8 pesadelos de marketing digital que você pode enfrentar

42
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra o quão atrativa é uma postagem de blog. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura de usuários ativos, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.
Saiba mais

8 pesadelos de marketing digital que você pode enfrentar

Maria Chizhikova Marques
8 pesadelos de marketing digital que você pode enfrentar

O Halloween está chegando e a bruxa está solta…!

O mundo de marketing digital está cheio de monstros e perigos. Mas não se preocupe, nesse Halloween convidamos a nossos especialistas para te proteger dos principais pesadelos de marketing que você pode enfrentar:

Meu perfil de links contêm links tóxicos!

pics-for-helloween-post-es.png

Todo link builder ama conquistar links e bater as metas dos clientes, certo? Certíssimo. Mas, um dos pontos importantes e que fazem um bom link builder se diferenciar é o cuidado com os links tóxicos que seus respectivos clientes ganham.

Links tóxicos são o meu maior pesadelo

Imagina só, você construir toda uma estratégia baseada em white hat, conquistar links em sites relevantes e de repente ver essa reputação perder autoridade por conta de links tóxicos?

Por isso, eu e minha equipe aqui na SEO Marketing, sempre estamos de olho na ferramenta Backlink Audit do SEMrush. Ela é quase um oásis em meio do caos da bruxaria. Com ela, consigo analisar os links de baixa qualidade que linkam para o site dos meus clientes. Isso é meio caminho andado no mundo do link building.

É simples fazer!

Primeiro eu clico no Backlink Audit do meu cliente: 

1.png

Feito isso, eu exporto a planilha com os links que a SEMrush considera tóxicos ao site do meu cliente.

2.png

Quando eu analiso a qualidade dos links, atualizo o arquivo .txt no search console. Com isso, elimino domínios que podem prejudicar a saúde do site.

Feito isso, eu vou no SEMrush e atualizo o link e removo ele direto para o limbo do disavow!

É um trabalho mais técnico, mas que dá muito prazer. Até porque ver o seu dashboard do SEMrush verdinho e sem links tóxicos, é quase como ter um Master Card, não tem preço!

Mas… se você não quiser correr riscos e aprender mais sobre link building, veja o webinar como conquistar 100 links gratuitos em um mês e fique pode dentro dos segredos do link building.

Errei na personalização de campanha de email marketing!

pics-for-helloween-post-es-1.png

O melhor jeito de corrigir um erro na personalização ou segmentação de uma campanha de email marketing NÃO é tentar esconder ou ocultar.

Pelo contrário! SIM, você deve reconhecer o erro utilizando preferencialmente o mesmo canal enviando uma campanha de email marketing com um pedido de desculpas. Isso vai criar empatia e pode até criar um vínculo emocional com os seus seguidores ou clientes.

Exemplo:

me-perdoa.png

Problemas técnicos durante um evento online, qualidade baixa do vídeo e/ou áudio falhando

pics-for-helloween-post-es-2.png

Eventos ao vivo, como webinars, precisam ser divididos em três momento: antes, durante e depois.

Antes - O Planejamento

Muito mais do que definir o tema do evento online, é preciso planejar para que durante a transmissão tudo saia como programado. Para isso, responder algumas perguntas básicas são essenciais para que não se torne um pesadelo.

  • De onde será transmitido o evento? Escolha um local silencioso e com boa luz e com uma ÓTIMA internet.
  • Quem irá participar e como será o formato? Basicamente, os eventos online ocorrem em dois modelos: Palestra ou Debate. Defina o que se encaixa melhor para você.
  • Haverá apresentação de slides? É muito importante alinhar a apresentação com o tempo de duração do evento.
  • Qual o tempo de duração? Alinhe esse tempo com todos os palestrantes/participantes.
  • Haverá espaço para perguntas da audiência? Se sim, separe alguns minutos para isso.
  • Quais equipamentos você usará para captação? Para captar as imagens, você pode usar desde a câmera do seu computador a um equipamento profissional. O mais importante aqui é simular o evento online previamente e verificar se imagem e áudio estão bons. Para o momento da transmissão ao vivo, vale separar equipamentos de backup.
  • Qual plataforma de transmissão será utilizada? Escolha uma plataforma e faça um teste.
  • Haverá alguma oferta complementar? Se for ofertar um produto/serviço durante o webinar, deixe tudo alinhado e prefira falar sobre isso ao final da transmissão.

. Crie um plano de marketing e divulgue o evento online para o seu público alvo.

Durante - A hora da verdade

Com tudo planejado, é provável que você tenha um evento ao vivo tranquilo e sem maiores problemas. Reúna-se com o time responsável pelo evento cerca de 30 minutos antes de iniciar a transmissão ao vivo. Faça um último teste e certifique-se de que está tudo funcionando bem e tente não sobrecarregar a internet durante a transmissão.

Separe um momento, nos primeiros minutos da transmissão para verificar se o seu público está vivendo um pesadelo no seu evento. Verifique com a audiência se o áudio e vídeo estão bons e peça também a alguns colegas de trabalho para acompanharem a transmissão.

