundas durante as conversas.
  • Guru
    Portador de sabedoria sobre marketing digital.
  • Astro
    Sabe tudo… bem, quase tudo.
  • Lenda
    Não é nada fácil chegar até aqui!