Como Proteger seus Ranqueamentos #1 (Quando seus Concorrentes Estão Tentando te Derrubar)

Hunter Branch

Jul 01, 20199 min read
Como Proteger seus Ranqueamentos #1 (Quando seus Concorrentes Estão Tentando te Derrubar)

Parabéns, você fez isso!! 

Você alcançou o auge do SEO - a cobiçada posição número 1. Está na hora de festejar, descansar e acompanhar o tráfego mensal, correto?

Sim, se você não está preocupado com os seus concorrentes que estão  trabalhando duro para roubar a sua conquista. Porque é isso que eles estão fazendo - planejando tomar o seu lugar e você precisa impedir que isso aconteça.

Então, o que você pode fazer nesse caso?

Depois de fazer vários testes nos últimos 6 meses tentando proteger primeiras posições dos meus clientes, criei um processo que me ajuda a ficar alguns passos à frente dos meus concorrentes.

O Plano para Segurar sua Posição Alta  em 3 Passos 

Anotação: SEO técnico também tem um papel enorme na proteção da posição # 1 (e de todas as suas posições em geral). Este guia foca na gestão e criação de conteúdo, mas para alcançar o sucesso você também precisa garantir que seu site seja tecnicamente forte. 

Você já sabe que você precisa manter seu conteúdo atualizado e procurar maneiras de melhorá-lo.

Mas há algumas maneiras específicas de fazer isso no contexto de manter a sua posição de destaque - que também ajuda a conquistar ainda mais palavras-chave com o mesmo post.

Descubra quem menciona você

A Brand Monitoring encontra as menções mais valiosas da sua marca

ADS illustration

Parte 1: Analise o conteúdo de seus concorrentes para derrotá-los em seu próprio campo.

Seu conteúdo já é muito melhor do que o de todos os outros ... obviamente. Mas isso não significa que o conteúdo com o qual você está competindo não merece a sua atenção.

Afinal, o conteúdo precisa ser muito bom para chegar na primeira página de resultados de pesquisa, certo?

Eu recomendo ler todos os artigos na primeira página de resultados de pesquisa para a sua palavra-chave e fazer as seguintes perguntas:

  • Eles dão ótimos exemplos?

  • Eles têm táticas e estratégias incríveis e bem explicadas?

  • O artigo é visualmente atraente?

  • Eles têm diagramas e gráficos úteis?

  • Eles investigaram bem o material? Os argumentos deles são válidos?

  • Do que as pessoas estão falando nos comentários? Do que eles gostaram? Sobre que estão discutindo?

  • Como posso usar aproveitar essa discussão?

Seu conteúdo já está classificado como nº 1 porque é o melhor artigo na internet para sua palavra-chave alvo.

Mas isso não significa que sempre será o melhor se você deixar de otimizá-lo; você precisa continuar procurando maneiras de melhorar, atualizar e renovar seu conteúdo para permanecer no topo.

Parte 2: Adicione seções novas ao seu conteúdo com base nas impressões do Google Search Console.

Como os especialistas em SEOs sabem, o Google normalmente não gosta de nos ajudar, mas esse pequeno presente é uma exceção.

O Google Search Console mostra para quais palavras-chave você deveria otimizar seu conteúdo.

Você pode obter essas informações assim:

1. Vá para o GSC e clique em Performance (desempenho).

img-semblog

2. Adicione um filtro de página contendo o URL do seu post.

img-semblog

3. Clique nas colunas Clicks (Cliques) e Impressions (Impressões) na parte superior e, em seguida, clique em Queries (Consultas).

img-semblog

4. Classifique por impressões e procure palavras-chave que obtiveram muitas impressões, mas poucos cliques (resultando em uma CTR baixa).

img-semblog

5. Use essas palavras-chave de cauda longa para otimização adicional e para obter ideias para novas seções do seu artigo.

Às vezes você pode conseguir ranquear bem para uma dessas palavras-chave  apenas colocando-a em um título ou usando-lá algumas vezes no corpo. 
 

2. Continue fazendo o linkbuilding e promovendo seu conteúdo como de costume (mas certifique-se de incluir essas 3 táticas cruciais).

