pt
English Español Deutsch Français Italiano Português (Brasil) Русский 中文 日本語
Acessar o Blog
Maria Chizhikova Marques

Penalidades do Google: Como Detectar e Gerenciar Links Artificiais

92
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra se uma postagem de blog gera envolvimento. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura ativa dos usuários, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.
Esta postagem está em Português
Maria Chizhikova Marques
Esta postagem está em Português
Penalidades do Google: Como Detectar e Gerenciar Links Artificiais

Em 2018, os webmasters receberam cerca de 4 milhões de mensagens do Google com notificações sobre ações manuais aplicadas aos sites deles (os dados de 2019 ainda não foram publicados). Uma penalidade do Google pode aparecer do nada, deixando-o confuso sobre o que fazer.

Uma penalidade da Equipe de Spam do Google é uma medida restritiva manual aplicada por violar as Diretrizes para Webmasters do Google; ela resulta em uma queda dramática de visibilidade orgânica de um site. 

image.png

image.png Screenshots de um site atingido por uma penalidade por causa de links artificiais em Fevereiro de 2020. De 1,5 mil visitas por mês e ranqueamentos para mais de 500 palavras-chave a quase 0 em questão de dias.


Desmistificando as Penalidades do Google por Links Tóxicos

Geralmente, uma penalidade manual do Google é resultado de uso de táticas de SEO black-hat que aparece quando o perfil de backlinks de um site parece artificial, não seguindo as diretrizes do Google.

Entre os gatilhos mais comuns de uma penalidade de links do Google estão os links artificiais. Links artificiais também são conhecidos como "prejudiciais", "de spam" ou, como os chamamos na SEMrush, "tóxicos". Os links de entrada e de saída podem resultar em uma penalidade para o seu site.

Os links de saída estão localizados no seu site e apontam para outros sites. Você pode receber uma penalidade por ter links de saída para um outro site que não atendem às diretrizes do Google - por criar um "padrão de links de entrada artificiais, enganosos ou manipulativos", como o Google o chama. Esse tipo de penalidade tem suas próprias armadilhas e merece ser abordado em um artigo separado. 

Da mesma forma, os links de entrada são os links em domínios externos que apontam para o seu site ou suas páginas específicas. Esses links constituem o seu perfil de backlinks e você deve sempre ficar de olho neles.

Temos uma métrica dedicada, Toxic Score (Pontuação Tóxica), que mostra a qualidade de cada link de entrada no seu perfil. 

Em um estudo recente, usamos nossa ferramenta Backlink Audit para coletar dados de mais de 830 perfis de backlinks de usuários da SEMrush e de fóruns da área cujos sites foram atingidos por penalidades nos últimos 2 anos. Nossos objetivos eram: 

  • Descobrir os fatores e correlações que resultam em penalidades.

  • Identificar com que frequência cada caso de penalidade ocorre.

  • Testar a precisão do algoritmo de nossa ferramenta Backlink Audit ao avaliar perfis de backlinks e rotular links como tóxicos.

  • Encontrar maneiras de aperfeiçoar a ferramenta para fornecer a melhor solução para prevenir as penalidades do Google e evitá-las no futuro.

  • Criar uma base para um guia passo a passo que ajudará você a se recuperar de penalidades do Google e a criar um perfil forte de backlinks. 

Uma lista abrangente de fatores e as combinações deles que causam penalidades manuais com base no "artificialidade" de um link ainda não está disponível no mercado. O que dificulta o processo de detecção de pontos fracos de um perfil de backlinks para os profissionais em SEO e webmasters.

Com base nos resultados de nossa pesquisa, vamos ver o que precisamos saber para encontrar links tóxicos, lidar com as penalidades do Google, como evitá-las no futuro e como criar um forte perfil de backlinks.

Penalidades do Google: Como Detectar e Gerenciar Links Artificiais. Imagem 2

Nossas Principais Conclusões sobre Links Artificiais:

1. Um Único link Artificial não Leva a uma Penalidade

Não, você será penalizado por ter um único link artificial. Analisamos os exemplos de links artificiais que o Google forneceu aos webmasters e executamos uma auditoria de perfil detalhada dos sites penalizados.

