Cuidados de SEO na escolha de sistemas de sites

65
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra o quão atrativa é uma postagem de blog. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura de usuários ativos, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.
Saiba mais

Cuidados de SEO na escolha de sistemas de sites

Paulo Augusto Sebin
Cuidados de SEO na escolha de sistemas de sites

Os analistas de SEO mais experientes poderão se identificar com esse artigo. Vou contar uma das mais de 50 histórias de constrangimentos de empresários, que descobriram as impossibilidades de se aplicar um bom trabalho de otimização e assim às restrições para conseguir bons posicionamentos nos resultados de pesquisas.

Motivo: o sistema do site não é minimamente preparado para passar por adequações e atualizações que atendem as qualidades exigidas pelos buscadores.

A história de João e seu site

João é dono de uma imobiliária e atua como corretor de imóveis na cidade de Londrina. Há 15 anos no mercado, sentiu a necessidade de estar presente na internet, afinal, a maioria dos clientes perguntavam se a empresa tinha um site, se havia fotos e informações adicionais online. Reparou que caiu em mais de 150% o número de contatos de clientes e investidores em imóveis. Após consultoria do SEBRAE, constatou-se que os concorrentes estão atuando muito bem na internet e que o público alvo está procurando imóveis na internet.

Em janeiro de 2014 João pensou no que seria o óbvio para ele, lançar um site. Sim, esse é o primeiro passo, mas sem orientação, um ano depois descobriria que iria evidenciar uma situação complicada.

Em rápida pesquisa, João encontrou uma agência especializada na construção de sites para imobiliárias com custo “atraente”. Não demorou muito, contratou e em menos de 15 dias o site da imobiliária já estava no ar, com imóveis cadastrados.

João pensou:

- Agora estou na internet, logo os clientes vão me encontrar e voltarei a crescer.

A cada mês que se passava, os contatos de clientes estavam na mesma, alguns momentos, sequer havia clientes. Um ano depois de lançar o site, sua rede de amigos o informou sobre um tal de SEO.

- O que é SEO?

Depois de ler dezenas de artigos, consumir muitas horas de vídeos, entendeu o que é SEO e sua importância.

Em pouco tempo, encontrou várias agências e profissionais da área. Foi assim que ele me encontrou.

- Paulo, depois de um ano de site, os clientes não me encontram e pelos testes que fiz, realmente meu site não aparece no Google. Preciso da sua ajuda nessa tarefa.

Após longa conversa, reservei uma hora para analisar tal site. Me senti como um médico que tinha a missão de informar a morte de um paciente.

- Seu João, tudo bem? Eu tenho uma má notícia para dar. Com o seu atual site, pelo sistema que usa, infelizmente não conseguirei garantir resultados satisfatórios.

João se espantou:

- Como assim?

Eu mandei um amplo relatório com detalhes a respeito. As principais informações desse relatório podemos nos atentar a seguir.

Sistema único para a mesma cartela de clientes

O site do João rodava sob um sistema padrão que atende centenas de imobiliárias. Ao contato feito com o desenvolvedor, quase nada era possível alterar no código por que isso afetaria todos os clientes, como um efeito manada. Dentre as alterações diagnosticadas e impossíveis de serem realizadas, estavam:

  • Velocidade de carregamento – seria necessário otimizar funções Java Script, eliminar alguns elementos do HTML e aproveitar o cache dos navegadores.
  • Inserção de descrições adicionais nas categorias – seria importante criar uma descrição otimizada para as categorias do site.
  • Esquema de “canonical” – havia milhares de páginas duplicadas pelo tratamento de páginas do site, seria facilmente resolvido com inserção de "canonical".
  • Impossível acessar robots.txt: como atuar com “canonical” era impossível, talvez com algumas diretrizes no arquivo Robots.txt seria capaz de bloquear páginas de baixa qualidade ou gerenciadas pelo sistema, apenas. Inacreditavelmente, o arquivo Robots.txt era compartilhado com todas as imobiliárias que usam o mesmo sistema, sendo assim, não era possível sequer personalizar o arquivo.
  • Reescrita de URL’s: a maioria dos endereços das páginas tinham parâmetros e códigos, sem a presença de palavra-chave lógicas, o que torna toda a estrutura confusa.
  • Buscadores não indexavam parte da descrição dos imóveis ofertados: a abertura de parte da descrição rodava em AJAX, e os buscadores têm dificuldades para ler tal situação.
  • Ausência de retorno HTTP 404: ao apagar o cadastro de algum imóvel, comum ocorrer quando o imóvel é negociado, o sistema não retornava a condição de página inexistente por HTTP 404, pelo contrário, abria uma página com única frase “imóvel indisponível”. Cada cadastro apagado, os endereços eram indexados como páginas duplicadas e de baixa qualidade.
  • Marcações de dados: incrivelmente, existe marcação para corretores de imóveis, conforme pode ser verificado em Schema e compreendido sobre a semântica HTML e SEO. Alguns concorrentes apareciam no Google de maneira destacada. Pasmem, o sistema do site do João impossibilitaria tal implementação.
  • Otimização do servidor: de acordo com relatórios do Google Search Console, em média, 3 vezes por mês, o site ficava por horas fora do ar. O motivo era simples. Na hospedagem contratada pela agência responsável pelo sistema do site do João, havia compartilhamento com outras 100 imobiliárias. A depender do tráfego total, problemas surgiam.
  • Textos alternativos das imagens: pasmem, nenhuma imagem do site tinha o atributo ALT. Não era possível sequer implementar de maneira automática, talvez pelo nome de cadastro do imóvel.
  • Personalização de títulos de página (tag title): o site oferecia muitos títulos duplicados e de baixa qualidade. Infelizmente não era possível criar títulos personalizados, e assim de alta qualidade e melhores descritivos.
  • Otimização para dispositivos móveis: o site não era responsivo, era apenas adaptado. E de fato, era difícil navegar pelo smartphone, havia falhas demais.

