pt
English Español Deutsch Français Italiano Português (Brasil) Русский 中文 日本語
Envie um artigo
Ir ao blog

Dica da Semana: Como Lidar com a Atualização Google BERT

Dica da Semana: Como Lidar com a Atualização Google BERT

JOHN MARTIN

Fala, gente, tudo bem? 

Eu sou o John Martin, da agência SEO Martin. E nesse vídeo, vou falar mais do BERT, que foi a maior mudança do Google desde o RankBrain de 2015.

Segundo o próprio Google, foi um dos maiores saltos na história da pesquisa. E como a gente recebeu muitas perguntas sobre o assunto, eu acabei colocando elas mais ou menos numa ordem lógica. 

 

1. O que é Google BERT, de uma maneira simples e objetiva?

- É um pouco difícil falar de uma maneira simples porque é um negócio super complexo, mas a gente vai tentar facilitar para vocês. Então basicamente, o Google ajustou o algoritmo para entender melhor o processamento de linguagem natural, que é o jeito que a gente fala. E que a gente não percebe, mas é extremamente complexo. Porque você tem várias nuances, várias pequenas palavras de ligação - preposições e outros tipos de palavras - que acabam mudando por completo o significado, ou até a intenção de uma busca quando a gente está pensando no Google.

O BERT consegue entender melhor o relacionamento das palavras. Então quando você faz uma pesquisa o Google consegue entender melhor não só as palavras-chaves principais, mas o relacionamento entre as pequenas palavrinhas - de, para, onde, donde, etc - então é super importante porque: 

  • ele vai ter um entendimento muito melhor do conteúdo
  • ele vai entender melhor o jeito que os usuários pesquisam
  • ele vai conseguir sincronizar os dois para oferecer resultados mais eficientes para o usuário.

Em teoria, o Bert não vai estar ativo para todas as pesquisas. Porque a gente faz muitas pesquisas de uma maneira mais simples, por exemplo, pesquisas de marca. Então muitas vezes você faz uma pesquisa no Google, por exemplo "Google BERT" - isto é um assunto simples e objetivo. Mas as pesquisas que são mais conversacionais, mais cauda longa, que têm mais palavras, provavelmente vão ser mais influenciadas.

E aí, pensando um pouco alto, acho que o BERT vai estar muito mais ativo quando você estiver fazendo uma pesquisa por voz. Seja no celular, seja por um aparelho conectado na sua casa. 

— John Martin

Ou seja, o Google deixa de interpretar somente as principais palavras e começa a entender praticamente todas as palavras para entender o contexto daquela sentença, daquelas frases e do próprio conteúdo de uma maneira geral.

2. Quando começou o BERT?

- Você tem que avaliar logicamente - o projeto deve ter começado há muito tempo atrás. Em 2018 o Google liberou o BERT aberto na web para que os desenvolvedores pudessem pegar e também acabar criando esse sistema de perguntas e respostas, mas eu acho que a grande parte dos questionamentos se refere basicamente a quando que o BERT ficou ativo na pesquisa do Google. Isso foi comunicado oficialmente em outubro de 2019. 

Lembrando que o BERT apriori vai estar ativo para as pesquisas feitas em inglês e o Google acabou explicando que naturalmente ele vai estar colocando isso para as outras linguagens, mas ele não deu prazos. Embora eu acredito que em 2020 ele esteja já ajustando isso para todas as outras linguagens, inclusive o Português.

3. Qual que é o impacto da atualização Google BERT?

Muita gente falou, "mas eu não senti impacto, como que é"? É que é realmente uma atualização bem diferente de outras. Precisamente porque é uma atualização para entender mais o conteúdo e entender mais a pesquisa, e não para procurar fazer uma caça às bruxas. Ele não quer procurar efetivamente que é que você está fazendo de errado no seu site, mas de uma maneira geral o Google afirmou que aproximadamente 10% das pesquisas em inglês são afetadas pelo BERT. E aí você tem que pensar, lógico, porque hoje em dia tem muita pesquisa de cauda longa, conversacional, mas muitas pesquisas ainda acabam usando menos palavras e estão adaptadas ao Google.

Mas, sem dúvida nenhuma eu acho que esse percentual de 10% deve aumentar, principalmente com uma utilização maior de pesquisas por voz, seja pelo celular seja em outros aparelhos conectados em casa. Inclusive, esse é um ponto super interessante, que se for a ver, a gente se adapta um pouco ao Google. Porque a gente sabe, quando a gente quer pesquisar algo, você não coloca na barra de pesquisa “o que é o Google BERT?”. Simplesmente coloca “Google BERT”. Então você acaba se adaptando. Talvez seja um pouco de preguiça também, é a lei do menor esforço, você coloca a menor quantidade de palavras. E aí, até porque você escrevia isso antes, pega o celular lá e escreve. 

