O que são palavras-chave LSI? Vale a pena usar palavras relacionadas no conteúdo?

Erich Casagrande

Jun 24, 20219 min read
O que são palavras-chave LSI

Palavras-chave LSI, que significam palavras-chave de Indexação Semântica Latente, geram controvérsia na comunidade de SEO. É fácil se confundir com o que elas são e se realmente ajudam o site a se posicionar mais alto no Google ou não. Não há como negar que há muitos equívocos sobre elas e o que dizem delas.

Queremos esclarecer essa confusão e ajudar a entender o que são palavras-chave LSI e se elas são importantes ou não. Neste guia, vamos explicar em detalhes as palavras-chave LSI, analisando especificamente:

  • O que são palavras-chave LSI?
  • O que é a indexação semântica latente?
  • Palavras-chave LSI x Google
  • Palavras-chave LSI na prática
  • Como encontrar palavras semanticamente relacionadas para o seu conteúdo

O que são palavras-chave LSI?

Palavras-chave LSI (Latent Semantic Indexing) são palavras que estão relacionadas a uma palavra-chave principal e são consideradas semanticamente relevantes. Se a palavra-chave principal da sua página for "cartões de crédito", as palavras-chave LSI seriam termos como "dinheiro”, “pontuação de crédito”, “limite de crédito" ou “taxa de juros”.

Esses não são sinônimos. São palavras com relação muito próxima que ajudam a definir o assunto de uma página. Na Semrush, nos referimos a elas como “palavras semanticamente relacionadas" e, se você quiser que suas páginas se posicionem nas SERPs, não pode ignorar a importância de incluí-las no seu conteúdo.

O Google foi além da indexação de uma página com base em palavras-chave únicas (que é o que costumava acontecer). Seus algoritmos usam palavras-chave com relação próxima para dar contexto ao conteúdo, especialmente quando há ambiguidade. 

Antes, o Google procurava referências de uma palavra-chave em uma página para determinar a relevância para a consulta. Voltando ao nosso exemplo acima, se a página é sobre cartões de crédito, então essa palavra-chave seria usada para determinar a relevância. 

No entanto, essa não era uma maneira precisa de determinar a relevância de uma página e levou ao uso excessivo de palavras-chave e à obsessão sobre a densidade da palavra-chave. Tudo isso motivou a evolução do mecanismo de pesquisa a entender como as palavras semanticamente relacionadas ajudam a definir um assunto melhor do que o número de vezes que uma palavra-chave é mencionada. 

Em 2021, não há como escapar do fato de que você precisa fazer a otimização pensando no assunto, não apenas nas palavras-chave únicas, algo que ficou evidente ao analisar as consultas de pesquisa para as quais uma página com melhor desempenho se posiciona.

Para ver a prova disso, basta conferir a página abaixo, que se posiciona com 4,8 mil palavras-chave diferentes:

Exemplo de página com muitas palavras-chave

Então, por que o debate em torno das palavras-chave LSI?

Tudo se resume ao fato de que, em várias ocasiões, o Google confirmou que elas não existem. Além disso, já postamos sobre esse assunto em detalhes, e ele também é um mito.

Mas não vamos sair do contexto. Usar palavras-chave relacionadas no conteúdo é importante, e fazer isso como parte do lançamento de uma página que cubra de forma abrangente um assunto é essencial para o sucesso. A questão é que chamar essas palavras-chave de LSI não é muito correto, e sim seu conceito.

E mesmo que as palavras-chave LSI não existam de verdade, entender a Indexação Semântica Latente com certeza pode ajudar a criar um conteúdo melhor que se posicione bem nas SERPs.

O que é a indexação semântica latente?

Também conhecida como Análise Semântica Latente, a LSI é uma técnica de Processamento de Linguagem Natural (PNL) desenvolvida na década de 1980 para identificar a relação contextual entre as palavras.

Resumindo, a Indexação Semântica Latente “encontra a relação oculta (latente) entre palavras (semântica) para melhorar a compreensão da informação (indexação).”

Entender o conteúdo de uma página pode ajudar a determinar o assunto com base na maneira como a língua é usada. 

Em teoria, faz sentido que o Google possa usar essa técnica para entender sinônimos e que usá-los em um conteúdo ajudaria o mecanismo de pesquisa a entender melhor o assunto.

A controvérsia que envolve o uso do termo “palavras-chave LSI” não se trata tanto da importância de produzir conteúdo que fale sobre as coisas que você esperaria ver em uma página sobre um determinado tópico, mas sim que não há evidências de que o Google use Indexação Semântica Latente para esse fim.