A julgar por esses dados, geralmente, uma combinação de 2-3 ou mais tipos de manipulação de links aciona penalidades. Isso significa que uma vez por mês, você deve fazer auditoria do seu perfil de backlinks para detectar irregularidades - para links de saída e entrada.

image.png

2. O tempo de vida não afeta a toxicidade dos links

O Google não faz distinção entre links tóxicos recentes e antigos, o que significa que backlinks ruins criados anos atrás ainda podem prejudicar o seu site. Os sites que receberam penalidades de links artificiais em 2019-2020 foram penalizados por causa dos links criados em 2016-2018. 

3. Reputação não importa para o Google na hora de interpretar a falta de naturalidade de um link

O Google não discrimina com base em fontes dos seus links de entrada; se um link demonstrar táticas manipulativas ou artificiais, será marcado como spam.

4. Ao penalizar, o Google opta por embargo total

Sites e propriedades inteiros são penalizados com mais frequência do que páginas ou seções específicas do site.

5. As âncoras de correspondência exata precisam ser usados com muito cuidado

Quase 50% dos casos tinham âncoras de correspondência exata para palavras-chave para quais um site está tentando ranquear. Os algoritmos do Google são muito bons em identificar essas âncoras e sinalizá-las para a equipe de spam do Google.

6. Na maioria dos casos, você está por sua conta

Quando o Google entra em contato com os webmasters, normalmente ele não fornece exemplos de links artificiais. Você pode esperar ver alguns exemplos de links incorretos apontando para o seu site somente depois de registrar uma segunda solicitação de reconsideração. Esse é outro fator que complica a recuperação de uma penalidade. 

image.png Uma pergunta de um webmaster no Centro de Ajuda do Google Console referente à falta de exemplos de links não naturais.

7. A remoção da penalidade e a recuperação leva tempo

Em média, são necessárias de 2 a 3 solicitações de reconsideração para se livrar de uma penalidade. Pode levar até 6 meses para se livrar de uma penalidade de link de entrada. Se você não for cauteloso e paciente com solicitações de reconsideração, o processo pode demorar mais. Mantenha a calma e siga todos os passos descritos nas diretrizes do Google. 

image.png

Levando em consideração todos os pontos listados acima, acreditamos que vale muito a pena executar uma auditoria mensal de rotina do seu perfil de backlinks, já que ela pode ajudar a determinar quais links podem causar um problema. 

image.png

Com base nessas descobertas, aperfeiçoamos nossos algoritmos da ferramenta Backlink Audit e a maneira como o Toxic Score é calculado. Entre outros pontos, aperfeiçoamos a precisão da detecção de casos de spam e a detecção automática de âncoras de correspondência exata e de marca com palavra-chave. 

image.png

Além disso, introduzimos o novo filtro de "âncora de correspondência exata frequente" que permite detectar rapidamente backlinks potencialmente tóxicos com âncoras. Essas melhorias facilitam a identificação de ameaças potenciais ​​no seu site e envio da solicitação de reconsideração com base em dados precisos. 

Agora vamos nos aprofundar no estudo e analisar os vários tipos de penalidades do Google para links de entrada.


Que tipos de links de entrada acionam uma penalidade do Google? 

Cada caso de penalidade que analisamos revelou nuances ocultos. A seguir, analisamos cada um deles em detalhes e falamos sobre os passos para corrigir penalidades de links artificiais e evitá-las no futuro.

Aviso: "Frequência" representa a parcela frequência de aparição de cada penalidade entre todos os perfis analisados - um perfil de backlinks pode ser penalizado por várias violações de Diretrizes para webmasters do Google.

Analisamos os seguintes casos de penalidades:

  • Links patrocinados e pagos em artigos e posts de blog.

  • Guest posts e comunicados de imprensa.

  • PBN (Rede de Blogs Privados) ou redes de links.

  • Spam gerado pelo usuário.

