pt
English Español Deutsch Français Italiano Português (Brasil) Русский 中文 日本語
Acessar o Blog

Dica da Semana: Como fazer post esquecido trazer resultados no Google

Dica da Semana: Como fazer post esquecido trazer resultados no Google

JOHN MARTIN

Fala gente, tudo bem?

Eu sou o John Martin, da agência Seo Martin, e nessa dica da semana da SEMrush a gente vai descobrir como levar um post esquecido para a primeira página do Google.

E para iniciar esse bate papo, primeiro a gente tem que entender o que é um post esquecido, como que a gente vai colocar ele na primeira página.

Muitas vezes a gente produz um conteúdo no nosso blog - imagino que vocês estejam usando o Wordpress - mas tem outros CMSs aí que vocês podem estar usando, mas você tem uma estratégia de conteúdo, e você vai estar publicando conteúdo regularmente. O que acontece é que muitas vezes aquele post que performava bem porque ele estava bem posicionado, foi caindo de posição. E por vários motivos isso pode acontecer. Desde um conteúdo que já não está atualizado, mas você tem outros motivos.

A concorrência não dorme, e muitas vezes o concorrente vai fazer um conteúdo melhor que o seu.

Então, é super importante você pensar na atualização desse conteúdo. Todas as estratégias que a gente usa para pegar um conteúdo antigo, um post antigo, e fazer com que ele performe de novo na pesquisa, a gente costuma chamar de revamp. Então quando a gente fala que vai fazer um revamp de um post, a gente vai pegar esse post e criar uma série de tarefas ali, de estratégias, para conseguir com que ele performe de novo na pesquisa orgânica. E nesse vídeo a gente vai explicar alguns pontos super interessantes para vocês.

E talvez, o primeiro ponto para a gente entender essa discussão é o tipo de conteúdo. Se você é um jornal, ou um blog de notícias, é um pouco mais complicado aí você reaquecer aquela notícia antiga. Até tem como você fazer isso, dar uma repaginada, trazer aí um TBT talvez… Mas existem certos fatores aí que acabam atrapalhando um pouco essa reativação desse conteúdo. Agora, se você produz um tipo de conteúdo que a gente chama evergreen, que é o atemporal, isso é super interessante, porque aí você consegue manter um post sempre bem posicionado e sempre atrai uma quantidade super bacana de tráfego para o seu site.

Crie o melhor título

para o seu produto

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Em termos de processo, não existe nenhuma regra muito rígida, então eu vou colocar aqui para vocês o que eu costumo fazer quando eu vou fazer um revamp de um conteúdo. Mas é muito importante entender que depende do tipo de conteúdo, do seu estilo de trabalho, você pode querer ajustar, fazer algumas coisas a mais ou a menos aí, do que os exemplos que eu vou dar.

E para iniciar o trabalho, é importante você descobrir qual que é o conteúdo que você vai fazer o revamp. E muita gente me pergunta - mas como que eu vou seleccionar isso? Então, você tem algumas situações aí no dia a dia que poxa, saiu uma atualização de um conteúdo que você produziu, uma notícia, uma novidade, faz todo o sentido você ir atualizando. Então, mantenha isso como estratégia interna da sua organização. Mas, de uma maneira geral, quando você pega para analisar os dados, existem várias formas de visualizar e de escolher o conteúdo. Eu pessoalmente gosto muito de trabalhar com o Google search console nesse caso.

Então como é que a gente faz para selecionar um conteúdo aí, pelo search console? Você vai entrar no relatório de desempenho, vai colocar aquela visualização por página para poder identificar as páginas que têm mais cliques, ou que têm mais impressões. É muito importante que você selecione o posicionamento dessas páginas. O posicionamento médio para você ter uma perspectiva melhor. Você pode fazer também a visualização de consulta e depois identificar as páginas. A minha recomendação é sempre que, dependendo do volume de dados que você tenha, ou você vai fazer isso dentro do search console, ou você vai exportar para Excel.

Mas, de uma maneira mais simples e objetiva, o que você tem que identificar? Muitas vezes aquele conteúdo que está na primeira colocação ele não tem um potencial tão grande de atrair mais tráfego. Você pode incorporar outros conteúdos nele que vão fazer com que tenha mais tráfego porque você vai estar se expondo para mais palavras chave, para mais intenções de pesquisa, mas de uma maneira geral, os conteúdos que podem te dar uma relação de custo-benefício muito boa são conteúdos que estão em posições intermediárias. Então imagina que você tem um conteúdo que está entre a posição 4 e 5. Esse conteúdo, se você melhorar um pouquinho, ele vai entrar no top 3.

