5 passos para desenvolver o planejamento estratégico digital da sua empresa

93
Wow-Score
A pontuação Wow-Score mostra o quão atrativa é uma postagem de blog. É calculada com base na relação entre o tempo de leitura de usuários ativos, a velocidade de rolagem e o tamanho do artigo.
Saiba mais

5 passos para desenvolver o planejamento estratégico digital da sua empresa

Sara Zimmermann
5 passos para desenvolver o planejamento estratégico digital da sua empresa

A persona guiará todas as suas estratégias, e deve estar bem definida.

No mundo atual, com mais de 3,7 bilhões de pessoas com acesso à internet, não nos resta dúvidas de que as estratégias digitais são imprescindíveis para as empresas conectarem-se com o seu público. No Brasil, mais de 60% da população utiliza ativamente a rede e, cada vez mais informada, quer soluções customizadas, e espera que as organizações apresentem ofertas que atendam às suas demandas específicas.

Para prosperar neste ambiente cada vez mais digital, as empresas precisam desenvolver um bom planejamento estratégico. Confira 5 passos para quem deseja planejar e atingir melhores resultados:

 1) Faça um diagnóstico estratégico

 Um bom diagnóstico estratégico é peça fundamental da sua estratégia. Através da análise, é possível entender o mercado, a movimentação de concorrentes atuais e potenciais, o comportamento do público, entre ameaças e oportunidades verificadas. Aqui, o “achismo” perde a vez para fatos e dados.

 A coleta de dados deve ser iniciada com a análise do mercado e da concorrência.

É importante pesquisar seus concorrentes diretos e indiretos, e quais os resultados orgânicos e pagos nas pesquisas de suas palavras-chave.

Durante a fase da análise da concorrência e do comportamento do público, o benchmarking é bem-vindo para definir se as movimentações de mercado, praticadas pela concorrência são interessantes ou não para a sua marca, além de identificar com o quê o público está interagindo e as similaridades com à sua oferta. Esta etapa é fundamental para avaliar vantagens competitivas do seu negócio.

Também é importante observar quem são os influenciadores na sua área, e se é interessante trabalhar com eles.

E, é claro, com todas essas informações, chega-se à análise de ameaças e oportunidades que, alinhadas à análise das suas forças e fraquezas, compõem a matriz SWOT.

Para esta etapa, minha ferramenta favorita é a SEMrush. Como exemplo, pesquisei a palavra-chave “roupa infantil” utilizando a SEMrush, e tive acesso aos seguintes dados:

  • Comportamento do consumidor online: agora sei que a palavra-chave “guarda roupa infantil” tem quase o dobro de pesquisas em relação ao termo “roupa infantil”. Interessante!

ede0c046063a5df9a4304093399e9605.png

  • Resultados da pesquisa orgânica: aqui posso avaliar quais são meus concorrentes diretos no termo pesquisado, de acordo com os resultados orgânicos de motores de busca. A partir dessas informações, posso avaliar cada um dos meus concorrentes, para saber o tráfego de seus sites; se investem em links patrocinados, quais são as palavras-chave de maior relevância em suas páginas, entre outras avaliações.

0ef11a83448036a059f3822804a00ce2.png

  • Com os textos de anúncios posso avaliar como minha concorrência se comporta na criação de links patrocinados.

021d8e6c00f13e60f8d8aa5a97f30f3d.png

Esta etapa é longa e envolve muita observação e avaliação de informações. Mas, com a ferramenta certa e muita atenção, você pode chegar a conclusões valiosas, e até modificar suas propostas iniciais.

2) Defina suas personas

A partir das suas ofertas, sua proposta de valor e do diagnóstico realizado na etapa anterior, você está pronto para desenvolver suas personas. Personas são personagens ou avatares criados para ajudar sua empresa a compreender melhor o cliente. Elas detalham o seu comprador ideal, aquela pessoa perfeita para comprar seu produto ou serviço.

Crie um nome, idade, profissão e descreva o dia a dia da persona. Crie uma história, se necessário, com hábitos diários, profissionais e pessoais. Pesquise sobre seus comportamentos e tendências, e descubra suas dores e soluções para seus problemas. Ao entender suas necessidades, você entende o que pode oferecer de valor.

Segue um checklist para o que definir sobre suas personas:

  • Nome
  • Idade
  • Profissão
  • Área de atuação
  • Informações pessoais
  • Hábitos diários e de compra
  • Comportamento online
  • Comportamento offline
  • Objetivos
  • Desafios
  • Problemas
  • Necessidades

Existem diversos criadores de personas no mercado, e vários gratuitos. Mas, antes de criar seu avatar, o estudo do comportamento do seu público é imprescindível, em todos os pontos de contato entre ele e a sua empresa.

Neste momento, não há número mínimo ou máximo de personas. O que deve ser considerado é:

Minhas personas abrangem todo o meu público? Tenho condição de administrar o número de personas criadas?

Um gerador de personas bem legal é o Fantástico Gerador de Personas, criado pela Resultados Digitais com a Rock Content. Utilizando esse ou outro gerador, lembre-se: as personas devem conter informações relevantes para a sua empresa. Os geradores não devem ser seu “guia” de quais informações devem ser incluídas. Muitas vezes, os geradores não fornecerem todos os campos necessários para descrever as personas do seu negócio.