Hoje em dia, LSI é considerada uma tecnologia antiga e foi desenvolvida para conjuntos de documentos menores, não para toda a web.

Dito isso, a semântica é fundamental para que os mecanismos de busca entendam o conteúdo de uma página. Não há como negar que escrever sobre um assunto em detalhes envolve o uso de palavras e sinônimos semanticamente relacionados.

Encontre palavras-chave semanticamente relacionadas

com a SEO Content Template

ADS illustration

Palavras-chave LSI x Google

Como já mencionamos, o Google confirmou que as palavras-chave LSI não existem, e outros membros da comunidade de SEO também dizem isso.

john mueller lsi keywords

Para entender este comentário com mais detalhes, vamos conferir este post de Bill Slawski sobre se o Google usa ou não LSI. 

A partir da análise de Bill sobre o tema, como descrito acima, podemos entender que LSI é uma tecnologia antiga (que, na verdade, é usada desde antes da web), mas é mencionada no contexto de SEO com frequência devido à forma como o Google entende sinônimos e palavras semanticamente relacionadas.

Na verdade, se analisarmos a patente de LSI original, podemos ver que:

Como o uso de palavras humanas é caracterizado por sinonímia e polissemia extensas, esquemas simples de correspondência de termos têm sérias falhas. Materiais relevantes serão perdidos porque pessoas diferentes descrevem o mesmo tópico usando palavras diferentes e, como a mesma palavra pode ter significados diferentes, o material irrelevante será recuperado.

Correspondência de termos direta não é uma maneira eficaz de indexar conteúdo na web.

Mas, só porque o Google procura entendê-los ao indexar uma página da web, isso não significa que a Indexação Semântica Latente seja a tecnologia usada. Não mesmo, e outras evidências que Bill compartilha incluem artigos do Google sobre modelos de tópicos semânticos que não fazem referência à LSI. 

No entanto, só porque não há evidências de que o Google use Indexação Semântica Latente como tecnologia para entender a relação entre palavras e descobrir o assunto de uma página, isso não significa que não faça de outra maneira. Podemos ter certeza de que o conteúdo que está na parte superior das SERPs geralmente cobre um tópico em detalhes suficientes e demonstra autoridade e especialização. 

Seja “palavras-chave LSI” o nome certo ou não, é claro que você precisa considerar cuidadosamente as palavras que usa para ajudar o Google a entender o assunto do seu conteúdo.

Palavras-chave LSI na prática

Agora que analisamos com um pouco mais de detalhes o que são palavras-chave LSI, vamos ver o que elas são na prática e o que significam ao criar e otimizar conteúdo.

Palavras-chave LSI não são sinônimos

É importante entender que as palavras-chave LSI NÃO são sinônimos.

Um sinônimo é uma palavra que significa o mesmo que outra e que pode ser usada em seu lugar. Mas, por conta própria, alguns sinônimos carecem de contexto. 

Um exemplo de sinônimo sem contexto é a palavra “verão”. Ela pode significar a estação (verão) ou o verbo “ver” no futuro. Totalmente sozinha, é difícil inferir o contexto em que uma palavra é usada.

Mas acrescentar palavras semanticamente relacionadas ao conteúdo de uma página dá o sentido a ela. 

A palavra "verão" usada no contexto de estação faz sentido quando outras palavras na página incluem coisas como praia, sol, clima. Elas não são sinônimos, mas palavras relacionadas que inferem o significado. Em muitos casos, palavras relacionadas podem ajudar a definir um tópico sem sequer mencioná-lo. 

Fale sobre álcool em um conteúdo sobre carros, quilômetros, estradas e, novamente, não há confusão sobre o tema ou o significado da palavra.

Do ponto de vista de SEO, isso significa que os mecanismos de pesquisa desenvolvem a compreensão das palavras que esperam encontrar em uma página que fala sobre um tópico específico, e de onde vem a importância de usá-las no seu conteúdo.

Por exemplo, como você espera que o Google posicione seu conteúdo como a página mais relevante da web para uma consulta se não mencionar as coisas que as outras páginas mencionam? É necessário usar palavras semanticamente relacionadas no conteúdo para demonstrar relevância, e, resumindo, esse é o objetivo de usar o que chamamos de palavras-chave LSI. 