E a mesma coisa vale para a página 2. Então se você tem um conteúdo que está na posição 12 lá na página 2, o que é que vai acontecer? Se você melhorar ele um pouco, se você fizer um trabalho legal com ele, você pode levar ele para a primeira página. E quando você leva ele para a primeira página, esse conteúdo acaba tendo uma performance muito superior ao que tinha antes. E uma dica interessante é que você não precisa selecionar um conteúdo. Muitas vezes você pode selecionar diversos conteúdos, coloca uma ordem de prioridade. E é lógico, tem um ou outro caso ali que você não vai conseguir melhorar muito. Então você acaba identificando, com bom senso, quais são os conteúdos que são mais propícios a fazer estes ajustes que eu vou explicar para vocês, sempre levando em consideração a relação custo-benefício.

Assim que você selecionar um conteúdo, o que é que você faz? Cara, anota todas as métricas que você puder. Porquê? Porque você vai ter que fazer um comparativo depois e verificar se todo aquele esforço, aquele trabalho que você teve, valeu ou não a pena. O primeiro passo é fazer uma anotação no Analytics. E isso é bom para recordar o histórico, para você entender exatamente quando que você fez essa otimização até porque, se alguma coisa descer subir ou descer ali no Analytics, nos acessos orgânicos, você na hora já descobre que se trata daquilo.

Configure um projeto novo

Na ferramenta de Monitoramento de Posição

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Também é legal você anotar não só sessões, visitas, mas você anotar outras métricas. Então muitas vezes, a métrica vai... você pode anotar a taxa de rejeição. Então se você conseguir fazer com que o post melhorasse porque a rejeição diminuiu e você também começou a direcionar mais gente para uma segunda página, é super legal. Então você vai ter que avaliar exatamente quais são as métricas. Eu gosto muito de sessões, de rejeição. E se você tiver uma conversão ali com um cadastro de newsletter, ou alguma coisa do gênero, também vale a pena você monitorar isso. Não esqueça de anotar isso. No final do processo é sempre bom você fazer um comparativo do que estava antes e do que aconteceu depois.

Eu acho que a primeira grande dica para a gente dar aqui é que o conteúdo sempre pode ser melhorado. Eu pego vários cursos meus aí tipo, de dois três quatro anos atrás e eu começo a reler, e eu descubro, e eu falo, poderia ter escrito muito melhor. Então você sempre consegue melhorar o conteúdo. Uma coisa muito importante é que qualquer conteúdo que você vai escrever hoje, você tem que lembrar que daqui talvez um ano você consiga melhorar ele. Então, você sempre deve pensar como que você vai conseguir que esse conteúdo fique atemporal. Então vou te dar um exemplo. Tem cliente que coloca ali dez vestidos de festa para o verão, e aí quando você faz esse tipo de post você precisa sempre pensar no permalink, no URL, porque se você criar uma URL que não tem o 10, ou até “para o verão de 2018”, e não tem o 18 ali, você consegue manter o URL, atualizar só o título e sempre estar fazendo atualização, todo o ano funcionando. Então de um ano para o outro, você tinha 10 vestidos, você pode facilmente transformar esse post em 20 vestidos de festa para o verão 2019. Só que a URL é a mesma. Se por acaso você esqueceu, você não fez isso, ou então você não sabia e vai começar agora, os posts antigos que você for atualizar, é fundamental que você faça um redirecionamento 301.

E outro importante falando de permalinks, dependendo da estrutura do seu CMS, provavelmente um Wordpress aí, se você tiver uma estrutura por data, isso provavelmente vai ser um problema para atualizar a data. Então toma muito cuidado, presta atenção com isso, e se você precisar mudar o URL, nunca, nunca esqueça de fazer o redirecionamento 301 nesses conteúdos.

E assim como tudo o que a gente faz em SEO a gente sempre inicia com um estudo. É muito importante, quando você for fazer o revamp desse post, você fazer um estudo das palavras chaves. Aí você vai falar: Eu já fiz o estudo quando eu fiz o post. Só que muita coisa mudou. E muita informação nova entrou. Então, o que é que você vai ter que fazer?

Primeiro ponto:

Acho super bacana você entrar no search console, filtra somente naquela página, e identifica todas as palavras chaves ou todas as intenções de pesquisa que estão, não só levando tráfego para o seu site, que são cliques, mas principalmente que você tem impressão. Muitas vezes você não está levando tráfego mas você está levando impressão sobre um assunto. Então você consegue identificar uma série de palavras-chaves ali que às vezes você se posiciona, male-male, às vezes não tão bem, mas que você já está com meio caminho andado. Então, se você melhorar um pouquinho talvez você consiga se posicionar para todas essas pesquisas.

