Como trabalhar as intenções de busca + 3 dicas de ouro

Andressa Kátia Laux

Jul 29, 20197 min read
Como trabalhar as intenções de busca + 3 dicas de ouro

Passou a época em que ranqueavam nos primeiros resultados de busca aqueles que trabalhavam apenas as otimizações de SEO nas suas páginas.

Basicamente bastava que seu texto repetisse centenas de vezes a palavra-chave para que você estivesse no topo dos resultados de pesquisa. 

O problema dessa época, é que as dúvidas dos usuários não eram respondidas, visto que os resultados exibidos não eram relevantes, e digo mais, chegavam a ser frustrantes. 

Hoje o Google, com o seu algoritmo, tem a habilidade de não apenas ver o que os usuários pesquisam, como também de entender, por meio da combinação de palavras pesquisadas, a intenção de busca por trás das pesquisas feitas pelos usuários. 

Sabendo que o Google preza pelas boas práticas de SEO, mas também considera a relevância do conteúdo produzido, bem como a experiência do usuário. Hoje é preciso que você solucione as dúvidas do usuário, sendo que se o seu conteúdo não for o ideal, com certeza não irá rankear nos primeiros resultados da SERP. 

Mas, você sabe como identificar quais são as dúvidas reais dos usuários? 

Essa é uma dificuldade comum para aqueles que produzem conteúdo, por isso cola nesse post que aqui você vai descobrir porque é tão importante entender a intenção do usuário e como você pode fazer isso para produzir os melhores conteúdos.

Crie o melhor conteúdo 

para o seu produto

ADS illustration

Quais são os tipos de busca?

Um dos primeiros passos para que possamos identificar a intenção de busca de um usuário é entender os diferentes tipos de busca.

Basicamente as buscas feitas pelos usuários se resumem a busca navegacional, informacional e transacional.

Ou seja, quando um usuário faz uma pesquisa em um mecanismo de busca, por exemplo o Google, ele tem a intenção de navegar, se informar ou realizar uma compra.

Veja as definições de cada tipo de busca. 

  • Busca navegacional: As buscas navegacionais são todas as buscas realizadas quando o usuário tem a intenção de encontrar um site em específico. Por exemplo, quando buscamos por “Facebook”, “Blog da Rock Content” ou "Amazon", temos a clara intenção de chegar até esses sites. 
  • Busca informacional: Já as buscas informacionais, são aquelas buscas nas quais o usuário tem a intenção de se informar ou responder a alguma dúvida. Por exemplo, se buscarmos no Google por “Como fazer bolinhos de chuva” ou então “Como produzir um eBook” temos o propósito de entender mais como fazer bolinhos de chuva e como montar um eBook.
  • Busca transacional: Por fim, a busca transacional é toda a busca que tem como intenção a compra, ou qualquer ação relacionada a conversão. Por exemplo, quando buscamos por “Comprar pizza” ou “Preço da passagem área para argentina”. 
     

Confira o post  A nova campanha do Google e a importância da semântica em SEO

img-semblog

Porque é importante entender a intenção de busca dos usuários?

Antes de mais nada, você deve entender que quando um usuário faz uma pesquisa em um mecanismo de busca a sua principal intenção é responder alguma dúvida ou solucionar alguma problema.

A intenção de busca influência tanto o conteúdo que deverá ser produzido assim, como o formato de conteúdo que o usuário espera encontrar.

Ou seja, quando um usuário realiza uma busca no Google, os resultados vão desde listas de conteúdos orgânicos, anúncios de links patrocinados, imagens, vídeos, avaliações de usuários, receitas e etc. 

Por exemplo, se buscamos no Google pela palavra-chave “encanador”, na página de resultados são exibidas listas orgânicas e anúncios de encanadores próximos a nossa localização.

Resultados de busca do Google para palavra-chave encanador
A imagem exibe o resultados de busca do Google quando buscamos pela palavra-chave encanador

Podemos entender assim, que quando um usuário busca pela palavra-chave “encanador” na grande maioria dos casos ele está procurando um encanador para solucionar um problema, seja a pia entupida, um vazamento na rede de água ou a limpeza da caixa de gordura.

Agora se realizamos uma busca pela palavra-chave “bebês fofinhos”, os resultados exibidos são na grande maioria imagens e vídeos.

Resultados de busca do Google palavra-chave bebes fofinhos
A imagem exibe o resultados de busca do Google quando buscamos pela palavra-chave bebês fofinhos

Isso porque, quem busca por “bebês fofinhos” não tem nenhum tipo de intenção de compra, ou de chegar até um determinado site ou empresa. 

Neste caso, o usuário quer apenas se distrair ou se entreter na internet durante um momento de folga. 

Já se buscamos pela palavra-chave “marketing de conteúdo”, os resultados exibidos na SERP variam.

Resultados de busca do Google palavra-chave marketing de conteúdo
A imagem exibe o resultados de busca do Google quando buscamos pela palavra-chave marketing de conteúdo

E para responder as diferentes dúvidas o Google trás diferentes formatos de conteúdo.