  • Diretórios da Web e listagens de links.

  • Spam puro

  • Anúncios diretos e links afiliados.

  • Diretórios de busca e sites de social bookmarks .

  • Links em widgets.

  • Links ocultos.

  • Links para o site inteiro.

  • Casos menores.

Links patrocinados e pagos em artigos e posts de blog.

Frequência: 53%

Em muitos casos, as páginas que acionaram uma penalidade tinham sinais de patrocinador em uma forma de frases específicas combinadas com um link dofollow rico em palavras-chave no texto âncora.

Frases mais comuns:

  • O artigo foi patrocinado por

  • As informações foram fornecidas por

  • Conteúdo publicitário

  • Post publicitário em nome de

 Seria melhor não colocar este texto próximo ao link.

Se você estiver usando essas palavras sem usar tag nofollow ou sem anunciar a parceria, elas podem funcionar como uma bandeira vermelha para a equipe de spam do Google e levar a uma penalidade. Aprenda a lidar com esses tipos de links neste guia de links patrocinados. 

Compra ou venda de links

Se você gosta de comprar ou vender links, esteja preparado à uma penalidade do Google. Tais ações incluem: 

  • Troca de dinheiro por links (ou posts que contêm links).

  • Troca de bens ou serviços por links.

  • Enviar a alguém um item "gratuito" em troca de um artigo um link.

Dicas para Evitar uma Penalidade

  • Não promova produtos ou serviços diretamente sem usar os atributos nofollow ou patrocinado (como rel = "sponsored").

  • Pede incluir um atributo "rel = sponsored" ao colocar um link para sua oferta em outro site.

  • Evite o uso excessivo de âncoras ricas em palavras-chave no texto (e se você usá-las, use a tática de diversificação).

Dicas para se Recuperar de uma Penalidade

  • Configure / solicite o uso de atributos rel = ”nofollow” ou rel = ”sponsored”.

  • Opte por criar um arquivo de rejeição (disavow) se você tentou entrar em contato com o administrador de um site, mas foi impossível encontrá-lo ou fazê-lo adicionar o atributo nofollow ou sponsored.

Aviso sobre a rejeição: tenha cuidado ao usar a opção de rejeição, pois ela nem sempre é necessária. Leia e siga as diretrizes de rejeição do Google antes de usar essa opção. De acordo com o Google: "Se usado incorretamente, esse recurso pode prejudicar o desempenho do seu site nos resultados de pesquisa do Google".

Guest posts e comunicados de imprensa.

Frequência: 45%

image.png

Os guest posts que usam palavras-chave de correspondência exata como texto âncora com o único objetivo de criar links estão violando as diretrizes do Google, e esses links podem levar a penalidades por links artificiais para o site ao qual o link leva e para o site que colocou o link.

image.png

Fica óbvio para os leitores que o link não está lá para ajudá-los, e é óbvio para os mecanismos de pesquisa que o link não está lá como um recurso útil - é uma bandeira vermelha que indica uma troca de links, um link vendido ou um esquema de links que viola as diretrizes:

image.png Exemplos de esquemas de links

A maioria dos sites usa links nofollow em guest posts para evitar uma ação potencial do Google; isso é válido para o conteúdo e para a assinatura do autor. O Google declarou em setembro de 2019 que os links rel = "nofollow" são levados em conta na hora de decidir quais links incluir ou excluir nos resultados de Pesquisa ". 

Dicas para Evitar uma Penalidade do Google:

  • Repense sua estratégia atual de linkbuilding. Publicar centenas de press releases com links que levam ao seu site não é uma estratégia moderna de SEO.

  • Evite o uso excessivo de âncoras de correspondência exata no texto (se você usar esse tipo de âncoras, tente diversificar as palavras-chave usadas, para não ter centenas textos âncora / backlinks iguais).

  • Use rel = "nofollow" na assinatura do autor ou na descrição do texto.

  • Evite promover o seu produto ou serviço diretamente.

Dicas para se Recuperar de uma Penalidade

  • Use atributos rel = ”nofollow”, rel = ”sponsored” e / ou rel = "ugc". 

