Envie um artigo
Ir ao blog

Guia SEMrush: Melhores Práticas de Marketing de Conteúdo 2018

65
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra o quão atrativa é uma postagem de blog. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura de usuários ativos, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.
Saiba mais

Guia SEMrush: Melhores Práticas de Marketing de Conteúdo 2018

This post is in Português
Elena Terenteva
This post is in Português
Guia SEMrush: Melhores Práticas de Marketing de Conteúdo 2018

Este artigo faz parte da série de guias para especialistas de conteúdos. Confira outros artigos dessa série:


Hoje em dia muitos falam em “otimizar conteúdo para máquinas de busca”. No entanto acredito que isso dá uma ideia errada sobre o processo: o seu principal objetivo é escrever para seus leitores, e depois otimizar para os bots do Google.

É muito importante ter em mente os requisitos de SEO e aplicar esses conhecimentos na hora de criar um artigo. Estou falando de necessidade de entender como a estrutura e linguagem usada no artigo pode influenciar os ranqueamentos.

Nesse artigo vamos falar sobre quatro aspectos principais que um autor deve ter em mente em 2018 para criar um conteúdo bom capaz de atrair mais tráfego orgânico.

  • Pesquisa de tema

  • TF-IDF

  • Featured Snippets

  • Pesquisa de palavras-chave com foco em Mobile

Pesquisa de tema

Pode parecer um termo novo para “pesquisa de palavras-chave” mas existem algumas diferenças importantes.

Para começar, pesquisa de tema é uma resposta lógica para como o Google está interpretando os resultados hoje em dia. O algoritmo Hummingbird, baseado em abordagem semântica, mudou bastante os SEPRs.

O Danny Sullivan explica esse fenômeno assim:

Hummingbird está dando mais importância à cada palavra pesquisada, garantindo que a frase inteira seja considerada (a frase, a conversa ou o significado dela). O objetivo é de promover as páginas que correspondem ao significado da pesquisa do usuário, ao invés de corresponder à algumas palavras só.

Por exemplo, a palavra “de passar” aparece nos resultados de pesquisa, embora ela não foi incluída na frase pesquisada.

Ou seja, Google interpreta que semanticamente essa palavra também é relevante para a pesquisa e oferece resultados correspondentes ao significado da pesquisa inicial e do usuários.

1.png

Análise de palavras-chave é só uma parte do grande processo de investigação de temas. Vamos ver quais são os fatores mais importantes para o sucesso deste processo

Análise do mercado

Define (ou atualize) o perfil do seu cliente ideal, focando em contexto e os conteúdos favoritos do seu usuário.

Lembre-se que as preferências dos leitores entre 18 e 25 anos e entre 35 e 45 são totalmente diferentes, tanto pelo vocabulário que usam quanto pelos formatos que consomem e até mesmo pelas plataformas que preferem.

Para conhecer o seu público analise as comunidades onde está presente, suas formas de falar e os problemas que o preocupam.

Isso é a melhor forma de criar conteúdo autêntico e atraente

 Dica de SEO: confira as opções de de Google autocomplete

Google Autocomplete é, provavelmente, a lista mais exaustiva de perguntas, dúvidas e problemas de pessoas reais.

Você pode usá-la como fonte de idéias para seus artigos:

2.png

Melhores práticas de seus concorrentes

Analise com atenção as táticas de sucesso do seu nicho.

O que domina entre os principais resultados do Google?

Às vezes, essas tendências podem ser rapidamente identificadas, como, por exemplo, nesse exemplo:

3.png

  • As listas e guias são o que funciona melhor nos SERPs.

  • Adicionar o ano também ajuda

Além disso, podemos identificar rapidamente palavras semânticas relacionadas que o Google considera idênticas à palavra-chave alvo. Coletar todos esses dados manualmente pode levar muito tempo.

Felizmente, existem aplicações que o ajudam a visualizar, organizar e classificar as palavras-chave relacionadas das sugestões do Google: você pode encontrar a lista delas na seção "Ferramentas" no final deste artigo.

