Envie um artigo
Ir ao blog

Estudo de Desempenho de Sites da SEMrush 2018

67
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra o quão atrativa é uma postagem de blog. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura de usuários ativos, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.
Saiba mais

Estudo de Desempenho de Sites da SEMrush 2018

Elena Terenteva
Estudo de Desempenho de Sites da SEMrush 2018

A velocidade de carregamento da página é literalmente a primeira coisa em que você repara  quando visita um site, mas só notará se o site estiver muito lento. A velocidade da página representa uma parte importante da experiência do usuário, por isso não é de se admirar que ela tenha se tornado oficialmente um fator de ranqueamento para pesquisas em dispositivos móveis e que ela é usada para desktops há anos.

Numerosos estudos sobre a correlação entre a velocidade de carregamento da página e as taxas de rejeição chegaram a algumas conclusões preocupantes: cada milésimo de segundo conta. Com a nossa nova pesquisa de desempenho de sites queremos provar que há muito espaço para melhorias no desempenho do seu site.

Nossa pesquisa ajudará você a estruturar seu fluxo de trabalho ao lidar com a otimização do desempenho do site. Em particular, mostraremos quais são os erros mais proeminentes e quais deles precisam de sua atenção urgente para que você possa priorizar o processo de corrigi-los.

Metodologia

Para este estudo, analisamos 150 mil sites aleatórios (versões desktop e mobile) para avaliar seu desempenho. Para coletar os dados, usamos o novo relatório de desempenho SEMrush Site Audit, que fornece estatísticas úteis sobre os nove problemas mais comuns que afetam o desempenho do site.

Resultados sorprendentes

Surpreendentemente, é a primeira vez que vimos que 82% dos sites analisados têm problemas que afetam significativamente seu desempenho. Isso faz com que os problemas relacionados ao desempenho sejam alguns dos mais comuns nos sites.

Além disso, 44% dos sites analisados tinham pelo menos um problema crítico (de acordo com a classificação de gravidade do problema de Site Audit).

Por outro lado, descobrimos que a maioria dos sites com problemas de desempenho pode melhorar seu desempenho usando técnicas diretas de otimização de página e configuração simples de servidor.

Vamos agora examinar mais de perto as questões que encontramos e sugerir algumas maneiras experimentadas e testadas de eliminá-las.

website-performance-research-semrush-2018-main-pt.png

Avalie o desempenho do seu site

com Site Audit da SEMrush

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Esperamos que esses dados ajudem você a priorizar seu trabalho e estimar o número e a gravidade dos problemas, que podem ocorrer em seu website.

Agora vamos falar de como resolver esses problemas.

Para simplificar, dividiremos nossas recomendações em três grupos:

  • Limpar os redirecionamentos

  • Diminuir o tamanho de páginas

  • Melhorar o desempenho do servidor

Limpar os redirecionamentos

Cadeias de redirecionamento e loops são erros clássicos que causam problemas com o desempenho do site. Se você não quiser testar a paciência de seus usuários com cadeias de redirecionamentos e loops, tente evitá-los em seu website.

Além disso, as cadeias de redirecionamento confundem bots; seu orçamento de rastreamento é limitado e, com cada redirecionamento, sua página perde um pouco de sua classificação original.

Se uma página contiver 3 ou mais redirecionamentos, ou um loop, nossa ferramenta de Auditoria do Site marca isso como um problema. Felizmente, apenas 7% dos sites analisados tiveram esse problema, de acordo com o nosso estudo.

No entanto, os redirecionamentos de uma página para outra geralmente são uma necessidade ao redimensionar ou renomear um site, migrando-o para HTTPS, reduzindo as páginas duplicadas (por exemplo, versões “www” e “não-www”) e em muitos outros casos.

Quanto maior e mais velho for o seu site, mais difícil se torna manter a estrutura limpa.

Redirecionamentos tendem a se acumular e criar correntes; quanto mais links houver, mais tempo levará para chegar à página de destino. É por isso que você precisa ter muito cuidado ao implementar redirecionamentos "necessários".