  • Adicione o link para o arquivo de rejeição e prossegue com a remoção se o uso do atributo nofollow ou sponsored não der certo. 

PBN (Rede de Blogs Privados) ou redes de links.

Frequência: 27%

Usar redes de blogs privados e redes de links é outra prática tóxica que atrapalha os seus resultados nas SERPs.

As redes de blogs privados geralmente são criados com serviços de blog gratuitos e templates padrão. Percebemos que, até o certo ponto, o conteúdo pode variar de um blog para outro, mas os textos âncora geralmente contêm palavras-chave de correspondência exata com variações limitadas.

A única maneira de evitar uma penalidade do Google, nesse caso, é remover ou rejeitar esses links. 

image.png

Um domínio da redes de blogs privados típico contém poucos links de entrada e mostra baixo desempenho nos resultados da pesquisa.

Como entender se um site pertence à Rede de Blogs Privados:

  • Foi lançado recentemente.

  • Tem baixo desempenho em termos de tráfego.

  • Você não recebe muito tráfego desse site.

  • Tem uma Pontuação de Autoridade baixa.

  • O site não tem seções de Política de Privacidade e Contatos.

Spam gerado pelo usuário.

Frequência: 16%

image.png

Esse tipo de links tóxicos inclui:

  • Links de spam de posts no fórum.

  • Links em perfis e assinaturas.

  • Links dofollow de spam nas seções de comentários.

Embora o Google afirme que não leva em conta os links nos perfis dos fóruns, identificamos esses links entre os casos de penalidade. Descobrimos que, nesse caso, um site geralmente é penalizado pelo seguinte:

  • Spam óbvio, publicado usando aplicativos de postagem de spam.

  • Links disfarçados, como promoção de produtos e links de contato. 

image.png

Dicas para Evitar uma Penalidade do Google:

  • Use o atributo rel = ”ugc".

  • Evite divulgar spam 

Dicas para se Recuperar de uma Penalidade 

Fazer rejeição de links de spam gerados por usuários é a melhor opção para manter seu perfil de backlinks limpo.

Diretórios da Web e listagens de links.

Frequência: 16%

image.png

Para receber essa penalidade seu site deve ter dezenas de backlinks tóxicos distribuídos em diretórios e listas da web. Percebemos que, geralmente, de 3 a 5 links não vão levar a uma penalidade, mas isso não significa que você não precisa prestar atenção à esses links na hora de fazer auditoria.

Dicas para Evitar uma Penalidade do Google:

  • Faça auditoria para encontrar backlinks de diretórios da web e listagens de links com freqüência.

  • Monitore quanto tráfego esses diretórios e listagens direcionam para o seu site e seu desempenho geral nas SERPs.

  • Se um link gerar tráfego de referência valioso, pergunte ao webmaster do site onde o link está situado para

    configurar os atributos rel = ”nofollow” ou rel = ”sponsored”. 

  • Evite usar essa estratégia de linkbuilding com frequência e adicione seus links apenas a sites de alta qualidade.

Dicas para se Recuperar de uma Penalidade

  • Faça remoção desses links.

  • Direcione os links que você não pode remover para o arquivo de rejeição.

Spam puro

Frequência: 14%

O Google é muito sensível quando se trata de links de spam puro; ele têm tolerância zero em relação a essas táticas de otimização de pesquisa. 

Os casos de spam puro incluem:

Dicas para Evitar uma Penalidade do Google:

  • Nunca use essas táticas de SEO em primeiro lugar.

Dicas para se Recuperar de uma Penalidade

  • Faça a remoção do link.

  • Adicione o link à um arquivo de rejeição.

Anúncios diretos e links afiliados.

Frequência: 10%

O Google consegue identificar facilmente todos os links de tipo "Compre agora", "Inscreva-se agora" e ofertas de desconto, mesmo que eles estejam em formato de um banner. Se você estiver promovendo produtos ou serviços de outras marcas, o Google solicitar o uso do atributo rel = "nofollow" ou rel = "sponsored" (é altamente recomendável adicionar uma menção sobre as comissões de afiliado). 