Pega todas essas palavras aí, e coloca na SEMrush. A SEMrush é uma ferramenta incrível, tá gente, você muitas vezes vai falar - ah mas eu já fiz a otimização das palavras-chave na SEMrush, há três anos atrás para esse post mas um outro fator que é super importante lembrar: a SEMrush, tem melhorado a cada mês e a cada ano, e a base de dados dele tem aumentado muito. Então talvez quando você fez a pesquisa há três anos atrás, a base de dados era bem inferior ao que a gente tem hoje. Então é legal você pegar, fazer de novo a pesquisa de palavra-chave na SEMrush para junto com aquelas palavrinhas que você já achou no seu search console ali, você fazer uma consolidação aí bem grande, um estudo super bacana e você também pode usar não só pesquisas sugeridas do Google mas a própria SEMrush tem a opção de pesquisas relacionadas. E aí você consegue identificar pesquisas relacionadas ali, para aumentar a experiência do usuário, para agregar mais valor em conteúdos que estão relacionados com aquele tópico. E ainda pensando na parte de pesquisa de palavras chaves, de temas, é super interessante você tentar explorar ao máximo outras opções.

O essencial para estudo de keywords

Ferramenta Keyword Magic da SEMrush

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

Agora, é lógico, você vai ter que fazer uma avaliação aí de tempo que você tem disponível. Mas assim, eu vou dar algumas dicas aqui, alguns exemplos, que eu acho super bacanas. Então, investiga os comentários do seu próprio post, muitas vezes você tem um monte de comentário, um monte de pergunta e resposta ali, que é super pertinente para você incorporar no post e fazer um post muito mais eficiente. A pessoa que entra lê, ela não precisa dos comentários para ver aquele conteúdo. Ela acaba já vendo no próprio conteúdo.

Você pode pesquisar inclusive em outras referências. Então imagine o seguinte: vai em fóruns, Twitter, grupo de Facebook, ou seja você tem uma gama gigantesca aí para pesquisar o que as pessoas efetivamente estão pesquisando, estão com dúvida ou querem saber. Uma ferramenta que eu gosto muito de utilizar é o próprio Youtube.

Então você pode pesquisar aquele assunto no Youtube, você vai ver vídeos de especialistas falando de um conteúdo específico, e o mais legal aí, é que você consegue ver os comentários. E mais uma vez, através dos comentários, você consegue identificar assuntos diferenciados para colocar na sua própria página. E aí, você fez toda a pesquisa, já está tudo prontinho, você já sabe o que é que tem que escrever, e aí é hora de colocar a mão na massa. Então você vai lá editar esse seu post aí, provavelmente Wordpress. Se for Wordpress, acho que uma dica super bacana, você já tentar converter o seu post, que normalmente deve estar com o editor clássico, para o editor de blocos, que tem alguns recursos avançados que vão ser super bacanas para vocês.

E aí é lógico, quando você for reescrevendo, não só texto, a parte gramatical, a parte semântica, mas você tem muitos conteúdos e assuntos que talvez você que talvez você vai decidir adicionar alguns Headers, então é legal você pensar aí na hierarquia inteira do post, vai fazendo os seus ajustes.

Imagina também como agregar valor então muitas vezes você fez uma pesquisa, encontrou alguns conteúdos super pertinentes no Twitter, incorpora o tweet. Você pode incorporar um Instagram, você pode incorporar vídeos de Youtube. Então tem várias maneiras aí de você rechear esse seu post, deixar um conteúdo muito mais isco para o seu usuário, incorporando outras fontes e outros recursos aí da própria web.

Eu sempre falo que a criatividade é o diferencial, então muitas vezes você pode incorporar um vídeo que é uma coisa super simples de ser incorporado do Youtube ali. Mas você também tem outras formas de colocar conteúdos ricos e agregar para o seu usuário. Então por exemplo, hoje no Wordpress tem plugin, que o plugin vai ler o post para o usuário e às vezes essa voz é um pouco robotizada, talvez não seja a melhor do mundo mas é eficiente. É uma opção interessante. Mas imagina o seguinte: a gente já sabe que os podcasts estão desempenhando muito bem aí na pesquisa orgânica do Google. Então porquê você não tem um canal de podcast, e você quando vai fazer esse revamp desse post, você faz um áudio. Ou seja, você vai fazer um podcast, falando sobre esse conteúdo. Então de uma maneira ou outra, você está agregando valor mais uma vez para o seu conteúdo e melhorando a experiência do usuário. Porque o usuário, ele pode ler ou ele pode ouvir os seus comentários sobre aquele post que é bem interessante.