O essencial para estudo de keywords

Ferramenta Keyword Magic da SEMrush

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Na medida que você só precisa falar talvez vai fazer mais sentido você começar a usar sua pesquisa por voz. Então a gente já sabe que tem um aumento muito grande de pesquisa por voz e talvez o Google esteja tendo essa percepção, por isso ficou mais preocupado e já está fazendo esse trabalho, a entender melhor as pesquisas de voz.

4. Quais são os exemplos de como o Google BERT funciona?

O pessoal discute muito sobre a diferença entre um americano que tem inglês fluente e um brasileiro fazendo uma pesquisa em inglês. O americano acaba usando mais aquelas palavras de ligação in, to, out etc., que às vezes muda o contexto da frase inteira e, lógico, a intenção de pesquisa. E quando você tem uma outra língua nativa que não o inglês, quando você vai fazer a pesquisa no inglês é muito mais fácil você fazer a pesquisa de uma maneira simplista, colocando só meia dúzia de palavras, sem definir muito bem essas palavras de ligação, até porque o seu inglês não é nativo. 

A gente tem um clássico exemplo da farmácia, com pesquisa “posso retirar um remédio na farmácia para um amigo?” e antes do BERT o Google acabava não entendendo que era para um amigo ou seja: a receita está no nome do amigo e você quer saber se você pode retirar a receita. E depois do BERT, o Google acaba entendendo melhor esse “para um amigo”, essas palavras que ligam umas com as outras, essas preposições, as palavras de ligação. Então ele tem um entendimento muito melhor dessa conexão entre as palavras, principalmente quando tiver pensando nessas pequenas palavras de ligação. 

Mais sobre isso Notícias do Google: Janeiro 2020 Postagem Maria Chizhikova Marques 50 fatos de Pesquisa por Voz Postagem Kseniia Ivakhova Táticas para monitorar sua visibilidade online com a SEMrush Postagem Ricardo Mendoza Dica da Semana: Como fazer post esquecido trazer resultados no Google Postagem JOHN MARTIN

Outro exemplo interessante - utilização de Wordpress, normalmente a gente coloca um plugin de cache para poder facilitar a utilização e ter um pouco mais de performance no site. E aí eu fiz uma pesquisa que era “maneiras de otimizar o Wordpress sem plugin de cache” e é muito interessante, porque quase todas as pesquisas vieram com o plugin de cache, então essa palavrinha “sem” talvez o Google já não entenda tanto e acaba oferecendo resultados que tem a palavra cache. No caso você pode usar um operador booleano, colocar um tracinho e colocar cache, mas a grande verdade é que a maioria das pessoas não faz esse tipo de filtro na pesquisa.

E a ideia do BERT é exatamente entender essas nuances da linguagem para conseguir oferecer melhores resultados.

Outro exemplo super interessante é o que o próprio Google deu, e esse exemplo é legal porque ele fala sobre o Brasil. Tem uma pesquisa comum ali, “2019 Brazil traveler to USA need a visa”, ou seja “brasileiros para o Estados Unidos precisam de um visto”, seria uma pergunta. E basicamente antes do BERT o Google acabava exibindo o resultado que está à esquerda, que não tinha nada a ver; e depois do BERT, o Google começou a entender que o Brazil traveler ou seja o brasileiro, que vai para os Estados Unidos, ele precisa de um visto? Então agora no resultado o Google acaba exibindo a página do Consulado Americano aqui no Brasil. E aí sim, vai ter todas as informações pertinentes para essa pesquisa.

5. O que que significa Google BERT?

Então BERT é a sigla em inglês para Bidirectional Encoder Representations for Transformers e esse foi traduzido para português como Representações Codificadoras Bidirecionais de Transformadores.

Ah beleza! Agora ficou fácil!

Brincadeiras à parte, o BERT é uma tecnologia de rede neural que basicamente é uma inteligência artificial. Ela tem como principal objetivo fazer o processamento da linguagem natural, em outras palavras ele quer que a máquina entenda exatamente que os humanos estão falando. Do jeito e com as nuances da nossa linguagem.

Você não sabe o que é rede neural? Lógico, é um assunto bem complexo, mas de uma maneira bem simplista são sistemas de computação que acabam tentando simular um pouco o funcionamento, o jeito que os neurônios trabalham, para oferecer resultados eficientes e isso tem muito foco em padrões escondidos ou em dados muito brutos. Então é super importante, porque o Google começa a entender de uma maneira bem simples aquele, de, para, aonde, da onde, então ele começa a fazer uma análise massiva e entender essas pequenas nuances.