Nada acabará com o seu primeiro lugar nos resultados mais rápido do que interromper todo o linkbuilding e a promoção. Sim, ao alcançar o primeiro lugar você precisa passar a maior parte do seu foco e impulsionar outros posts. Mas isso não significa que você deva abandonar o post que está gerando um monte de leads e dinheiro. Não faz sentido.

Fora das táticas padrão de linkbuilding, há algumas coisas que você precisa fazer especificamente para o seu conteúdo top:

Isso é uma estratégia fantástica.

Como falamos, seus concorrentes estão se esforçando no linkbuilding para alcançá-lo. A boa notícia é que você pode monitorar praticamente todos os movimentos que eles fazem usando a ferramenta de backlinks da SEMrush que você já usa diariamente.

Você sabe o que fazer.

1. Digite o URL de um artigo concorrente na barra de pesquisa.

2. Clique em backlinks no menu à esquerda e, em seguida, clique na aba Backlinks.

img-semblog

3. Marque a caixa “New” (Novos) para ver apenas os backlinks obtidos recentemente (isso pode ser útil se você já revisou os links mais antigos nas auditorias anteriores).
 

img-semblog

Faça isso para todos os artigos concorrentes que aparecem na primeira página.

Sempre que você reparar que os seus concorrentes receberem um novo link de alta qualidade entre em contato com esse site - fonte de backlink. Eu faço isso todas as sextas-feiras para que eu possa agir rapidamente, aproveitando oportunidades de linkbuilding que meus concorrentes, sem saber, me mostram. Quando eles ficam empolgados com um ótimo link que acabaram de receber, eu vou lá e "roubo" o link para mim. :)

2. Configure a ferramenta de Brand Monitoring para encontrar novas oportunidades de linkbuilding e promoção.

A ferramenta de Brand Monitoring da SEMrush é fantástica por vários motivos, mas principalmente porque é uma ferramenta que ajuda se manter em uma posição de destaque no Google.

Ela permite:

  1. Encontrar menções de palavras-chave específicas em outros sites diretamente relacionados ao seu conteúdo para que você possa entrar em contato com eles em busca de um link.

  2. Encontrar pessoas que compartilharam conteúdo contendo palavras-chave específicas, para que você possa sugerir o seu conteúdo e conseguir mais compartilhamentos.

A probabilidade de obter um compartilhamento no caso dessas pessoas aumenta, pois elas já demonstraram interesse no tópico do seu conteúdo.

Descobri que a conversão de meus contatos diretos em busca de link ou compartilhamentos é 2-3 vezes melhor quando uso contatos deste relatório. Veja como você obter essas informações:

1. Vá para a ferramenta de Brand Monitoring e crie um novo projeto com o URL e o título do seu artigo que está ocupando a primeira posição do Google. 
 

img-semblog

2. Adicione as principais palavras-chave do seu artigo e clique em "Start Tracking" (Iniciar acompanhamento).

3. Examine a guia Referências para encontrar páginas da Web e contas do Twitter que possam ajudá-lo a promover seu conteúdo.

img-semblog

4. Entre em contato com cada site ou pessoa novo que mencione o tópico do seu conteúdo.

Eu recomendo fazer isso uma vez por semana .

Sem dúvida você vai querer monitorar as mudanças nos ranqueamentos de páginas que estão diretamente abaixo de você, mas também é essencial procurar ameaças potenciais em toda a primeira página. Não estou sugerindo monitorar os relatórios de ranqueamento todos os dias.

A ideia é de digitar sua palavra-chave no Google e examinar toda a primeira página em busca de alterações.

Apareceu um artigo publicado recentemente que acabou de chegar ao final da primeira página? É de um site de autoridade? Cuidado. Fique de olho nele.

Parece ser algo tão óbvio, mas deixar de analisar as SERPs por alguns dias pode ser realmente perigoso. Exemplo real:

No início deste ano, um dos posts do meu cliente que estava em posição número 1 teve uma queda. Caiu para o número 2 nos relatórios. Droga...

Acontece que um novo post estava ganhando posições e percorreu todo o caminho da parte inferior da página 1 até o primeiro lugar em cerca de 72 horas.

Se eu estivesse prestando atenção nos ranqueamentos dos sites na primeira página, eu poderia ter evitado isso.