Você pode pensar em outras ferramentas também, para aumentar a experiência do usuário, então dependendo do tipo de conteúdo de post, você pode colocar um chatbot ali e fazer um teste, por exemplo, isso provavelmente vai melhorar a sua taxa de rejeição. E você talvez até consiga melhorar um pouquinho a conversão captando um email, um lead, ou alguma coisa do gênero. Então sempre pense em como otimizar o máximo esses conteúdos, não só o conteúdo do tema, mas em pensando em como incorporar outros recursos aí.

Supere seus concorrentes

Análise de Palavras-chave e Backlinks da SEMrush

Digite o seu domínio (ex. www.exemplo.com)

E quando a gente fala em outros recursos, você tem que pensar também que existem outros recursos um pouco mais avançados. Então, por exemplo, se o seu tipo de conteúdo for propício para ter perguntas e respostas, você pode colocar no final uma FAQ, e colocar as principais perguntas e resposta. Ao mesmo tempo, quando você colocar as perguntas e respostas. Ao mesmo tempo, quando você colocar as perguntas e respostas, você pode colocar uma marcação de dados estruturados. O que é que vai acontecer? Essas perguntas e respostas vão ser exibidas na SERP. Então você vai ter um aumento muito grande de visibilidade. Porque não só os seus resultados como título e descrição vão ser exibidos na SERP, mas você vai ter aquelas linhazinhas em baixo com perguntas e respostas. Então vamos imaginar que você está na quarta, quinta colocação, e foi para a primeira colocação. E muitas vezes, você aumenta até a distância aí para o segundo colocado, o que é super bacana.

E por falar em meta tags, é super importante que você quando finaliza a otimização, você colocou o conteúdo, deixou aquele post super bacana, você também ajuste o seu meta tag e o seu meta description. Porquê? Por vários motivos. O primeiro deles é que a meta tag e a meta description são campos que são uma largura, então muita gente até conta caracteres, que dá para dar uma aproximação, mas é um campo que é uma largura e o Google costuma mudar isso. Então talvez aquela meta tag e meta description que você usou há três anos atrás, hoje já não funciona mais. Pode ser que ela tenha sido cortada na SERP, então você precisa identificar isso.

Segundo ponto é que às vezes você incrementou algum conteúdo e faz sentido você adicionar essas palavras chave, ou numa ou noutra. E o terceiro ponto é que muitas vezes quando você refez esse post, você fez esse revamp, você aprendeu um pouco mais. Você entendeu um pouco mais o público alvo e você tem mais informações até de gatilho. Então talvez faça sentido até você colocar até um gatilho ali no meta tag ou então lá na description, para conseguir aumentar um pouco o seu TM. Então sempre lembra de ajustar a meta tag e a meta description também ou pelo menos revisar. E aí, dependendo do seu nível de conhecimento e também dependendo do tempo que você tem disponível, você pode tentar aplicar alguns recursos mais avançados aí. Um deles é fazer uma análise de canibalização. Então verifica se tem alguns conteúdos aí que são paralelos que eles podem estar competindo com eles mesmos e você pode avaliar, fazer uma sinergia desses conteúdos, ou seja juntar tudo, mas sempre lembrando de redirecionar.

Outro recurso avançado que você pode usar muitas vezes é a questão de velocidade. Então não custa você fazer um teste nesse novo conteúdo com uma app de teste o Google Play Speed, e identificar alguns pontos. Entre eles, existem alguns técnicos. Mas existem vários pontos que talvez você consiga identificar, que você consiga ajustar. Então você consegue ver ali a otimização de imagem, se existe uma imagem muito pesada, às vezes um Gif que pode ser transformado em vídeo. Então você tem aplicação de lazy load, você pode até conversar com o desenvolvedor para fazer uma aplicação de lazy load. Então é super bacana você verificar isso. Muitas vezes tem muita imagem, está demorando muito para carregar. Então avalie isso porque são testes rápidos, simples, que podem resultar em sites poderosos aí, para você fazer um pequeno ajuste.

E lembrando que experiência mobile e também velocidade, principalmente no mobile, hoje é muito mais importante do que há alguns anos atrás. Então se há alguns anos atrás você fez esse post e não pensou nisso, talvez você tenha colocado uma imagem muito pesada. Então é legal você tentar otimizar o seu conteúdo para deixar ele super rápido também no mobile.