Conteúdo Evergreen

Jayson DeMers da Audiencebloom recomenda criar uma estrutura de artigos que continuam atuais por muito tempo.

Você pode agrupá-los por tópicos relacionados ao comportamento de seus usuários, suas necessidades e dificuldades, bem como as estratégias de seus concorrentes.

A questão é encontrar um conjunto de temas que podem ser tratados como conteúdo evergreen. Quando os tópicos escolhidos podem ser facilmente replicados, você poderá produzir o volume maior de conteúdo que aumentará sua relevância nesses assuntos e, além disso, como esse conteúdo é evergreen, ele continuará sendo relevante indefinidamente. Desta forma, esses conteúdos permanecerão bem posicionados enquanto a autoridade geral do seu domínio aumenta.
 

— Jayson DeMers

TF-IDF

Você pode pensar que se você seguir meu conselho anterior vai chegar à conclusão que as palavras mais usadas nas primeiras 10 páginas do Google são “e”, “o”, “a”, “com” etc. Será que se você usá-las ganhará ranqueamentos melhores?

Não!

E para explicar melhor preciso introduzir o conceito de TF-IDF.

TF-IDF é a abreviação do inglês term frequency–inverse document frequency, que significa frequência do termo–inverso da frequência nos documentos.

As duas partes da abreviação representam duas métricas utilizadas para medir a importância de uma palavra para o texto.

TF (frequência do termo) mostra quantas vezes uma palavra pode ser encontrada nos textos e IDF (inverso da frequência nos documentos) reduz o peso de palavras que têm pouca importância (artigos, preposições etc). Dessa forma os termos com TF e IDF alta têm menos peso e os com TF alta e IDF baixa ganham peso maior.

4.png

Porque esse conceito pode ser importante para um criador de conteúdo?

Pode parecer que TF-IDF é uma explicação científica da importância de keyword stuffing. Tudo que é preciso é identificar uma palavra-chave com IDF baixo e  colocá-la em cada parágrafo para convencer o Google do que seu conteúdo é muito mais relevante que o dos seus concorrentes. Mas não é assim que funciona. Os algoritmos do Google são capazes de identificar as páginas recheadas de palavras-chave sem sentido e as penalizam.

Existem algumas ferramentas que usam TF-IDF para análise de palavras-chave, por exemplo, as ferramentas On-Page SEO Checker e SEO Content Template da SEMrush que usam TF-IDF para providenciar a lista de palavras-chave que devem ser usadas no seu conteúdo  

Snippets em destaque

Como você já juntou uma boa coleção de palavras semanticamente relacionadas e se certificou de que eles têm um bom relacionamento TF-IDF, você espera que seu conteúdo seja posicionado na primeira página do Google, aumentando seu tráfego orgânico drasticamente.

Mas existe o risco de ninguém clicar em seu título que você otimizou com tanto carinho porque há "alguém" que roubou toda a atenção dos usuários, monopolizando a tela.

Este "alguém" é o snippet em destaque.

5.png

Snippets em destaque (também chamados de “resultado zero”) são caixas que aparecem acima dos resultados da sua pesquisa na SERP.

Seu objetivo é oferecer conteúdo que você está procurando sem ter que clicar em qualquer link.

A maioria desses resultados em destaque monopoliza a primeira página e a taxa de cliques para o resto dos links diminui drasticamente.

Alguns estudos de CTR mostram que os dos snippets em destaque recebem até quatro vezes mais de cliques o que o resto de resultados.

Por isso é altamente recomendado ajustar seu conteúdo para que ele apareça como um resultado zero da pesquisa.

Como otimizar seu conteúdo para que ele se torne um resultado destacado?

Infelizmente ainda não existe uma receita mágica que garanta que seu conteúdo seja exibido como snippet destacado. No entanto, existem certas táticas de SEO que podem ajudá-lo a alcançá-lo.