(Caso você esteja se perguntando: Eu acredito que foi principalmente uma questão de CTR. Eu fiz umas alterações no Título e Meta Descrição, e o artigo voltou a posição # 1 ... e ainda está lá.)

Moral da história: fique de olho na primeira página.

Sempre que você encontrar um artigo novo na primeira página:

  1. Analise o perfil de backlinks desse site e obtenha esses links.

  2. Adicione o artigo à sua lista semanal de sites para monitorar a aparição de links novos.

3. Faça testes para otimizar sua taxa de cliques orgânica.

Como você já sabe, a CTR é um importante fator de ranqueamento quando você alcança a metade superior da primeira página de resultados de pesquisa. Se um artigo que está abaixo do seu começa obter um CTR mais alto, você corre o risco de perder a sua posição. Uma CTR "segura" para posição número 1 está entre 20% e 30%, por isso recomendo fazer testes para encontrar o Título e a Descrição Meta optimal até chegar a 30%.

O meu processo de testes de CTR é:

Passo 1: Analise as CTRs do seu artigo nos últimos três meses.

Lembrando, você pode encontrar a sua CTR no Google Search Console.

Basta clicar em Performance (Desempenho) e, em seguida, escolher Average CTR (CTR média).
 

Filtre o relatório para mostrar as CTRs para as palavras-chave que fazem seus posts aparecerem nas primeiras posições. 

Para isso, adicione um filtro de página ao URL do seu post.

img-semblog

Em seguida, volte para Queries (Consultas) para obter a lista de todas as palavras-chave para quais seu post é exibido (com a CTR para cada uma delas).

Passo 2: Prepare um novo Título ou Meta Descrição.

Ao fazer um teste de CTR o mais importante é fazer apenas uma alteração de cada vez. Por quê?

Se você alterar os dois parâmetros (Título e Meta Descrição) de uma vez, não terá como dizer com certeza qual das duas alterações afetou a CTR. Por isso, recomendo começar com testes do Título e, em seguida, passar para a Descrição Meta depois de encontrar o título mais clicável.

(No que diz respeito às práticas recomendadas para a criação de títulos e descrições otimizados para CTR, recomendo o método de ímã de CTR de Brian Dean.)

Passo 3: Defina um prazo para o seu teste e vai acompanhando os resultados.

O período de tempo certo para testes irá variar dependendo da quantidade de tráfego que a sua posição número 1 no Google traz.

Se as principais palavras-chave geram 1.000 visitantes por dia, 2 a 3 dias fornecerão dados suficientes.

Se o tráfego for de 50 a 100 por dia, convém esperar de 7 - 14 dias para analisar seus resultados.

Seja qual for o período de tempo que você escolher, certifique-se de fazer testes regulares de CTR até atingir 30%.

Passo 4: Analise os resultados no Google Search Console.

Para comparar a CTR de dois períodos no Google Search Console, basta clicar no filtro de data, depois em "Comparar" e inserir o período anterior correspondente ao período de tempo do seu teste.

img-semblog

img-semblog

Por exemplo:

Se eu fiz um teste de 28 dias, vou comparar o CTR contra os 28 dias antes de implementar as alterações.

Seu trabalho não acaba depois de atingir a posição número 1

Não cometa o erro que a maioria das pessoas faz: deixar de acompanhar os posts que chegaram ao número. Você pode mudar seu foco para melhorar outros ranqueamentos, mas se você não dedicar tempo para proteger seu primeiro lugar, alguém acabará tomando a sua posição.

Essas três estratégias são realmente eficazes, não exigem muito tempo para serem implementadas e podem impedir que você perca a posição tão desejada.

Você usa outras estratégias para se manter em posição número 1? Eu adoraria ouvir mais sobre isso nos comentários.

Inscreva-se para o Wébinar Tendências de Linkbuilding 2019: Mesa Redonda

Author Photo
Hunter BranchHunter Branch is an SEO consultant and the founder of Rank Tree―an SEO agency that works with New York Times bestselling authors, personality-driven brands, and small businesses to generate traffic and leads from Google.
Subscribe to learn more about SEO
By clicking “Subscribe” you agree to Semrush Privacy Policy and consent to Semrush using your contact data for newsletter purposes