Sem dizer que por se tratar de uma inteligência artificial, você tem um aprendizado de máquina, que é um dos fatores mais importantes do que está falando.

6. Processamento de linguagem natural é uma novidade?

Acho que o grande overview que dá para passar é que isso não é um assunto novo, o processamento de linguagem natural é uma coisa antiga, se a gente for ver, mas tem evoluído muito nos últimos tempos.

Agora a grande sacada do BERT, talvez seja nesse bidireccional. Porque todas as tecnologias que a gente tinha até então analisavam as palavras-chaves, ou analisavam o contexto em uma única ordem. E a grande sacada do BERT é que ele acaba analisando as palavras ou seja todo aquele contexto, nas duas ordens. Por isso que ele é bidireccional.

Então ele consegue ter uma precisão e uma nuance muito melhor dessas pequenas palavras de ligação e ele acaba entendendo melhor o contexto ali do conteúdo, e também efetivamente na pesquisa que vai ser feito. 

7. O que a Wikipedia tem a ver com o BERT?

Lembra que a gente falou de aprendizado de máquina? Então basicamente é o algoritmo preciso para aprender.

O que é que o Google fez? Ele simplesmente pegou o algoritmo e acabou treinando com todo o conteúdo, a priori, em inglês da Wikipédia. Inclusive se você quiser usar o projeto aberto do BERT que o Google ofereceu, você já sabe que esse projeto está pré-treinado por todo o conteúdo da Wikipédia.

8. Porque o Google BERT só foi aplicado agora?

Uma pergunta super curiosa…

Acho que teve logo dois, três pontos interessantes. O primeiro deles é o desenvolvimento de software. Tem que pensar nisso para poder fazer. Até então ninguém tinha pensado em fazer esse trabalho bidirecional, porque não tem essa capacidade de processamento. 

Que é o segundo ponto. E aí você fala assim: Mas o que é que é a capacidade de processamento? Então a gente acha que o Google tem todo o processamento do mundo, tem toda a potência do mundo. Mas não é assim. Para aplicar o BERT o Google foi obrigado a desenvolver um novo equipamento na nuvem, que é os TPUs que eles chamam. E porquê isso? De uma maneira geral ele exige mais capacidade de processamento - lembrando que capacidade de processamento é custo, porque você precisa investir em processadores, em capacidade, tipo de infraestrutura, você precisa investir muito dinheiro para conseguir isso. 

Preview: Ferramentas da SEMrush para SEO

Campanha de SEO bem-sucedida requer atividades em todas as frentes: concorrência, palavras-chave, linkbuilding,on-page e otimização técnica. Várias ferramentas são necessárias para coordenar os esforços, o que pode ser bastante caro. A SEMrush resolve esse problema com uma caixa de ferramentas all-in-one, contendo 17 ferramentas para todas as áreas de SEO. Este ebook vai te guiar por todas elas, mostrando...

Obtenha PDF gratuito

De uma maneira simplista, é imaginar que você tem um computador um pouco mais velho, e você querer editar uma imagem, e aí você clica e abre no Pen por exemplo. Ele abre super rápido o editor, mas não consegue fazer nada muito bonito. Você vai tentar abrir aquela mesma imagem no Photoshop e aí você demora para abrir o programa, e se for um computador mais antigo, nem abre direito. A gente sempre pensa no Google como uma potência mas até o Google tem algumas limitações, e essas limitações acabaram deixando de existir porque o Google acabou de investir em mais hardware e isso foi fundamental para desenvolver e aplicar isso na prática no dia a dia da busca.

E o terceiro ponto - tem o mercado, as pessoas que estão cada dia mais estão pesquisando por voz. O Google deve ter essa percepção, ele sabe que está aumentando, sabe que para os próximos anos isso vai aumentar muito e em algum momento eles devem ter avaliado. Falaram putz, a gente precisa melhorar o entendimento de pesquisa por voz, as nuances da linguagem, para poder oferecer um resultado melhor para os usuários. Então eles com certeza estão aplicando aí, pensando no futuro. 

9. Porque o Google BERT só foi aplicado nos Estados Unidos, e nos outros países não?

Eu acho que é uma relação de muito interesse aí com o mercado. Ou seja se você tem mais pesquisas, se o mercado do Google americano for aquele onde ele tem mais receita, ele vai sempre aplicar lá antes. Mas em contrapartida talvez você tenha uma questão aí que é - custo de processamento. 