3) Defina objetivos

Agora você sabe aonde está pisando. Conhece o seu público, está atento ao mercado, e acompanhando as tendências. Chegou o momento de definir os objetivos que as suas iniciativas digitais deverão atingir.

Gosto muito da metodologia de objetivos S.M.A.R.T., que pode funcionar como um checklist para os objetivos definidos:

Você pode criar objetivos diferentes para cada plataforma, mas é importante definir o principal objetivo da campanha. O mesmo, na maioria das vezes, ajudará a empresa a atingir suas metas.

Existem objetivos quantitativos e qualitativos. Os quantitativos focam em números, e são mais fáceis de serem mensurados. Por exemplo, aumento de vendas ou de lucratividade. Os objetivos qualitativos não são menos importantes, mas é mais difíceis monitorá-los, e acompanhar o ROI. Neste caso, objetivos envolvendo fortalecimento da marca, ou criação de autoridade. Este segundo tipo de objetivo também traz excelentes e importantes resultados para empresa. Entretanto, devemos criar formas de mensurá-los, e saber que muitas vezes o resultando é intangível, trazendo retornos somente a médio e longo prazos.

#FicaADica: você pode – e deve – criar objetivos para desenvolver relacionamentos, trabalhar a visibilidade e fortalecimento da sua marca e oferta, divulgar produtos e promoções, sempre com foco na conversão.

4) Defina estratégias e planos de ação

Definidos os objetivos, chega o momento de montarmos os planos para atingí-los. Para cada objetivo, crie uma ou mais estratégias; também é comum a definição de um grupo de estratégias para mais de um objetivo. Por exemplo, sua estratégia de SEO pode atender tanto aos objetivos de aumento de vendas como os de expansão da marca, ou reposicionamento.

Segue um checklist de iniciativas digitais a serem consideradas nas estratégias:

  1. Revisão do site ou loja virtual: responsividade, versão mobile, experiência do usuário
  2. SEO
  3. Links patrocinados e demais anúncios
  4. Marketing de conteúdo
  5. Automação de marketing
  6. Mídias sociais e influenciadores

Na maioria das vezes, são desenvolvidas estratégias específicas para atração, conversão, fidelização, evangelização, relacionamento.

Para cada estratégia, desenvolva um plano de ação geral e detalhado, contendo todas as iniciativas, prazos e responsáveis.

5) Defina o monitoramento

Você chegou até aqui. Está satisfeito? Saiba que avançamos cerca de 30% do trabalho a ser realizado. Ainda há muito a fazer! Antes da execução, é importante definir como o monitoramento do seu planejamento será realizado, para que você possa acompanhar os resultados de cada uma de suas iniciativas. Para o plano de monitoramento, é importante definir:

  • Métricas
  • Metas de sucesso para as métricas
  • Ferramentas, prazos, formas, responsáveis

Existem diversas ferramentas disponíveis para o monitoramento no mercado. Mais uma vez, volto para a SEMrush. Ela oferece opções de monitoramento da marca, redes sociais, seu domínio, e é claro, da concorrência. É possível criar projetos, dos quais recebemos relatórios diários. Gosto particularmente de análise position tracking, pois é bem completa.

9c023700b0b751a5a1b43fc691caae92.png

E vamos combinar: não vale planejar o monitoramento e deixar as informações naquela pasta que você promete revisar, um dia, quando tiver tempo. O monitoramento traz informações valiosíssimas, que devem ser verificadas diariamente, para que o seu planejamento seja revisado.

Infelizmente para os negócios, e talvez felizmente para os bons profissionais de marketing e vendas, muitas empresas falham no monitoramento. Com o marketing digital, temos nas mãos as melhores ferramentas, e a possibilidade de testar rapidamente a eficácia das nossas ações, para providenciar ajustes sempre que necessário em tempo real.

Conclusão

A jornada de compra do brasileiro está cada vez mais digital. Segundo a pesquisa Total Retail 2016, da consultoria PwC, a frequência de compra mensal online dos brasileiros subiu de 38% em 2014 para 40% em 2016, além de alta de 4% para 8% na frequência de compra diária; já as pesquisas sobre produtos aumentaram 27% entre os dois anos.

Logo, o planejamento estratégico digital torna-se indispensável para empresas que querem despontar no universo online. Seguindo os passos acima, não há espaço para “achismos”, nem opiniões. E sim trabalho estratégico, assertivo, e o alcance dos objetivos definidos.

Parabéns, você já tem seu planejamento estratégico digital nas mãos. Agora, mão na massa!

Like this post? Follow us on RSS and read more interesting posts:

RSS
Profissional com mais de dez anos de experiência em Planejamento Estratégico, Marketing Digital, Inbound Marketing & Sales, Gestão de Vendas e Inteligência de Mercado.
Professora de Graduação e MBA. Experiências profissionais nacionais e internacionais.
Mestranda em Administração - Organizações/Marketing Digital (USP Esalq), MBA em Gestão de Projetos (ESAMC - Brasil), pós-graduada em Gestão de Marketing e Marketing Digital (Georgetown University - EUA) e graduada em Administração com ênfase em Marketing (ESAMC - Brasil).
Curso em Marketing Estratégico em Harvard (EUA) e Certificação Inbound Marketing (Hubspot).
Compartilhar esta postagem
or

Comentários

2000 caracteres restantes

Inscreva-se no Blog da SEMrush para receber conteúdo útil direto na sua caixa de email.

Obrigado!

Você se inscreveu no nosso blog com sucesso.