  • Defina as páginas que já estão entre os primeiros 10 resultados

Comece analisando quais páginas do seu site já estão posicionadas entre os primeiros resultados de pesquisa e foque os seus esforços nelas, economizando dezenas de horas de trabalho.

É triste, mas é verdade - só um milagre pode fazer com que você apareça em um snippet destacado se estiver atualmente na posição 98.

O Google prefere dar destaque a aqueles resultados que já estão nas primeiras posições, e você estiver no top cinco, melhor ainda!

  • Defina palavras-chave baseadas em perguntas e ofereça respostas estruturadas

É mais fácil para o Google entender a intenção do usuário com uma pesquisa do tipo "como desenhar um cachorro" do que com a pesquisa de "desenhos de cães" (o que você procura são desenhos bonitos de cães ou você quer desenhar um cachorro sozinho?)

Além das perguntas, existem palavras que ajudam a entender a intenção de pesquisa, como "melhor", "receita" e "instruções".

Quando se trata de respostas, escreva da mesma maneira que você fala. Quanto mais fácil for entender você, melhor.

Por exemplo: "Como cozinhar espaguete? Comece fervendo a água ...". Se uma pesquisa começa com "como", estruture seu artigo em etapas: use números para dividir o conteúdo de forma lógica.

  • Certifique-se de que esteja usando os header tags corretamente

Os mecanismos de busca adoram etiquetas claras e um código impecável.

Se a estrutura pode ser escaneada facilmente e o bot de pesquisa consiga extrair a informação mais importante e indexa-a corretamente sem ter que fazer qualquer rastreamento adicional, o site tem grandes chances de aparecer entre os melhores resultados.

O uso adequado das tags H1-H6 é crucial se você quiser ver seu conteúdo nos snippets destacado.

Alguns SEO, incluindo Barry Schwartz, também recomendam o uso da marcação Schema.org.

  • Lute para conseguir tirar seus concorrentes das posições de snippet em destaque

Ninguém pode garantir que, uma vez que uma página se torne um snippet destacado, ela vai permanecer lá para sempre.

O Google pode tirar o seu site (confira este estudo de caso do Glenn Gabe) e substituí-lo por outro, ou simplesmente deixar a página sem snippets em destaque (o que aconteceu com o snippet da palavra-chave "melhor bicicleta para cidade" enquanto ficamos escrevendo este artigo).

6.png

Mesmo depois de conseguir aparecer nos snippets em destaque continue analisado sua página e introduzindo melhorias. Isso é especialmente importante para as palavras-chave de concorrência alta.

Palavras-chave específicas para Mobile

Criar conteúdo que atende aos requisitos de dispositivos móveis não é apenas mais uma tendência.

A verdade é que cada vez mais pessoas acessam conteúdo usando dispositivos móveis em vez de desktop.

7.png

Fonte: Forbes

Especialmente considerando o fato que o índice mobile-first será introduzido a qualquer momento, NÃO pode deixar de atender as necessidades de seus usuários arriscando perder o tráfego orgânico.

Não estamos falando só de AMP. O mais importante aqui é focar nas diferenças entre os hábitos de pesquisa nos dispositivos móveis e desktop.

Vamos analisar alguns exemplos de como adaptar a sua estratégia e palavras-chave para Mobile:

Considere a intenção de pesquisa

A consulta "como reparar um pneu" tem uma intenção muito diferente quando é realizada a partir de desktop e do celular. O último, muito provavelmente, implica que a pessoa precisa de ajuda urgente e não está apenas procurando curiosidades sobre os pneus.

Se tiver um artigo sobre esse tema em seu blog, analise o tráfego dele usando o relatório "Audiência> Móvel" no Google Analytics (filtre por URL para ver o tráfego de uma página específica).

8.png

Se você reparar que a maioria de seus leitores vem de dispositivos móveis, seria interessante atualizar o conteúdo do artigo.

No caso de reparação de pneus, provavelmente seria melhor optar por uma explicação simples e breve em vez de oferecer vídeos pesados e opiniões sobre a resistência de diferentes tipos de pneus.