Confira o caso de uma penalidade imposta apesar de incluir uma menção de comissões de afiliado na página (no entanto, o webmaster usou os links dofollow).

image.png

Dicas para Evitar uma Penalidade do Google:

  • Configure o atributo rel = ”nofollow” ou rel = ”sponsored”.

Dicas para se Recuperar de uma Penalidade 

Adicione o link para o arquivo de rejeição e prossegue com a remoção se o uso do atributo nofollow ou sponsored não der certo.

Diretórios de busca e sites de social bookmarks 

Frequência: 10%

Nem todos os diretórios de busca são ruins. O que é peculiar nesse caso é que não havia um único diretório popular entre os que analisamos - todos eles eram de baixa qualidade. Portanto, se você listou seu site em diretórios que se enquadram nessa categoria, faça a remoção esses links (ou adicione à um arquivo de rejeição se não puder removê-los). 

image.png

Links em widgets.

Frequência: 7%

image.png

A regra aqui é simples - se você permitir que sites de terceiros publiquem widgets com código incorporado apontando para o seu site, sempre adicione o atributo rel = ”nofollow” ou adicione esses links à um arquivo de rejeição.

As únicas exceções que observamos foram os links que direcionam para uma página relacionada ao tópico no seu site (por exemplo, widgets de avaliação que levam a uma seção específica do site de uma empresa). Além disso, alguns widgets gratuitos que você pode usar em seu site forçam você a vincular novamente ao serviço que forneceu o widget sem o atributo nofollow, portanto, lembre-se disso.

Links ocultos

Frequência: 4%

image.png

Você precisa usar deliberadamente uma estratégia de links ocultos para ser penalizado por isso. Os casos dessa penalidade que descobrimos geralmente tinham links disfarçados de texto simples. 

Dicas para Evitar uma Penalidade do Google:

  • Torne os links visíveis e use o atributo rel = ”nofollow”.

  • Solicite a remoção desse tipo de links.

  • Adicione o link ao arquivo de rejeição se a sua solicitação de remoção não for atendida.

Links para o site inteiro.

Frequência: 4%

image.png

Esses links geralmente estão localizados no blogroll, rodapé ou barra lateral. Se um link de entrada contiver palavras como "Criado por", "Design de", especialmente se o texto âncora incluir palavras-chave, é altamente recomendável lidar com esses links o mais rápido possível. 

Dicas para Evitar uma Penalidade do Google:

  • Adicione o atributo rel = ”nofollow”.

  • Em alguns casos, substituir o texto âncora funciona.

  • Faça a remoção do link.

  • Adicione o link à um arquivo de rejeição.

Casos Menores

Os casos abaixo tiveram menos de 1% de representação em nossa pesquisa.

  • Anúncios de emprego antigos. Normalmente, o Google envia avisos aos webmasters que possuem sites de emprego, mas você também é responsável por não remover um anúncio de emprego desatualizado, que pode resultar em uma penalidade. 

  • Links em resenhas de produtos.

  • Links em podcasts. Um link para o site da empresa (links com marca e links contendo o site), links âncora de correspondência exata, descrição com uso excessivo de palavras-chave.

  • Links para bolsas de estudo. Esses links visam obter tráfego de recursos .edu. Se sua oferta não estiver relacionada ao tópico, você será penalizado.

  • Hotlinks. Um link direto para o conteúdo de outro site (imagens, vídeos, documentos, arquivos de áudio etc.), resultando em roubo de conteúdo está hospedado e violação de direitos autorais. 

  • Links para o conteúdo 18+.

  • Links no conteúdo gerado automaticamente.

  • Links recíprocos.

  • Links nos infográficos.

Livre-se de backlinks tóxicos

Proteja seu site das penalidades de Google com a SEMrush

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)


Como Evitar uma Penalidade do Google por Links Artificiais de Entrada?