Então, para aplicar em outras línguas você tem esse custo mas não é só questão de custos. Tem que lembrar que a gente tem a palavra aprendizado de máquina. Então muitas vezes eles preferiram iniciar com o inglês e agora estão indo para outras línguas.

Inclusive tem outras línguas aí que os ensinamentos são muito mais complexos que inglês. Pega o alemão ou o português, que são mais complexas que o inglês. Então talvez eles precisam de mais tempo para conseguir fazer um aprendizado de máquina que fique eficiente.

10. Quando será lançado o Google BERT em português?

Quando é que o BERT vai vir para o Brasil? E a verdade é que o Google acabou não definindo nenhuma data certa para vir para o Brasil, mas eu não tenho dúvidas que em 2020 o Google vai começar a liberar isso de uma maneira geral para outras línguas e outros países. 

Talvez você fale: "ah bom, mas já começou aqui no Brasil!" - É que o Google admitiu que para algumas línguas inclusive o português, ele já está usando o BERT para conseguir definir melhor os featured snippets, que são aqueles resultados ricos que ficam na posição zero. Então para responder à pergunta de uma maneira certeira: basicamente o BERT já está no Brasil, ele já está atuando sobre os featured snippets, mas ele não está atuando sobre todos os resultados da pesquisa.

Isso provavelmente deve ocorrer no decorrer 2020.

11. Qual é a diferença entre a atualização Google BERT e outras atualizações do Google - RankBrain, Hummingbird, etc?

Se a gente for comparar com as atualizações anteriores, as anteriores muitas vezes tinham uma visão - de uma maneira geral - de identificar quem estava manipulando o Google e acabava tendo uma penalização ou um ajuste de algoritmo que você ia sentir nas suas visitas.

Comparando com algumas atualizações anteriores o diferencial é que o BERT é muito mais focado no próprio entendimento do Google sobre o conteúdo, sobre a pesquisa que o usuário está fazendo. Enquanto noutras atualizações o Google tinha um foco muito grande em evitar manipulações e acabar ajustando diversos posicionamentos. 

Tanto que no caso de várias atualizações o pessoal acabou sentindo muitas variações no tráfego orgânico, o que não aconteceu no caso do BERT. Então assim, ele não está no Brasil ainda, a gente não teve - os meus clientes brasileiros - esse impacto - mas também não pôde medir.

Agora você vê que aí no mercado americano você não teve uma reclamação tão grande com relação ao BERT. E aí talvez até pelo próprio princípio do BERT que seja entender melhor os conteúdos que são mais conversacionais, de cauda longa. 

Isso é super interessante porque não teve nenhuma queda trágica por causa do BERT. E muito embora você pode considerar que o BERT é um pouco diferente das outras atualizações, eu acho que o principal ponto é avaliar que não importa qual seja a atualização, vocês sempre tem que esperar que o Google vai estar numa evolução constante. Então ele vai está sempre colocando atualizações para conseguir entender melhor o conteúdo, entender melhor a pesquisa, e principalmente oferecer um resultado melhor para o usuário. Então, sempre que você tiver produzindo um conteúdo muito bom para o usuário, a probabilidade é que atualização que venha a acontecer vai ser favorável e não desfavorável a você. 

12. Fora a pesquisa, a atualização Google BERT vai ser aplicada em outros produtos (como YouTube)?

Então eu não tenho dúvida que vai ser aplicado em outros produtos do Google, só não sei qual que é o tempo que isso vai ser efetivado. Mas assim se você tiver pensando no Assistant, com certeza ele já está sendo usado principalmente por causa do Feature Snippet, e os resultados que tem um pouco mais de cauda longa que são mais conversacionais. Agora, para outras ferramentas que nem Ads, Youtube acho que aos poucos o Google vai estar incorporando isso porque é uma maneira de oferecer um resultado melhor em qual produto seja. 

13. Como otimizar o site para o Google BERT?

E a priori, muito embora a resposta a tradicional seja - você não precisa otimizar para o BERT, você deve ter conteúdo de qualidade. Se você não está criando conteúdo de qualidade, começa a criar - escreva de uma forma natural, crie o melhor conteúdo possível para o seu usuário, sem pensar no usuário, na máquina - até porque a máquina agora vai começar a entender o texto exatamente como humano. Então sempre crie conteúdo pensando no humano.

Outras dicas de otimização para o Google BERT: 

  1. Se você escreve de uma forma um pouco mais mecânica, usando aquele estilo de texto com SEO bem tradicional, muda isso, coloca uma redação um pouco mais fluida, mais natural bem feita. Para você não ter nenhum impacto com a atualização BERT.  