Como encontrar palavras semanticamente relacionadas para o seu conteúdo

Dessa forma, como encontrar palavras semanticamente relacionadas para usar no conteúdo? Confira aqui cinco abordagens que você pode usar quando realizar pesquisas de palavras-chave para encontrar maneiras de garantir que está falando as coisas certas e que pode incluir as palavras que é esperado encontrar no conteúdo sobre o assunto:

  • Analise as pesquisas relacionadas no Google
  • Analise o Google AutocompleteN
  • Analise os resultados de “As pessoas também perguntam”
  • Use a Keyword Magic Tool da Semrush
  • Use a ferramenta SEO Content Template da Semrush

Analise as pesquisas relacionadas no Google

Acesse o Google e faça uma pesquisa com a palavra-chave principal da sua página. Mantendo o nosso exemplo anterior, vamos usar "cartões de crédito" novamente.

Role para baixo até a parte inferior das SERPs, e a seção "Pesquisas relacionadas a cartões de crédito" será exibida.

Exemplo de buscas relacionadas no Google

Se fizermos o mesmo com “capa para iPhone”, temos:

capa para iphone relacionadas buscas

Use esses assuntos e palavras-chave como inspiração para outros assuntos a serem incluídos no seu conteúdo. Claro, use o bom senso e escolha o que faz sentido incluir.

Elas também podem despertar outras ideias sobre o que mencionar em uma página.

Analise o Google Autocomplete

O preenchimento automático do Google é outra ótima maneira de encontrar palavras-chave relacionadas para usar no conteúdo, e leva apenas alguns segundos.

Acesse o Google e insira a palavra-chave principal, mas não faça a pesquisa. Em vez disso, confira os resultados do preenchimento automático que são retornados.

exemplo do google autocomplete

Analise os resultados de “As pessoas também perguntam”

Assim como as pesquisas relacionadas no Google podem ser uma ótima maneira de encontrar palavras-chave relacionadas para incluir no conteúdo, você também pode analisar os resultados de As pessoas também perguntam para encontrar mais ideias.

Não conhece essa sessão?

A caixa “As pessoas também perguntam” é um resultado de pesquisa interativo e universal do Google que exibe uma caixa de perguntas que outros usuários já fizeram relacionadas à sua pesquisa original.”

Pessoal também perguntam exemplo

Analisar esses resultados é muito fácil e pode ser feito com a ferramenta AlsoAsked.com

Insira a palavra-chave principal, aguarde alguns instantes e confira como as caixas ATP se expandem, fornecendo ideias para palavras semanticamente relacionadas a serem usadas.

AlsoAsked.com PAA flow

Use a Keyword Magic Tool da Semrush

Acesse a Keyword Magic Tool da Semrush e insira a palavra-chave principal para ver uma lista de ideias de palavras-chave.

Clique na guia “relacionado” na parte superior da tela para ver uma lista de palavras-chave semelhantes à palavra-chave semente inserida na ferramenta.

Exemplo Keyword Magic Tool

Use a ferramenta SEO Content Template da Semrush

A ferramenta SEO Content Template da Semrush é outra ótima fonte para encontrar as principais palavras semanticamente relacionadas com base no(s) posicionamento(s) das principais páginas da palavra-chave alvo.

SEO content Template exemplo

Encontrou a caixa "recomendações principais" e a seção "palavras semanticamente relacionadas"?

Elas se baseiam nos 10 principais rivais no Google para essas palavras-chave. Não deixe de incluí-las no seu conteúdo para garantir que está falando sobre os mesmos assuntos e usando as mesmas palavras que as páginas que já se posicionam. 

Apesar do debate contínuo da comunidade de SEO sobre se as palavras-chave LSI existem, não há como negar que você deve usar palavras semanticamente relacionadas no seu conteúdo.

Inclua etapas para encontrá-las no processo de pesquisa de palavras-chave e informe aos redatores sobre elas como palavras relacionadas que devem ser usadas. Mas não deixe de avisar o que são e usá-las para melhorar a relevância tópica do seu conteúdo. 

Encontre palavras-chave semanticamente relacionadas

com a SEO Content Template

ADS illustration
Author Photo
Erich CasagrandeTrabalho como Marketing Manager Lead da Semrush no Brasil e sou responsável pelas ações de marketing que envolvem a marca em diferentes canais. Sou apaixonado por comunicação e por aprender cada vez mais sobre o universo do Marketing Digital.
Subscribe to learn more about Palavras-chave
By clicking “Subscribe” you agree to Semrush Privacy Policy and consent to Semrush using your contact data for newsletter purposes