Para todos os pontos acima, a agência responsável pela criação do sistema padrão para imobiliárias informou que não poderia atender às otimizações. A lista é muito maior, seria viável até criar um novo artigo para debater.

- Entendi os motivos por não conseguir trabalhar com SEO no meu site. Eu deveria ter me atentado a isso antes de lançar. O que faço agora? – desabafou João.

Escutei essa pergunta mais de 50 vezes, assim como lembro da história do Felipe, dono de uma empresa de produtos orgânicos que também contratou um sistema padrão de sites. A solução é praticamente a mesma para todas as ocasiões.

- Você precisa lançar um outro site, com um sistema mais adequado para receber as ações mínimas necessárias.

Há quem diga que um bom conteúdo, aplicações adequadas de palavras-chave e divulgação em canais de qualidade já são suficientes para ter resultado satisfatório. Certamente que algum resultado pode aparecer, mas com muitas limitações, abaixo da expectativa.

Se alterações técnicas são inviáveis, imagine as otimizações voltadas para melhorar a navegabilidade e boas experiências (usabilidade) para os usuários, fato que é mais importante.

O que o João fez? Um e-mail dele foi a resposta.

Caro Paulo, vou precisar da sua ajuda para escolher um bom sistema de site para a minha imobiliária. As informações que me passou são convincentes e faz todo sentido. Preciso que me auxilie na escolha de um sistema bom para meu site e assim ter condições de melhorar a qualidade”.

Para cada situação como essa, me coloco no lugar do empresário. Por isso o ajudei. Meses depois de fazer um novo site, que já é muito melhor, em breve terá capital para finalmente realizar otimização decente.

Como escolher sistema de site adequado para SEO

Particularmente, os sistemas mais adequados são os classificados como “open source”, isto é, código aberto. A exemplo, Magento e Open Cart para lojas virtuais, Wordpress para blogs e sites institucionais. Isso por que desenvolvedores têm maiores liberdades para aplicar alterações mais profundas e que atendem quase todos os detalhes que SEO demanda.

Não é uma regra. Há agências especializadas em desenvolvimento que criam sistemas já muito bem projetados para otimização.

Antes de contratar desenvolvimento do site da sua empresa, importante se preocupar com o futuro e o pleno atendimento ao marketing digital. Importante destacar que algumas otimizações podem impactar diretamente nas campanhas de Google AdWords, links patrocinados do buscador.

Há casos, por exemplo, de lojistas não conseguirem anunciar produtos no Google Shopping por que o sistema não atende à geração de XML adequado e atualizado.

Informação é a prevenção

Marketing digital renova com muita frequência, por isso é recomendado acompanhar informações sempre. Algumas dicas de leitura podem auxiliar na formação de conhecimento para pesquisar por sistemas adequados e questionar a respeito.

Blog da SEMrush – artigos frequentes criados pelos melhores influenciadores em marketing digital. Importantíssimo acompanhar os fatores de classificação dos buscadores, levantamento feito pela SEM Rush

MOZCon – blog internacional que aborda atualizações dos algoritmos de buscas e dicas de marketing digital.

Search Engine Land – portal internacional com informações sobre os buscadores.

Lembre-se: lançar um site não garante atração de usuários. A ferramenta precisa ter mínimo de qualidade para um bom trabalho de marketing digital.

Like this post? Follow us on RSS and read more interesting posts:

RSS
Jornalista gerente marketing de busca e comunicação online. Desde 2010 atuante em otimização de sites. Certificação completa "Specialist Google AdWords". Já atuou em assessoria de imprensa.
Compartilhar esta postagem
or

Comentários

2000 caracteres restantes

Inscreva-se no Blog da SEMrush para receber conteúdo útil direto na sua caixa de email.

Obrigado!

Você se inscreveu no nosso blog com sucesso.