Se, mesmo com todos esses cuidados a qualidade do vídeo estiver ruim e o áudio falhar, temos algumas opções:

  • Usar os equipamentos de backup.
  • Verificar se existe algum problema na sua internet (downloads, uso excessivo de banda, sinal intermitente, etc) que esteja atrapalhando a transmissão.
  • Transferir o evento para um novo horário (Por exemplo, se a sua internet cair durante a transmissão).

Depois - Nutrindo Relacionamento com os participantes

Após o fim do evento online, você tem uma oportunidade única de gerar conteúdo relevante para a audiência participante. Algumas dicas:

  • Sempre envie o vídeo gravado do evento online para todos os inscritos, mesmo aqueles que não participaram. Assim, qualquer pessoa pode rever ou até assistir pela primeira vez o conteúdo da transmissão. Em caso de problemas com áudio/vídeo, essa é uma excelente oportunidade para se desculpar e, ainda assim, fornecer conteúdo relevante.
  • Envie um material complementar sobre o tema do seu evento online, gerando ainda mais valor para os participantes.
  • Abra a oportunidade para que a sua audiência sugira novos temas para os próximos eventos. Esse é um grande insight para você descobrir quais conteúdos mais fazem sentido para o seu público alvo.

Os Webinars são uma grande oportunidade para gerar conteúdo relevante, construir relacionamento e, claro, transformar sua audiência em clientes! Planeje-se e não deixe que ele se torne um pesadelo pra você.

Fui vítima de ataque de SEO negativo

pics-for-helloween-post-es-3.png

SEO negativo é quando alguém, geralmente um concorrente, tenta intencionalmente diminuir a classificação do seu site nos mecanismos de busca.

Há diversas maneiras de se fazer isso, mas o método mais comum é utilizar técnicas baseadas em links de baixa qualidade, como criações de links em sites de conteúdo ruim, blogs e fóruns não relacionados, em sites de outra língua, em sites pornográficos, publicação de links com a mesma palavra-âncora em curto prazo em centenas de sites, etc.

Se os acessos orgânicos do seu site estão caindo drasticamente, como saber que está sendo vítima de SEO negativo?

Para se livrar e principalmente se prevenir contra essa assombração, as medidas a seguir podem ajudar:

Google Search Console -  A ferramenta contém recurso de avisar o proprietário do site, via e-mail, quando o Google identifica ação malware. Também traz relatório de fontes únicas e páginas na internet que possuem links para o seu site. O surgimento repentino de fontes de baixa qualidade pode indicar ação de SEO negativo.

SEMrush – ferramenta de backlinks - A ferramenta é capaz de mostrar lista completa de locais na internet onde possuem links para o seu site. Melhor do que isso, faz uma avaliação da qualidade dos links, mostra em gráficos a quantidade e período dos links. Qualquer alteração repentina pode ser sinal de SEO negativo.

Como agir contra esse pesadelo?

Após as descobertas desse problema, é hora de agir.

O primeiro ato é entrar em contato com os sites que possuem links suspeitos, pedir para remover ou aplicar o elemento rel=“nofollow” nos links. Mas nem sempre é possível estabelecer contato.

Se não der certo, deve-se pedir para o Google rejeitar os links ruins. Basta utilizar a ferramenta Disavow Links, do Google Search Console, que permite rejeitar os links ruins do seu perfil quando for incapaz de removê-los. Desta forma, o Google é notificado sobre os links que o buscador não deve considerar ao avaliar o seu ranking.

Meu funil de vendas está vazio!

pics-for-helloween-post-es-4.png

Um funil de vendas vazio pode ter diversos motivos. Um deles é a falta de critérios no trabalho de geração de Leads.

Muitas empresas focam todo o trabalho de conteúdo em geração de leads mas não definem a sua persona ou possuem KPIs que realmente indicam o sucesso do projeto.

Antes de mais nada, defina e entenda o público que será trabalhado.

Após isso, siga para os tipos de conteúdo (posts de blog, materiais, página de produto / serviço, etc) e conversões (topo, meio ou fundo de funil) que serão trabalhados. (veja mais nesse post o que Micro-Momentos podem dizer sobre jornada de compra e conversão).

Dessa forma a visão do funil ficará mais clara e você poderá intervir mais rapidamente em caso de baixo volume em alguma etapa do funil.

Como estamos falando diretamente de vendas, você poderá identificar por exemplo se os leads gerados diretamente do fundo do funil são qualificados para venda ou se é melhor captar os leads no topo do funil e ir nutrindo até o momento da venda.

Sofri uma penalidade do Google e meu site caiu nos SERPs ou desapareceu dos resultados de pesquisa

pics-for-helloween-post-es-6.png

Em anos de consultoria, hora ou outra alguém entra em contato em estado de choque alegando que o seu site sumiu do Google...

Se você não está no Google você praticamente não existe e para empresas de e-commerce que tem suas receitas oriundas do tráfego orgânico, passar horas e ou dias fora do Google é provavelmente o pior pesadelo de todos, talvez pior até do que encontrar Frederick Charles Krueger em plena Springwood.