Analise o volume de pesquisa vindo de Mobile

Quando analisa o quão popular é uma determinada palavra-chave, você provavelmente verifica apenas o volume de pesquisas desktop. Chegou a hora de mudar a tática. Por exemplo, o volume de pesquisa para a palavra-chave "como amarrar uma gravata vídeo" é 50% maior no celular do que no desktop:

9.png

Fonte: SEMrush (US database)

Tenho certeza que você encontrará várias palavras-chave em seu nicho que são pesquisadas com mais freqüência em smartphones do que na área de trabalho. Identificar e usá-las como temas para o seu conteúdo pode ajudá-lo a aumentar significativamente o tráfego orgânico vindo de dispositivos móveis.

O scenário atual de marketing digital exige a constante produção de conteúdos interessantes e valiosos para chamar a atenção de usuários e aumentar o engajamento. Se você está criando conteúdos considere usar as ferramentas poderosas que podem ajudar a polir seu conteúdo e adicionar o toque de profisionalizmo. A SEMrush preparou o Guia Definitivo de Marketing de Conteúdo para te...

Obtenha PDF gratuito

Ferramentas úteis: soluções da SEMrush

A SEMrush oferece várias ferramentas que ajudam a automatizar as partes mais demoradas do seu trabalho. Vamos conhecé-las!

On Page SEO Checker

Esta ferramenta ajuda identificar palavras relacionadas semanticamente. Mas há um detalhe importante: ele só traz as palavras usadas por seus concorrentes bem sucedidos das 10 melhores posições do Google. Não faz muito sentido analisar centenas de SERPs para uma determinada palavra-chave. Por que olhar para aqueles que estão mais abaixo do que você?

Você pode encontrar informações sobre palavras relacionadas semanticamente na seção "Ideias semânticas":

10.png

Eles vêm com uma análise detalhada de quantos concorrentes usam cada uma dessas palavras e com que frequência cada uma delas é encontrada em suas páginas:

11.png

On Page SEO Checker também irá notificá-lo se algumas das páginas do seu site estiverem classificadas no top 10 e tiverem boas chances de aparecer em snippets destacados, com recomendações acionáveis sobre como melhorar essas páginas:

12.png

SEO Content Template

Se precisa otimizar o texto de uma única página sem se aprofundar demais, o SEO Content Template é uma ferramenta extremamente acionável e simples. Basta inserir uma ou mais palavras-chave de destino e a ferramenta analisará os 10 primeiros resultados do Google que estão ranqueando para essas palavras-chave e lhe dará recomendações sobre:

  • Palavras relacionadas semanticamente para usar em sua página

  • O índice de legibilidade que você precisará alcançar

  • Comprimento do texto

  • Fontes de backlinks relevantes

  • Recomendações básicas de SEO, como o comprimento do título da página e a descrição meta

a.png

Você também pode obter algumas informações sobre como organizar seu conteúdo - mostramos trechos dos textos de seus concorrentes, destacando as palavras-chave de destino:

b.png

Keyword Magic

Seria bom se você pudesse digitar uma palavra-chave de destino e ver as palavras semanticamente relacionadas separadas em grupos, obter estimativas rápidas do volume de pesquisa, dificuldade de palavras-chave, nível de concorrência e insights sobre recursos do SERP numa única ferramenta. Esta ferramenta existe. Keyword Magic torna o seu trabalho mais fácil mostrando todas as informações em uma guia.

buenas-practicas-marketing-de-contenidos-keyword-magic.gif

Se precisar de mais dados, por exemplo, o potencial de clique ou dificuldade média para um grupo de palavras-chave, use a opção "Exportar para Keyword Analyzer".