Diminuir o Tamanho de Páginas

Quanto mais pesada a página e mais recursos ela contém, mais tempo leva para carregar. É importante garantir que o tamanho da página e o tamanho total dos arquivos JS e CSS (tamanho da transferência) não exceda 2 MB. Em nossa auditoria de site, qualquer coisa acima de 2 MB é considerada pesada e causa um erro. Mesmo que 2 MB seja suficiente para que uma página possa "viver sua vida ao máximo", 1% dos sites analisados tinha esse problema. Se você se encontrar entre os 1%, recomendamos que você mantenha o tamanho de pelo menos 2MB.

Imagens e vídeos

Imagens e vídeos compõem a maior parte do peso de uma página, por isso esse deve ser o seu ponto de partida. Alterar o formato, a resolução ou a qualidade do seu conteúdo visual pode diminuir significativamente a página. Comece perguntando a si mesmo se essas imagens trazem algum valor real e lembre-se de que às vezes menos é mais.

JavaScript e CSS

Nossa pesquisa revelou que 68% de sites estão com arquivos JavaScript e CSS não-minificados. Minificando seus arquivos JavaScript e CSS (removendo linhas desnecessárias, espaços em branco e comentários do código-fonte), você reduzirá o tamanho de seus recursos e, consequentemente, seu tempo de carregamento, proporcionando uma melhor experiência ao usuário e aprimorando suas classificações nos mecanismos de pesquisa. Minificação de código JavaScript pode ser feito usando duas ferramentas populares - JSMin e YUI Compressor. O compressor YUI também pode reduzir o CSS. O Closure Compiler é outra ferramenta útil que analisa seu JavaScript, remove código morto e reescreve e minimiza o que resta. A ofuscação é outro método de redução de tamanho, um pouco mais eficaz do que a minificação, embora um pouco mais arriscado em termos de gerar erros.

Além de minificar scripts e estilos, não se esqueça de compactar HTML, CSS e Javascript usando esquemas como gzip ou deflate. Isso reduzirá seu tamanho pela metade ou até mais.

De acordo com os relatórios State of JavaScript e Page Weight, que fornecem estatísticas sobre o uso de JavaScript e CSS na Web para experiências mobile e desktop, uma página da Web média contém 25 solicitações de recursos (20 solicitações JS e 5 solicitações CSS).

Nossa ferramenta de Auditoria de site marca uma página como contendo "muitos arquivos JavaScript e CSS" somente se tiver mais de 100 recursos. Ainda assim, 1% dos sites analisados acabou tendo muitos arquivos JavaScript e CSS! Certifique-se de não sobrecarregar sua página com arquivos JavaScript e CSS. Geralmente, quanto menos pedidos você receber, melhor, então mantendo esse número abaixo de 100, você está no lado seguro. Além disso, considere a combinação de vários arquivos CSS e JS em arquivos únicos para acelerar o processo de carregamento.

Melhorar o Desempenho do Servidor

Uma das razões para uma velocidade de carregamento de página baixa é tamanho de página HTML. No entanto, como descobrimos no capítulo anterior, apenas 1% dos sites analisados revelaram ter um grande tamanho de página HTML. Então, de onde vêm os outros 42% de problemas de velocidade de carregamento de páginas lentas? Muitas vezes, eles são resultados de problemas no servidor.

Se o servidor não tiver eficiência, a página que você está tentando acessar também carregará lentamente. Você precisa revisar seu serviço de hospedagem e o pacote fornecido. Se for inadequado, altere o provedor. Saiba mais sobre os fatores que contribuem para um pacote de hospedagem rápida aqui.

O mesmo vale para sites móveis. Na verdade, para sites mobile, o fator de velocidade da página é ainda mais crítico, já que eles são usados com frequência por pessoas que estão em movimento. Essa calculadora do Think with Google ajudará você a estimar como a velocidade do seu site pode afetar sua receita.