Isso porque os usuários que procuram pela palavra-chave “marketing de conteúdo” podem estar buscando por cursos de marketing de conteúdo, agências de marketing de conteúdo ou apenas a definição de marketing de conteúdo.

Como identificar as intenções de busca dos usuários? 


Assim como “encanador”; “marketing de conteúdo” e “bebês fofinhos” não são uma clara intenção de busca. São apenas palavras-chave que não representam a dúvida real do usuário. 

E sem saber o que você precisa responder para o usuário, dificilmente você irá produzir um conteúdo de qualidade que responda as dúvidas ou solucione os problemas dele.

Para identificar a real intenção do usuário quando ele busca por uma determinada palavra-chave e entregar um conteúdo a altura da sua dúvida, você pode realizar alguns passos. 

  • Utilize uma ferramenta para realizar a pesquisa da palavra-chave

No nosso exemplo mais abaixo, realizei uma busca no Keyword Planner do Google. 

Como vocês podem perceber o Keyword traz inúmeras insight de potenciais dúvidas para quem busca por “marketing de conteúdo”. 

É possível identificar e focar em uma única dúvida, para que o seu conteúdo seja relevante e alcance os primeiros resultados do Google. 

Pesquisa de palavras-chave através do Keyword Planner do Google
A imagem exibe a pesquisa de palavras-chave através do Keyword Planner do Google

  • Analise a página de resultados do Google

Além de mostrar os melhores formatos de conteúdo para uma determinada palavra-chave, a SERP também traz os conteúdos que mais respondem as dúvidas do usuário. 

Analisando o conteúdo de outros sites que tratam do mesmo assunto que você, é possível identificar quais as dúvidas dos usuários e então montar em um único material um conteúdo que englobe todas as dúvidas. 

Isso com certeza fará com que o seu conteúdo ranqueie nas primeiras posições. 

  • Use o Google Suggest 

Baseado no histórico de pesquisas realizadas pelos usuários, o Google Suggest traz sugestões dos termos mais buscados e as combinações mais usadas pelos usuários para solucionar suas dúvidas no Google. 

Pesquisa de palavras-chave através do Google Suggest
A imagem exibe o funcionamento da pesquisa de palavras-chave através do Google Suggest

  • Use as pesquisas relacionadas

Exibidas no final da SERP, as pesquisas relacionadas são uma forma de identificar as palavras mais procuradas no Google para determinado termo. 

Daqui você pode tirar diversas insight para produzir conteúdos relevantes. 

Pesquisas relacionadas do Google
A imagem exibe as pesquisas relacionadas do Google

O Google Trends também é um grande aliado para quem busca produzir um conteúdo de qualidade. 

Através dessa ferramenta do Google, você pode pesquisar tendências de pesquisa, seguir padrões, investigar sites, marcar concorrentes e muito mais. 

Pesquisa de palavras-chave Google Trends
A imagem exibe a pesquisa de palavras-chave através do Google Trends

3 dicas de ouro

1. Invista em palavras-chave de cauda longa (long tail)

Por serem palavras-chave mais longas, as long tail representam de maneira mais clara a intenção de busca do usuário. 

Isso porque é muito mais fácil identificar que um usuário que busca por “Curso de Marketing de Conteúdo em Santa Catarina” está tencionado a adquirir um curso de marketing de conteúdo, do que apenas uma busca pela palavra-chave “Marketing de Conteúdo”.

A Ferramenta ideal para isso é Keyword Magic Tool
1. Você pode escolher frases ou palavras relacionadas à sua palavra-chave principal
2. Filtre e escolha a palavra-chave que mais se adapte a seu objetivo.

img-semblog

2. Faça suas buscas em uma aba anônima do Google

O Google registra todo o nosso histórico de navegação, por isso ao iniciar uma nova pesquisa usando o Google Suggest ou as pesquisas relacionadas do Google, claramente as respostas exibidas estarão relacionadas as últimas pesquisas realizadas por você. 

Por isso faça todas as suas análises por meio de uma aba anônima, desta forma as suas pesquisas não irão interferir nos reais resultados e dúvidas dos usuários. 

3. Use o Google Analytics

Sendo uma das maiores ferramentas de análise, o Google Analytics é ideal para você entender o comportamento dos seus usuários no seu site.

Através dele você pode tirar insight personalizadas das buscas realizadas dentro do seu site. Ou seja, você consegue identificar as dúvidas de quem já conhece e acompanha os seus conteúdos, e assim responder as dúvidas desses usuários.

Agora chegou a sua hora de colocar a mão na massa. Com todas essas ferramentas é impossível você não ter insight poderosas e produzir os melhores conteúdos para os seus potenciais clientes.

Inscreva-se para o Wébinar "SEMrush para Linkbuilding"

Author Photo
Andressa Kátia LauxAnalista de SEO da Neil Patel Brasil. Engenheira da Computação e Pós Graduanda em Business Intelligence, Big Data e Analytics - Ciência de Dados, trabalho com otimizações de SEO On e Off Page, redação para web e marketing.
Subscribe to learn more about SEO Avançado
By clicking “Subscribe” you agree to Semrush Privacy Policy and consent to Semrush using your contact data for newsletter purposes