Mas aí, o seu conteúdo ficou pronto, você atualizou e muitas vezes o pessoal esquece de atualizar a data do post. Isso é uma estratégia que eu gosto muito de fazer. Porque é que é legal atualizar a data do post? Não só para informar outros mecanismos, mas o principal que a grande maioria dos templates quando você atualiza a data, esse post vai voltar para o começo do blog. E quando ele voltar para o começo do blog, e quando ele volta para o começo do blog, você começa a direcionar mais a autoridade para ele. Sem dizer que o usuário entra, em termos de experiência do usuário, e ele vai identificar que aquele post é novo, que foi atualizado e merece ser relido. Então é uma estratégia superinteressante.

Dependendo da autoridade do seu site, da quantidade de conteúdos que você publique ou que você faça revamp, faz sentido também você inspecionar esse URL no search console. Porque? Porque quando você inspeciona um URL, você vai dar uma visualizada nele para ver se está tudo ok, mas você tem uma opção de você enviar para o Index. Então é uma maneira rápida e eficiente de você informar para o Google que o conteúdo foi atualizado. E depois de tudo feito é muito importante não esquecer dos fatores off page. Você tem diversos fatores off page aí que podem te auxiliar. Então vamos pensar aqui. Se você fez esse conteúdo, está melhor, tem mais informação, está super pertinente para o seu usuário nada mais justo do que você aumentar essa posição dele. Então, manda essas mensagens de WhatsApp para os colaboradores, compartilha nas redes sociais, talvez coloque no próximo mailing, muito embora não sejam fatores diretos de posicionamento, eles são fatores indiretos. Quanto mais pessoas você levar para aquele post que está refeito, que está super atualizado e tem informações novas, muitas vezes essas pessoas vão estar olhando esse conteúdo, vão estar gostando e às vezes talvez façam até backlinks, que são fatores aí de posicionamento para vocês. então tenta aumentar a visibilidade.

E por falar nesses fatores off page e backlinks, lembra que você tem dois pontos muito importantes aí para finalizar. Um, que são os backlinks externos, então também é super legal você ver se você consegue fazer um trabalho aí de comunicar outros sites sobre esse seu post atualizado, para que eles coloquem em backlinks. E você pode fazer o trabalho até natural de construção de backlinks, às vezes alguém, algum fórum fez uma pergunta específica e você colocou esse conteúdo novo lá. Então super justo aí que você coloque esse conteúdo no fórum e avise que esse conteúdo novo vai estar atualizado.

Agora, tem uma questão muito interessante. O page ranking interno do seu site. Qual que é? Você pode criar novos links internos. Então como você acabou de criar um conteúdo novo, tem mais informação, poxa, verifica quais são so posts ali que são relacionados que você pode não só criar um link interno para esse novo post, mas que você pode explicar até melhor para o Google através de âncoras quais são os conteúdo que estão sendo explicados nesse novo post seu.

E para finalizar, é muito importante aí que você compare as métricas. De o tempo necessário, porque SEO dá trabalho. Espere uns 15, 30, 60 dias para avaliar se deu resultado. E dando resultado, é mais um motivo para você incorporar isso na sua estratégia de conteúdo. Então imagina que você produz, sei lá, 15 ou 30 posts por mês, vamos colocar 30 aí de exemplo, que é uma produção alta inclusive. Mas se você produz 30 posts por mês nada mais justo do que você fazer um leve ajuste na sua produção de conteúdo. E você pode produzir talvez 28 novos conteúdos por mês, mas sempre atualizar dois. É uma estratégia super bacana que eu gosto muito de fazer, porque você vai estar sempre fazendo o revamp de posts antigos que já estão sendo produzidos e já tem metade do caminho andado. Você precisa de fazer um pequeno ajuste e tentar melhorar eles, mas já dá muita experiência do usuário e vai facilitar muito o seu trabalho também.

É isso aí gente, espero ter ajudado e não se esqueça aí de se inscrever no canal para acompanhar os próximos vídeos.

Assista o nosso Webinar "SEO Internacional: como expandir o site para outros países"

JOHN MARTIN
Ajudante

Membro experiente que sempre gosta de ajudar.

Enviar comentário
Seu comentário deve ter pelo menos 3 palavras (10 caracteres).

Usaremos este e-mail unicamente para responder aos seus comentários. Política de privacidade

Agradecemos pelos comentários!