Além disso, o novo filtro "Perguntas" permite coletar centenas de idéias sobre como obter um snippet em destaque em questão de segundos.

c.png

Pesquisa de Tema [em breve]

Esta ferramenta ainda está em versão beta fechada, mas em breve estará disponível para todos. Aqui estão algumas das suas principais funcionalidades:

Ela dá exemplos das manchetes que seus concorrentes do SERP usaram uma vez. Dê uma olhada  para encontrar padrões comuns (por exemplo, todos estão usando listas ou mencionam a palavra "vídeo" nas manchetes).

Ele ajuda a identificar questões populares e pesquisas relacionadas do seu nicho. Isso permite obter informações sobre as necessidades de seus usuários e idéias de palavras-chave novas, além de te dar uma chance de aparecer no “resultado zero” - snippet destacado.

15.png

E quando você precisar de novas idéias para escrever, os mindmaps serão úteis, permitindo criar conteúdos que serão pesquisados.

16.png

Como escrever conteúdos bem-sucedidos no Google de 2018: principais takeaways

  • Dedique um tempo à pesquisa de palavras-chave e defina uma estrutura de SEO amigável antes de começar a escrever.

  • Foque em adicionar palavras valiosas associadas ao seu tema em vez de repetir a mesma palavra-chave em todo o seu artigo.

  • Use várias fontes para enriquecer sua lista de palavras-chave relacionadas. Explore suas páginas de mídias sociais e as páginas de seus concorrentes para obter ideias de palavras-chave e perguntas para responder. Conduza uma análise TF-IDF. Pede para seu suporte técnico para observar e anotar os termos que seus clientes realmente usam.

  • Faça bom uso de ferramentas para automatizar os processos de pesquisa.

  • Muitas dicas acionáveis podem ser facilmente encontradas se você analisar as SERPs. Você pode descobrir quais formatos de conteúdo são usados por seus 10 concorrentes principais ou emprestar algumas idéias de títulos.

  • Use listas e formatos "passo a passo" para aumentar suas chances de ganhar um snippet destacado. "Pergunta baseada em palavras-chave + resposta direta e concisa" é outro formato comprovado para  aparecer na caixa de snippets em destaque.

  • Se você escrever um conteúdo evergreen (um guia, por exemplo), não hesite em mencionar o ano atual no título. Mais tarde acabará por voltar para este artigo para atualizá-lo, então um "guia 2016" pode ser renomeado como "Guia 2017" quando você adiciona novas informações valiosas a ele.

  • Você não consegue aparecer no snippet destacado se não tiver ranqueamentos altos. Para obter resultados mais rápido, comece por otimizar as páginas que já estão classificadas no top 10 do Google para suas palavras-chave de destino.

  • Preste muita atenção à sua formatação, tags e markups. Certifique-se de que estes são usados corretamente e tornam seu conteúdo claro, estruturado e facilmente rastreável para os bots do Google.

  • Se o seu concorrente já obteve um snippet destacado para sua palavra-chave alvo, não desanime. Qualquer outro site pode substituí-lo mais cedo ou mais tarde, e pode ser o seu!

Sua vez!

Já está usando alguma dessas práticas em sua rotina de marketing de conteúdo? Tem mais alguma que você gostaria compartilhar conosco? Te esperamos na seção de comentários! 

Melhora os resultados de seus conteúdos

Com Toolkit da SEMrush para especialistas em conteúdos

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Gostou desta postagem? Siga-nos no RSS e leia mais postagens interessantes:

RSS
Elena Terenteva, Product Marketing Manager at SEMrush. Elena has eight years public relations and journalism experience, working as a broadcasting journalist, PR/Content manager for IT and finance companies.
Bookworm, poker player, good swimmer.
Compartilhar esta postagem
or

Comentários

2000 caracteres restantes
Luisa Ambros
Achei as informações muito relevantes, um conteúdo de ótima qualidade. Artigo salvo para ser usado como referência nas criação de publicações do meu blog - e nos dos meus clientes! :)

Enviar feedback

Your feedback must contain at least 3 words (10 characters).

Só vamos utilizar este email para te enviar a resposta para o seu feedback. Política de Privacidade

Thank you for your feedback!