Se isso ocorrer contigo não se desespere, confirme o problema, identifique a origem e aplique uma solução.

Para verificar se realmente seu site sumiu do Google simplesmente entre no Google e verifique se existem páginas do seu site indexadas, ao invés de digitar uma pesquisa use o operador booleano, em outras palavras, digite site: seusite.com.br.

Se encontrar páginas nos resultados talvez você não tenha sumido do Google, simplesmente tenha sumido de alguns ou muitos resultados, o que é outro problema, mas se nenhum resultado for exibido significa que suas páginas não estão indexadas e nesse caso você vai precisar identificar o motivo.

Comece pelos motivos mais comuns como bloqueio do site pelo robots.txt ou aplicação de noindex em todas páginas do site, algo que costuma ocorrer quando alguma versão em homologação atualiza a versão em produção do site. Inspecione manualmente ou se preferir use algum crawler como o screaming frog e identificar se ele consegue ou não ler as páginas, caso não consiga, configure para que o mesmo não respeite o robots.txt ou o noindex e se as páginas forem lidas basta explicar para os responsáveis. Se não for isso não deixe de testar a canonical tag das páginas.

Em outros casos encontramos curiosos e até usuários de má fé que tenham acesso ao Search Console. Trabalhei em um caso onde um ex-funcionário que ainda tinha acesso ao Search Console, solicitou ao Google a remoção dos URLs ( Search Console > Índice do Google > Remover URLs).

O problema é que ninguém na organização sabia que existia e ou tinha acesso à ferramenta do Google para Webmaster... depois de identificar simplesmente removemos o pedido e o site retornou ao maior mecanismo de pesquisa em questão de minutos.

Também encontramos casos mais complexos como penalizações extremas, problemas de leitura do bot por causa da tecnologia usada no site, problemas de invasões, código de retorno errado nas páginas do site e até problemas com o servidor, muito embora sejam em menor número. De qualquer jeito sempre fique atento aos sinais que o Google Search Console oferece e lembre-se que pedir ajuda ou contratar um profissional qualificado quando necessário.

Meus últimos artigos ou posts estão com engajamento 0

pics-for-helloween-post-es-7.png

Pode não ser um monstro, mas ser abandonado, ficar sozinho, sem que ninguém te responda ou fale com você é muito mais assustador que qualquer filme de terror. Muitas vezes até mesmo ótimos posts se perdem no limbo das redes sociais, e isso acontece pois seu público simplesmente não te encontrou.

Para se encontrado, faça igual qualquer criança brincando de "gostosuras ou travessuras" no Halloween e vá atrás de seu público-alvo. Você não precisa ir até a casa deles, isso seria assustador, mas vá até onde eles podem ser encontrados na Internet. Publique em mais redes sociais, encontre grupos de pessoas que podem se interessar pelo seu assunto e interaja com eles e poste com frequência.

Por falar em postar com frequência, não deixe que seus posts se percam e ninguém os veja por não estar online.

Para evitar isso, siga a regra 4,4,4 que é, para cada peça de conteúdo feita, você divulgue em 4 dias, com 4 horários e 4 chamadas diferentes.

O algoritmo do Google foi alterado e meu site caiu nos SERPs

pics-for-helloween-post-es-5.png

Este será provavelmente um dos maiores pesadelos para quem trabalha a otimização de sites(SEO), tanto trabalho e esforço para depois o Google com uma atualização deitar tudo pra baixo...

Mas caso isso aconteça é porque você andou fazendo coisas que vai em contra às diretrizes que o Google recomenda fazer e aquelas que não se devem fazer.

No entanto este pesadelo deve ser bem analisado para perceber exatamente o que aconteceu e para isso podemos utilizar a ferramenta SEMrush Sensor onde verificamos se ocorreu alguma atualização do algoritmo e que tipo de atualizações foram feitas.

Depois disso vamos analisar se essas atualizações do Google foram responsáveis pela queda de visitas orgânicas do nosso site com a funcionalidade que encontra na SEMrush: Análise por Domínio > Pesquisa Orgânica. No gráfico podemos ver se de facto se o nosso site foi afetado pela atualização que o Google efetuou, caso haja uma quebra no tráfego e nas palavras-chave.

Caso tenha acontecido isso com você, vai ter que analisar qual foi a atualização do algoritmo que o Google fez e tentar melhorar(ou limpar) esses pontos que fez cair o seu site nas SERPs.


E você, enfrentou mais algum pesadelo ou monstro de marketing digital na sua jornada? Compartilha conosco nos comentários e nossos especialistas vão te dar dicas de como se proteger!

Feliz Halloween!

Gostou desta postagem? Siga-nos no RSS e leia mais postagens interessantes:

RSS
Apaixonada por viagens, música e marketing digital, represento a SEMrush no mercado brasileiro e português.
Compartilhar esta postagem
or

Comentários

2000 caracteres restantes

Inscreva-se no Blog da SEMrush para receber conteúdo útil direto na sua caixa de email.

Digite um e-mail válido
Confirme que você aceita nossos Termos e condições e Política de privacidade.

Obrigado!

Você se inscreveu no nosso blog com sucesso.