Existem, no entanto, outros fatores que podem retardar a resposta do seu servidor, como lógica de aplicativo lenta, consultas de banco de dados lentas, roteamento lento, estruturas, bibliotecas, privação de CPU de recursos ou privação de memória. Use estas recomendações do Google Developers sobre como lidar com esses problemas e melhorar o tempo de resposta do servidor.

De acordo com a nossa pesquisa, 25% dos sites analisados têm arquivos Javascript e CSS não armazenados em cache. Esse problema é acionado se o armazenamento em cache do navegador não for especificado no cabeçalho de resposta. Simplificando, a falha em ativar o cache do navegador fará com que os usuários façam o download dos mesmos arquivos sempre que visitarem sua página.

A ativação do armazenamento em cache do navegador para arquivos JavaScript e CSS permite que os navegadores armazenem e reutilizem os recursos da sua página sem precisar baixá-los novamente ao acessar sua página. Dessa forma, o navegador baixará menos dados, o que reduzirá o tempo de carregamento da sua página.

No geral, essa correção simples pode fazer com que um quarto dos sites investigados tenha um desempenho significativamente melhor.

Comece a Concertar  

Há muitos fatores que contribuem para a eventual velocidade da página, e lidar com todos eles manualmente é uma tarefa quase impossível, mas você sempre pode recorrer a ferramentas especializadas.

O PageSpeed Insights do Google é ótimo para começar; é gratuito, funcional e fornece relatórios para as versões para dispositivos móveis e computadores do seu site. Um benefício adicional é que se concentra nos assuntos considerados importantes pelo próprio Google.

google-pagespeed-insights.png

O Google usa os dados da experiência dos usuários do Google Chrome na página para avaliar se é rápido, lento ou médio em termos de velocidade de carregamento. Infelizmente, isso significa que você só poderá obter informações em websites que obtenham tráfego suficiente de usuários do Chrome para análise, e sites menores poderão obter o resultado Indisponível.

Para resultados lentos e médios, você receberá as Sugestões de otimização, que é uma lista de práticas recomendadas para acelerar a página.

Para uma análise de site completa e flexível que também vai muito além dos problemas de desempenho, sugerimos a ferramenta de auditoria de site do SEMrush:

semrush-site-audit.png

O Relatório de Desempenho de Site Audit da SEMrush fornecerá gráficos estatísticos para obter uma visão geral dos problemas técnicos do seu site.

A lista de problemas é dividida por severidade em Erros, Avisos e Advertências; ajudando você a priorizar os erros mais críticos.

O Relatório de desempenho também permite que você conecte a sua conta do Google Analytics para obter mais informações sobre a experiência do usuário (Tempo de interação da página média do Google Analytics):

semrush-site-audit-performance-report.png

Como você pode ver, com os devidos ajustes e configurações, acelerar o seu site é bastante simples. Teste partes específicas do seu site, use relatórios temáticos e siga nossas recomendações para economizar recursos e obter os melhores resultados com o mínimo de esforço! Além disso, você sempre pode acompanhar seu progresso monitorando sua pontuação de desempenho na parte superior do relatório.

Use a seção de comentários abaixo para compartilhar os links, o que pode ajudar outros proprietários de websites a corrigir os problemas de desempenho de seu website. Além disso, sinta-se à vontade para compartilhar suas práticas recomendadas para melhorar a velocidade do seu website.

Avalie o desempenho do seu site

com Site Audit da SEMrush

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Gostou desta postagem? Siga-nos no RSS e leia mais postagens interessantes:

RSS
Elena Terenteva, Product Marketing Manager at SEMrush. Elena has eight years public relations and journalism experience, working as a broadcasting journalist, PR/Content manager for IT and finance companies.
Bookworm, poker player, good swimmer.
Compartilhar esta postagem
or

Comentários

2000 caracteres restantes

Enviar feedback

Your feedback must contain at least 3 words (10 characters).

Só vamos utilizar este email para te enviar a resposta para o seu feedback. Política de Privacidade

Thank you for your feedback!