Se você quiser que a sua estratégia de linkbuilding traga frutos, sempre faça auditoria do seu perfil de backlinks. Use a ferramenta Backlink Audit da SEMrush para identificar links tóxicos. Você pode seguir esses passos:

  1. Faça uma auditoria detalhada do seu perfil de backlinks regularmente (pelo menos uma vez por mês).

  2. Monitore seu perfil de backlinks ficando de olho em quantidades excessiva de tipos suspeitos de links de entrada. 

  3. Sempre avalie textos âncora e revise-os; evite o uso excessivo de âncoras parecidas. Se você estiver usando âncoras de correspondência exata, tente usar palavras variadas que você pode encontrar com a ferramenta Keyword Magic da SEMrush. Use palavras-chave semelhantes ou relacionadas. 

  4. Em caso de dúvida, use o atributo rel = ”nofollow”.

  5. Livre-se de spam - faça remoção ou rejeição desses links. 

Como se Recuperar de uma Penalidade por Links Artificiais de Entrada? 

image.png Um aviso do Google sobre uma penalidade por links de entrada artificiais

image.png Exemplo de queda de tráfego após uma penalidade.

Tenha paciência! Não tente enganar o Google. Siga esses passos.

1. Colete as seguintes informações:

  • Como a penalidade afetou você: foi em todo o site ou ela atingiu apenas uma propriedade, página específica ou uma seção do site?

  • Exemplos de URLs artificiais. 

  • Os ranqueamentos, o tráfego, as palavras-chave e as páginas do seu site com quedas de posições evidentes. 

  • Velocidade dos links do seu site. Preste atenção aos picos irregulares nos dados.

  • Dados de backlinks de diferentes origens, os dados do Google Search Console são obrigatórios (você pode facilmente fazer o upload dos dados para a ferramenta Backlink Audit ).

2. Realize uma análise aprofundada dos seus backlinks 

Analise cuidadosamente todos os seus backlinks de entrada e classifique-os de acordo: 

  • Bons 

  • Pagos

  • Spam

3. Entre em contato com os responsáveis 

Peça para remover um link tóxico apontando para o seu site. Se você acha que um link é valioso, entre em contato com o webmaster e peça para ele alterar o atributo do link para rel = ”nofollow”.

4. Faça a rejeição com cuidado!

image.png

Prepare um arquivo de rejeição .txt (você pode fazê-lo usando a ferramenta Backlink Audit da SEMrush) e envie o arquivo ao Google.

5. Envie uma Solicitação de Reconsideração. 

Envie sua solicitação de reconsideração ao Google com uma descrição detalhada de quais etapas foram tomadas e o que foi corrigido.

Teste a SEMrush gratis por 7 dias

SEO, Conteúdo, Concorrentes - o suite todo

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Prevenção é a Chave de Sucesso

image.png

Lidar com as penalidades do Google é uma questão complicada; é por isso que é importante executar auditorias regulares de seus backlinks, manter seu perfil de backlinks limpo e monitorar picos irregulares nos dados.

Você pode pensar que uma penalidade do Google não o atingirá, mas o que a pesquisa da SEMrush revelou é que mesmo uma dúzia de links artificiais pode penalizar seu site.

Portanto, faça as ações preventivas (e sempre use táticas de white hat)!


O que você achou da nossa pesquisa? Você já precisou resolver algum caso de penalidade do Google? Compartilhe a sua experiência nos comentários!

E se você tiver alguma dúvida sobre backlinks, penalidades do Google e linkbuilding inscreva-se para a Mesa Redonda de Linkbuilding com os maiores especialistas de SEO do Brasil.

5 Horas de SEO

Um boost na sua estratégia (3 de Junho)

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Maria Chizhikova Marques
SEMrush

Colaborador da SEMrush.

Apaixonada por viagens, música e marketing digital, represento a SEMrush no mercado brasileiro e português.
Enviar comentário
Seu comentário deve ter pelo menos 3 palavras (10 caracteres).

Usaremos este e-mail unicamente para responder aos seus comentários. Política de privacidade

Agradecemos pelos comentários!