    Otimize seu conteúdo

    com a SEO Writing Assistant

    Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)
  2. Tem que pensar no meta title, que a gente acaba usando de uma forma um pouco mais mecânica. Como você tem uma limitação de caracteres e você tem uma tendência sempre a colocar a palavra chave no início, o que acontece é que a gente mecaniza um pouco a meta tag, e também a meta description. E aí nesse caso uma maneira de otimizar para o BERT seja começar a enquadrar os seus meta titles e os meta descriptions dentro de uma linguagem mais natural. Então por exemplo, imagina que você está falando sobre queda de cabelo. Aí você coloca “Queda de cabelo: a melhor maneira para evitar a queda de cabelo” forçando a barra para colocar a palavra-chave no começo. Depois do BERT talvez seja melhor você colocar “10 maneiras diferentes para evitar a queda de cabelo”.
  3. Uso de FAQ, de tutoriais ou How-To - são legais porque você acaba colocando uma linguagem mais humana, principalmente com FAQ, com perguntas e respostas. 
  4. Conteúdo gerado pelo usuário - fóruns, por exemplo, ou perguntas e respostas. É uma ótima ideia ter perguntas e respostas na página do produto, acho isso super interessante porque você acaba dando a percepção para o Google que realmente você tem uma linguagem natural lá, e ainda oferece uma boa experiência para o usuário. 

Finalizando queria dizer que daqui a pouco a gente vai ter que escrever muito menos focado em palavras-chaves, mas mais por tópico. Principalmente porquê? Porque o Google talvez comece a entender melhor os conteúdos e vai oferecer outros conteúdos para os usuários. 

E aí pensando alto eu acho que o conteúdo de vídeo é muito interessante principalmente se você estiver colocando no Youtube ou fazendo a transcrição. Porquê? Você coloca o conteúdo de vídeo no Youtube, principalmente para as contas maiores, o Google já tem aquele reconhecimento de voz, ele acaba entendendo o que você está falando no vídeo. Então na medida que ele começa a entender a pesquisa, na medida que ele consegue entender melhor esse conteúdo, e ainda ele vai reconhecer a voz nos vídeos, ele provavelmente vai começar a oferecer mais conteúdo de vídeo para os usuários. 

Então acho super legal em 2020 você pensar realmente em ter mais conteúdo de vídeo e uma boa prática também é tentar fazer a transcrição do vídeo. Muitas vezes o pessoal faz uma transcrição literal - você pode fazer, mas se você conseguir ajustar para agregar mais valor naquela transcrição eu acho que é super bacana.

É isso aí gente, espero ter ajudado e não se esqueça de se inscrever no canal para acompanhar os próximos vídeos.

Tem outras perguntas sobre a nova atualização do algoritmo Google BERT? Deixe as suas dúvidas nos comentários!


Quer saber quais são as outras novidades de marketing digital que podemos esperar em 2020? Confira a nossa mesa redonda Tendências 2020 de Marketing Digital!

JOHN MARTIN
Ajudante

Membro experiente que sempre gosta de ajudar.

Compartilhar esta postagem
or

Comentários

2000
Daniel da Cruz do Amaral Rocha
Ajudante

Membro experiente que sempre gosta de ajudar.

Muito bom conteúdo John! Ao ler seu conteúdo e assistir, podemos chegar na conclusão que o google está cada vez mais querendo um conteúdo moldado para o usuário.

Afetando até mesmo o meta title e description que realmente está ficando " automático ". Vejo como algo bom, pois os resultados com palavras-chave long tail podem ser melhores.
John Martin
Profissional

Faz ótimas perguntas e fornece respostas brilhantes.

Daniel da Cruz do Amaral Rocha
Exato Daniel... mas talvez podemos pensar da seguinte forma: "o google sempre focou no conteúdo moldado para o usuário" no entanto a evolução de software e hardware tem melhorado a cada dia e a partir de agora teremos resultados cada vez mais precisos :)
Daniel da Cruz do Amaral Rocha
Ajudante

Membro experiente que sempre gosta de ajudar.

John Martin
Concordo! E com a pesquisa por voz crescendo os resultados realmente vão acabar sendo mais preciso.

O bacana também é ver os resultados na SERP ranqueando também pela intenção do usuário.

Enviar feedback

Your feedback must contain at least 3 words (10 characters).

Só vamos utilizar este email para te enviar a resposta para o seu feedback. Política de Privacidade

Thank you for your feedback!